quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

A Pouca Vergonha Que se Anda a Passar em Coimbra


No vídeo acima, podem ver o guru neomarxista, Boaventura de Sousa Santos, a dar uma das suas palestras inúteis, neste caso no Birkbeck College, Universidade de Londres. Segundo este guru do esquerdalho, não bastou levar a cabo a "descolonização exemplar" (em consequência directa e/ou indirecta da qual, morreram mais de 1 milhão de pessoas), agora é preciso também "descolonizar as ciências sociais". Dito por outras palavras, aquilo que Boaventura de Sousa Santos advoga é que se reescreva por completo a história da Europa nos últimos 500 anos, à maneira neomarxista, pois claro e com patrocínio oficial dos impostos roubados aos portugueses.


Há anos que eu ando a pregar sozinho no deserto contra a pouca vergonha que se anda a passar em Coimbra, ou seja, o facto de os portugueses serem assaltados em impostos que servem para financiar inutilidades absolutas como é o caso do Centro de Estudos Sociais (CES), sediado na referida cidade e liderado pelo guru neomarxista, Boaventura de Sousa Santos.

O CES e é bom que isto fique claro, não passa literalmente de um órgão de propaganda neomarxista, que se identifica no seu próprio website com cores, que por mera "coincidência" (vejam bem!) são o vermelho e o branco, que por sua vez e também por mera "coincidência" (são sempre "coincidências"...), são as mesmas cores utilizadas pelo Bloco de Esquerda, que vejam só, graças a mais uma mera "coincidência", é também uma organização que segue uma cartilha neomarxista. Isto realmente há coisas do Diabo... mas é como eu costumo dizer: chegámos a um ponto em que esta gente já nem se preocupa em disfarçar o que anda a fazer com o nosso dinheiro, ou quem é que julgavam que anda a pagar a doutrinação neomarxista?

Ora, é exactamente aqui que começa o problema, pois eu como cidadão e contribuinte, não quero andar a sustentar pseudo-laboratórios de investigação, que se dedicam quase exclusivamente a fazer propaganda político-ideológica disfarçada de "ciência". Também não tenho desejo nenhum de andar a pagar integral ou parcialmente, as viagens do professor Boaventura de Sousa Santos pela América Latina (quantas é que ele já me pagou a mim?...) e restantes mordomias, associadas ao pseudo-laboratório liderado por este guru neomarxista de Coimbra.

Finalmente (demorou...), fico feliz por ver que existem mais pessoas a denúnciar esta escandalosa situação, da qual eu próprio ando a falar desde pelo menos 2010 (e a ser ignorado, quando não mesmo até escarnecido por falar disto...) e que o Gabriel Mithá Ribeiro também já tinha denúnciado no início de 2015. 

Caros compatriotas, nós vivemos hoje num País em bancarrota, ninguém da classe política quer admitir isto, mas é a verdade nua e crua. Portugal, a par da Grécia, é um País em bancarrota técnica e a viver de empréstimos matematicamente impossíveis de alguma vez virem a ser pagos. Com todo o drama social que temos no nosso País, laboratórios a sério a precisar de fundos e património nacional a precisar de obras de restauração urgentes, alguém considera minimamente racional que o Estado nos roube o nosso dinheiro para sustentar um órgão de propaganda neomarxista, como é o caso do CES? 

Afinal de contas, com quem é que esta gente julga que está a gozar???

Andam a fazer dos portugueses parvos, há demasiado tempo que andam a tomar-nos a todos por parvos e isto vai ter de acabar, podem ter a certeza disso, esta pouca vergonha vai acabar e mais depressa do que pensam.

João José Horta Nobre
10 de Fevereiro de 2016

6 comentários:


  1. "...pois eu como cidadão e contribuinte, não quero andar a sustentar..."


    Caro JJHN


    Essa expressão é muito similar a quem diga que quer ser saudável e depois fuma, bebe muito álcool, não faz exercício e empanturra-se com gorduras e fritos, ou seja, não tem significado nenhum.

    Para deixar realmente de pagar esse CES, outra base de sustentação da esquerda, é preciso implementar as medidas necessárias que desmantelem essas bases.

    Aí vai a lista actualizada:

    Abolição do salário mínimo
    Liberalização dos despedimentos
    Abolição dos descontos
    Pagamento do verdadeiro custo da água e energia pelo utilizador
    Pagamento do verdadeiro custo de educação e saúde pelo utilizador
    Liberalização (facilitação, desregulamentação) do acesso às profissões liberais
    Sujeição a IRC a todas as pessoas colectivas
    Simplificação do IRS com sujeição individual, taxa única, sem deduções e abatimentos
    Taxa única no Iva
    Desmantelar o sistema escolar com o e-learning
    Varrer a função pública
    Extinção das juntas de freguesia
    Redução do número de deputados
    ...
    ...
    ...

    ...

    ResponderEliminar
  2. "isto vai ter de acabar, podem ter a certeza disso, esta pouca vergonha vai acabar e mais depressa do que pensam."

    Deus o queira!

    ResponderEliminar
  3. É ele e a quadrilha no CES e a mulher na FLUC. Aquilo também está transformado num antro de esquerdistas, nos cursos de línguas, filosofia, estudos feministas e outros. Há trinta anos que este artista anda por lá a espalhar o veneno, mas agora ainda são mais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu compreendo-o perfeitamente porque eu próprio andei lá durante anos e sei o que aquilo é por experiência própria...

      Eliminar
  4. Em sempre vi o CES como a sucursal portuguesa da Escola de Francoforte. O Boaventura é o nosso Herbert Marcuse, um pseudo-intelectual hipócrita que prega a destruição da Civilização Ocidental a pretexto de fazer ciência, enquanto desperdiça o dinheiro dos contribuintes em propaganda descarada idológica. E ainda é levado ao colo pelo Al-Público, um jornal que muitos esquerdistas têm a distinta lata de considerar de direita só porque em tempos estava lá o José Manuel Fernandes!

    É o que eu digo: é urgente que a direita perceba que é precisamente no plano social, o plano dominado pelos Boaventuras e afins, que a esquerda nos tem vencido nas últimas décadas. Um indivíduo que se diga de direita e não saiba o que é a "teoria crítica" é tão inútil como um fulano que leva uma espada para uma duelo de pistolas. A direita tem que identificar claramente os seus inimigos, sob pena de perder a batalha final.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em cheio!

      Quando eu já há 6 anos, andava a alertar sobre o que se passava no CES, riam-se de mim e até houve quem me ganhasse ódio por eu estar a colocar em causa o grande "guru" do esquerdalho de Coimbra.

      A direita tem sido conivente com esta situação, nomeadamente a direitinha portuguesa do "copinho de leite" e afins (who else...). Basta ter em conta que foi o governo de Passos Coelho que levou a cabo a última ronda de financiamentos do CES, na qual devastaram inúmeros centros de investigação e colocaram um garrote financeiro em outros tantos, mas o CES recebeu uma generosa injecção de 1.330.000 euros.

      É como eu digo, eles tomam-nos a todos por parvos e andam a gozar com connosco à brava, mas o que vale é que a "festa" deles já não vai durar muito tempo, porque vêm aí mudanças muito grandes na Europa e os próximos anos vão demonstrar claramente isso.

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...