terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

A "Democracia" à Moda da Merkel II




"Para evitar a propagação de lixo no espaço público, alguns media online fecham as caixas de comentários nas notícias relativas aos refugiados, e o governo alemão fez diligências junto do Facebook para que persiga o discurso de ódio com o mesmo empenho com que persegue a nudez feminina."

Lá está, é a "democracia" dizem eles, mas quando as opiniões não lhes convêm, as mesmas são rotuladas de "lixo" e fecham-se as caixas de comentários da imprensa online dita "livre e democrática", em nome da "saúde pública e responsabilidade civil". Entretanto, toca a perseguir aqueles que emitem o "discurso de ódio", ou seja, qualquer um que não concorde com o "politicamente correcto" definido pelas elites. Da maneira que isto anda, falar em "praga islâmica" ou dizer apenas que somos contra a vinda de refujihadistas muçulmanos para as nossas pátrias, já pode ser considerado como sendo "discurso de ódio" e ser motivo para um processo judicial.

Mas lá está, isto é a "democracia" dizem eles...

João José Horta Nobre
02 de Fevereiro de 2016


No vídeo abaixo podem ver migrantes a "enriquecer" passageiros no metro de Munique, após estes terem intervido em defesa de uma mulher que estava a ser assediada pelos mesmos. Como podem constatar, isto são apenas "coitadinhos indefesos" que fogem da guerra e da fome, não há que ter medo nenhum, como diz o traidor vaticanista do Papa Francisco: nós que estamos nas nossas pátrias é que "temos de mudar".

11 comentários:

  1. Desculpe a expressão, mas essa Merkel bem poderia se chamar Merda. É uma cadela espiã da antiga KGB.
    Fosse o povo de outrora, os alemães a teria linchado em praça pública.

    ResponderEliminar
  2. Isto está a ficar animado! Eles estão mesmo a testar os limites da paciênia dos alemães...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As elites estão começando a entrar em pânico. É sintomático das crises dos regimes, quando começam a ficar com os calcanhares a arder, apertam na censura e nas perseguições.

      Preparem-se porque isto daqui para a frente vai dar luta e da feia, já entrámos no ciclo final dos actuais regimes demo-liberais da UE e a coisa promete ficar brava...

      Eliminar
  3. É, é este o actual conceito de democracia e também da liberdade de expressão. Prefiro antes viver numa ditadura como a salazarista, que pelo menos nós saberíamos o que é que podíamos e não podíamos dizer, no lugar de vivermos numa ditadura silenciosa em que nunca sabemos o que é que podemos ou não dizer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na "ditadura" salazarista, que não era tão "ditadura" como a pintam, a censura era oficial e assumida e o regime pelo menos até aos anos 1950, tinha até orgulho em assumir-se como sendo anti-democrata.

      Hoje, na tal "democracia", a censura contínua a existir, mas já não é oficial, simplesmente é feita nas redacções dos próprios jornais e em lugar de censura, chama-se "revisão".

      Tal como no tempo de Salazar, você não se pode candidatar a deputado como independente, precisa de estar inscrito nas listas de um partido. A única diferença é que no tempo de Salazar só havia um partido legal que era a União Nacional, hoje tem meia-dúzia de partidos que compõem o "arco do poder" e só pode ser deputado se for como candidato numa das listas desses partidos.

      As actuais "democracias" na Europa são uma grande hipocrisia, por isso mesmo é que eu as ataco tanto e irei continuar a atacar. Este gente não tem moral nenhuma para falar de Salazar depois de tudo o que têm feito.

      Eliminar
    2. No site http://portadaloja.blogspot.pt/ já li que a censura salazarista se ocupava, principalmente, da propaganda comunista.
      Observando os efeitos nocivos da extrema-esquerda, essa censura até se justifica, tal como se justifica a censura da extrema-direita.
      Hoje, existe uma censura do "politicamente correcto" e do marximo cultural que inocula, nas pessoas, o medo de pensar: http://omarxismocultural.blogspot.pt/2016/01/tudo-o-que-eles-tem-e-o-medo.html

      Eliminar
    3. Ainda há poucos dias atrás falei do Marxismo Cultural aqui:

      http://historiamaximus.blogspot.pt/2016/02/a-democracia-moda-da-merkel.html

      Eliminar
    4. Falou e falou muito bem porque nunca é demais expor essa vergonhosa manipulação mundial.

      Eliminar
  4. Chegámos a isto e é o senhor Ezra Levant que o denuncia - http://www.therebel.media/watch_merkel_hates_her_own_country

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já tinha visto isso há uns meses, na altura fiquei estupefacto, mas depois pensei comigo: "o que se espera de gente assim..."

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...