sábado, 29 de agosto de 2015

O Marxismo Cultural e a Destruição da Europa



"O comunismo não é um sistema: é um dogmatismo sem sistema — o dogmatismo informe da brutalidade e da dissolução. Se o que há de lixo moral e mental em todos os cérebros pudesse ser varrido e reunido, e com ele se formar uma figura gigantesca, tal seria a figura do comunismo, inimigo supremo da liberdade e da humanidade, como o é tudo quanto dorme nos baixos instintos que se escondem em cada um de nós." - Fernando Pessoa in «Ideias Filosóficas»

Não é nenhuma novidade para quem perceba o mínimo sobre o tema, que o Marxismo, a par do Neoliberalismo, constituem hoje os mais formidáveis e perigosos inimigos das Nações, dois titãs ideológicos em permanente conflito entre si, mas que partilham em comum o ódio visceral contra a causa das pátrias.

Desde meados do século XIX até ao fim da Guerra Fria, a estratégia de uma grande parte dos partidos e organizações marxistas foi a de desfiar abertamente as "democracias burguesas" e apelar ao derrube violento das mesmas pelas massas revolucionárias que posteriormente iriam construir o paraíso na terra nacionalizado todos os meios de produção e redistribuindo de forma igual entre os trabalhadores, a riqueza produzida pelos mesmos.

A implosão inesperada da União Soviética em 1991 lançou ondas de choque em todos os partidos marxistas-leninistas que até então viam a mesma como sendo uma entidade indestrutível e o natural farol comunista do Mundo. Pior ainda, muitos partidos comunistas, incluindo o execrável Partido Comunista Português (PCP), recebiam avultadas somas em dinheiro do Kremlin e enviavam membros seus à União Soviética ou outros países alinhados com o Bloco de Leste, para receberem treino em espionagem, acções de guerrilha e doutrinação.

Em Portugal, continua por ser devidamente investigado pelas autoridades competentes quantos e quais foram os militantes portugueses de partidos marxistas a receber treino deste tipo no Bloco de Leste e quais as consequências disto para a nossa segurança nacional. Estou certo de que, ao invés, as autoridades competentes nunca se esquecem de investigar e perseguir nacionalistas, algo que só por si revela na perfeição a natureza da tal "democracia" que nos impingiram...

Percebendo que a estratégia de confrontação com as "democracias burguesas" não estava a funcionar e que o fracasso dos regimes socialistas por todo o Mundo lhes tinha arruinado a credibilidade e a imagem, a esmagadora maioria dos partidos marxistas, especialmente no Ocidente, decidiu mudar radicalmente de estratégia e de linguagem. Em lugar de continuarem a incentivar as massas proletárias a erguer-se e derrubar os regimes capitalistas pela força, dominando e moldando apenas posteriormente a cultura, a nova estratégia passou a ser a de fazer a revolução através da própria cultura, subvertendo a mesma de acordo com os padrões marxistas. Esta "nova" estratégia marxista coloca uma especial ênfase na guerra psicológica e advoga que a infiltração marxista na cultura social deve ser feita de forma súbtil e lenta, até que a sociedade esteja por via da consequente atomização social, completamente receptiva ao domínio totalitário por parte de algum partido de inspiração marxista.

As raízes intelectuais do Marxismo Cultural têm nomes: Escola de Frankfurt, António Gramsci, Simone de Beauvoir, Michel Foucault, Georg Lukács, entre outros "santos" da turba vermelha. O sucesso das ideias destes inimigos das nações pode ser atestado no actual processo de verdadeira decomposição social em curso nas sociedades ocidentais.

A destruição da família é um elemento central do Marxismo Cultural. A família tem sido desde os primórdios da Civilização, uma instituição de solidariedade, salvaguarda e entreajuda nos momentos mais negros da história. Os marxistas naturalmente que olham para a família como sendo um obstáculo aos seus objectivos e por isso mesmo intentam hoje destruí-la a todo e qualquer custo.

Não é nenhuma mera coincidência o facto de serem hoje partidos marxistas, de esquerda e centro-esquerda os mais fanáticos defensores do casamento entre pares de invertidos, da adopção de crianças pelos mesmos e da progressiva legalização da pedófilia que é um velho sonho de muitos cripto-pedófilos que hoje chafurdam no campo político da esquerda.

Entretanto, a direita neoliberal compactua com isto tudo e se tivermos em conta que é a alta finança que patrocina e controla integralmente a política das ditas "democracias" Ocidentais, então é fácil de perceber que tanto marxistas, como neoliberais são apenas duas faces da mesma moeda. Através da subversão progressiva da cultura antropológica das nações europeias, estes intentam elevar o grau de atomismo social até se atingir o ponto do total colapso civilizacional. 

No campo do ensino, a guerra movida contra as nações prossegue a alta velocidade, sendo no mínimo escandalosa a lavagem da história praticada hoje na esmagadora maioria das escolas e universidades, tentando formatar a mente da juventude de acordo com uma determinada cosmovisão que está desfasada da realidade factual e não passa de lixo ideológico. Faz-se apologia à traição à Pátria, a memória dos heróis é conspurcada e vilipendiada e em seu lugar são louvados bandidos e traidores da laia dos Soares, Palma Inácios, Cunhais, Alegres, Delgados, Costa Gomes, entre muitos outros que se merecem ter um lugar de honra é no real panteão da canalhice.

Um bom exemplo da capacidade de infiltração marxista em praticamente todos os meios sociais e culturais é a sua acção no seio da própria Igreja Católica. A Igreja, outrora um dos principais bastiões de resistência anti-marxista, está hoje ela própria à mercê de um Papa semi-tresloucado que recebe sem pestanejar crucifixos em forma de Foice e Martelo[1] e bispos que incentivam à imigração em massa de alógenos extra-europeus, como é o caso de Manuel Linda, o "sapiente" bispo das Forças Armadas e Segurança que veio recentemente exortar a que se passe a considerar a xenofobia como sendo um "crime contra a humanidade"[2], ou seja, na "santa" opinião de Manuel Linda, qualquer um que não concorde com a imigração em massa artificialmente gerada pela elite globalista, deve ser considerado como sendo um criminoso contra a humanidade e consequentemente julgado e até mesmo preso. Deixo um conselho a Manuel Linda, se gosta assim tanto de mouros e deseja viver no seio da moirama, então faça as suas malas, compre um bilhete de avião para Marrocos e vá pregar para o seio da moirama (e não se esqueça de levar o crucifixo...)!  

A guerra em curso contra as nações levada a cabo pela elite globalista que colocou o Marxismo ao seu serviço e conseguiu encaixá-lo de forma perfeita nas tais "democracias" circenses, (que são a capa perfeita para discretamente ocultar por detrás da cortina as verdadeiras intenções da elite mundial...), vai prosseguir seguramente durante tempo indeterminado, mas também é certo e seguro que o ponto de ruptura social terá de ser atingido mais cedo ou mais tarde, pois a actual situação é insustentável sob todos os pontos de vista. 

Cada vez é mais claro que os planos tecidos pela elite globalista que se encontra regularmente nas famosas reuniões do Clube Bilderberg, estão a sair gorados. A resistência das nações europeias está a ser muito superior à que esperavam e quanto mais tentam humilhar e retirar soberania às mesmas, mais popularidade entregam nas mãos de grupos e organizações nacionalistas. 

Sendo neste momento impossível de antever como tudo isto irá terminar, é pelo menos possível afirmar com a certeza absoluta que isto não vai, nem pode terminar bem, infelizmente...

___________________________________________________

[1] DIÁRIO DE NOTÍCIAS - Surpresa! Evo Morales oferece "crucifixo comunista" ao Papa Francisco. 09 de Julho de 2015, Link: http://www.dn.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=4672019&page=-1
[2] TVI24 - UE não pode "continuar a fazer do Mediterrâneo a valas comum" dos migrantes. 13 de Agosto de 2015, Link: http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/fatima/ue-nao-pode-continuar-a-fazer-do-mediterraneo-a-vala-comum-dos-migrantes

João José Horta Nobre
Agosto de 2015

Sem comentários:

Enviar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...