sexta-feira, 11 de março de 2016

Foi Milagre, Senhor!











Portugal é um País supersticioso, bastante supersticioso. Aí por volta de há uns 15 anos, tive umas vizinhas que andaram em guerra por causa da disputa de uma terra e o modo de ataque foi o método clássico neste tipo de situações, ou seja, bruxaria atrás de bruxaria. Numa semana, era a vez da vizinha x recorrer a um bruxo e fazia questão de espalhar a "novidade" pela vizinhança toda, de forma a que a sua grande inimiga, a vizinha y, soubesse que estavam prestes a cair-lhe em cima as piores pragas possíveis e imaginárias. A vizinha y quando sabia do sucedido, recorreu nos primeiros tempos ao padre e às benzeduras, mas como as magias cristãs não surtiram efeito, a senhora lá acabou por recorrer a um bruxo profissional, que segundo consta é "o mais poderoso do Algarve, tão poderoso que até é reconhecido em Espanha onde também dá consultas"

Medo!!! 

Este "poderoso" bruxo, que alega conseguir destruir vidas à distância, mas estranhamente não consegue fazer uma bruxaria para que cresça dinheiro nas árvores, lá tratou de prometer à vizinha y, que a troco de uma determinada quantia monetária, poderia fazer uma contra-bruxaria capaz de anular as bruxarias da vizinha x e em seguida -  a troco de mais euros - colocar em prática a mais poderosa magia negra que está disponível no mercado esotérico do Reino do Algarve.

Ao fim de umas semanas, apareceram umas velas atadas com laços vermelhos, espalhadas pelo terreno em disputa, como o terreno fica em frente à casa onde eu então vivia, observei aquilo tudo muito bem. Durante a noite e presumo que sob as instruções do "bruxo mais poderoso do Algarve", a vizinha y, para se livrar dos feitiços da vizinha x e exercer uma vingança terrível, foi espalhar as velas atadas com laços vermelhos pelo terreno e é de presumir que terá feito umas rezas e espalhou tinta vermelha ou sangue de algum animal pela terra, pois o terreno estava nitidamente salpicado de manchas vermelhas. Escusado será dizer que quando a vizinha x soube disto, ficou aterrorizada e até chorou. Ao fim de quase dez anos e após inúmeras bruxarias e contra-bruxarias, a vizinha x lá acabou por morrer. Foi milagre, Senhor!

João José Horta Nobre
11 de Março de 2016


Emigrante ucraniano empobrecido liga para o professor Bambo e se a sua vida já é má, ainda fica pior quando a secretária do professor resolve começar a rir-se na cara do pobre Yuri.

1 comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...