quarta-feira, 6 de abril de 2016

A Esquerda Está Fora de Controlo



Se há uma certeza que os portugueses podem ter, é a de que vivemos hoje num País com "dois pesos e duas medidas" para os partidos políticos. Os militantes dos partidos de esquerda, têm liberdade para fazer e dizer praticamente tudo o que quiserem, incluindo apelar publicamente à violência, que ninguém os vai chatear por isso. Mas se for a direita a fazer o mesmo, então passa a haver queixas-crime, processos em tribunal, multas e toda a espécie de ameaças e intimidações feitas pela própria esquerda e pelas quais essa mesma esquerda nunca responde.

Ainda há poucos dias uma simpatizante do Partido Comunista Português (PCP), uma tal criatura que dá pelo nome de Alice Caetano, insinuou a uma cronista de direita que escreve no Jornal i, que gostaria de lhe enfiar "um taco de basebol pelo cu acima, com toda a força". Ouviram alguém fazer escândalo com isto? Estamos num País em que um comentador acabou de ser alvo de um processo porque chamou "esganiçadas" a umas certas "meninas", mas quando uma militante de esquerda diz publicamente que gostaria de enfiar "um taco de basebol pelo cu acima" de uma cronista de direita, então aí já não há qualquer problema, no passa nada. Agora o Bloco de Esquerda já não se escandaliza, nem protesta. A inútil Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género também não lhe apetece protestar ou apresentar queixas, algo que diz muito sobre o seu verdadeiro conceito de "Cidadania"...

Fiquei hoje a saber que entretanto, o Bloco de Esterco, perdão... Bloco de Esquerda, já arranjou novo escândalo, desta vez com o Colégio Militar e porque este alegadamente discrimina alunos homossexuais. Muito honestamente, parece-me que isto está a ir longe demais e o Bloco de Esquerda é um partido que continuamente apresenta posturas que são cada vez mais típicas de um regime ditatorial de esquerda. Tudo aquilo com que estes estafermos não concordam, ultimamente é alvo de queixas e processos. É chegada a hora de serem os próprios militares a colocar ordem no Bloco de Esquerda e deixarem bem claro que esse aglomerado de lunáticos NÃO tem o direito de interferir desta forma em assuntos internos das Forças Armadas. É francamente ridículo a instituição militar deixar-se achincalhar desta forma por um partidozeco "fracturante" como o Bloco de Esquerda.
 
A esquerda em Portugal está a ficar completamente fora de controlo e isto não é uma mera coincidência. Sentem-se "inchados" agora que partilham o poder com o Partido Socialista e o PCP. Mais uma vez apenas dão razão ao que eu e muitos outros sempre disseram sobre esta gente, ou seja, que assim que eles apanham algum poder na mão são exactamente iguais ao "faxistas" que tanto criticam, com uma única diferença, é que ao menos os "faxistas" não são um bando de traidores à Pátria, nem têm como objectivo acabar com a Nação que os pariu.

Diga-se também de passagem, que muito do que se está a passar com a esquerda em Portugal é da culpa da própria direita que em geral não tem sabido combater a esquerda da única forma que é possível fazê-lo, isto é, recorrendo aos métodos da própria esquerda. Em lugar de pegarem no boi pelos cornos, de frente e sem medo. Reagem com discursos que dão vontade de dormir e típicos da direita-copo-leite, os discursos dos bétinhos e beatos católicos, muitos dos quais eu não tenho a mínima dúvida de que seriam os primeiros a fugir para o Brasil ou qualquer outro destino, se amanhã houvesse uma revolução comunista em Portugal. 

A esquerda que temos em Portugal é largamente obra da direita, porque foi a direita por pura incompetência e cobardia beata, que permitiu que essa mesma esquerda nascesse e proliferasse entre nós, da mesma forma que um fungo doentio nasce e alastra num hóspede
 
Os esquerdóides, sem surpresa, estão a recorrer a métodos poucos ortodoxos para tentar silenciar e intimidar a oposição, este comportamento "faxista" está-lhes no código genético e nem seria de esperar outra coisa. Só espero é que no futuro não se queixem quando a "reacção" eventualmente lhes der o troco na mesma moeda. Quem faz do jogo sujo o seu modus operandi, legitima o uso da mesma metodologia pelo seu adversário.

João José Horta Nobre
6 de Abril de 2016 

11 comentários:

  1. Impossível não concordar com a generalidade do post. No entanto, creio que será ao contrário e a direita que temos é a que a esquerda consente.
    Em 74 após o golpe, era arrasador o domínio esquerdopata e direita era um punhado de corajosos impotentes para travar a maré.
    Daí que mesmo o PSD e o CDS são partidos Abrilófilos. Aceitam e encarnam o paradigma consagrado na Constituição comunista.
    Este regime não tem saída. A regeneração do país terá que partir de um anel exterior aos partidos do sistema corrupto e traidor.
    As taradas do Bloco de Esterco não estão sós. O PC e o PS apoiam os seus delírios. O país parece um manicómio tomados pelos malucos.
    Mais grave, o domínio avassalador da esquerda sobre os meios de comunicação e sobre a produção cultural, as universidades, dá-lhes um poder sobre a sociedade que vai muito para além do que partidos como o PSD, também corroído pela vigarice, podem alguma vez almejar. Creio mesmo que os seus macios e eunucos dirigentes nem percebem bem a profundidade do problema.
    É um prazer ler este blogue. Não são muitas as pessoas que atingem com esta clarividência a camisa de sete varas em que nos meteram.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. «É um prazer ler este blogue. Não são muitas as pessoas que atingem com esta clarividência a camisa de sete varas em que nos meteram.»

      Obrigado, tento fazer o meu melhor e nem sempre é fácil, tendo em conta o tempo limitado de que disponho.

      «Este regime não tem saída. A regeneração do país terá que partir de um anel exterior aos partidos do sistema corrupto e traidor.
      As taradas do Bloco de Esterco não estão sós. O PC e o PS apoiam os seus delírios. O país parece um manicómio tomados pelos malucos.»

      É muito triste constatar o estado em que hoje se encontra o nosso País. Isto já quase não tem ponta por onde se pegue e ainda não batemos no fundo... temo que quando batermos, possa ser já tarde demais para conseguir salvar o barco...

      «Mais grave, o domínio avassalador da esquerda sobre os meios de comunicação e sobre a produção cultural, as universidades, dá-lhes um poder sobre a sociedade que vai muito para além do que partidos como o PSD, também corroído pela vigarice, podem alguma vez almejar. Creio mesmo que os seus macios e eunucos dirigentes nem percebem bem a profundidade do problema.»

      Já escrevi muito sobre isso neste blog, um artigo em especial (há muitos mais...) de que me recordo é este:

      http://historiamaximus.blogspot.pt/2015/08/o-marxismo-cultural-e-destruicao-da.html

      Eliminar
  2. No entanto (e concordo com o seu post concerteza)é a própria instituição militar que se dá ao ridículo(ela mesma sofredora dos mesmos males da sociedade em geral desde há decadas)quando vai em massa a programas televisivos(prós e contras)como se fossem apenas uma extensão do regime(dentro do qual já tudo parece possível no que toca a imbecilidade e sabotagem do país).

    ResponderEliminar
  3. "A Esquerda Está Fora de Controlo"


    Caro JJHN


    Antes de mais nada, quero apenas aproveitar para RELEMBRAR que toda esta situação resulta do voto dos eleitores.

    Aproveito também para ENFATIZAR que é preciso ter uma perspectiva histórica sobre o assunto, aí verifica-se que a esquerda actual é um tigre de papel ou um gigante com pés de barro.

    O mais poderoso esquerdista é o Obama mas os mais perigosos são aqueles que têm vontade política, os da América Latina que afundam os países sem dó nem piedade, em especial Chavez e agora com Maduro que espalham a pobreza, miséria, fome e morte (relembro que toda esta situação na Venezuela foi criada pelos próprios eleitores). Já nem preciso mencionar o caso da Coreia do Norte.


    "A esquerda que temos em Portugal é largamente obra da direita, porque foi a direita por pura incompetência e cobardia beata"

    Faltou vontade política para implementar reformas estruturais que irão contribuir para dar o golpe de misericórdia na esquerda.

    Aí vai a lista actualizada:


    Abolição do salário mínimo
    Liberalização dos despedimentos
    Abolição dos descontos
    Pagamento do verdadeiro custo da água e energia pelo utilizador
    Pagamento do verdadeiro custo de educação e saúde pelo utilizador
    Liberalização (facilitação, desregulamentação) do acesso às profissões liberais
    Liberalização das rendas
    Sujeição a IRC a todas as pessoas colectivas
    Simplificação do IRS com sujeição individual, taxa única, sem deduções e abatimentos
    Taxa única no Iva
    Desmantelar o sistema escolar com o e-learning
    Varrer a função pública
    Extinção das juntas de freguesia
    Redução do número de deputados
    ...
    ...
    ...

    ...



    Enquanto não chegarem estas reformas estruturais (por vontade política ou por pressão financeira), iremos assistir ao vivo e a cores, aos eleitores, votarem, volta e meia, na esquerda.

    Com as reformas estruturais, é provável que houvesse contestação, pois muitos ficariam sem o dinheirinho da ordem via pseudo-trabalho ou subsídios, mas é que depois é preciso encher a barriga, logo a procura de soluções para ganhar dinheiro passaria a ser a prioridade.

    Enquanto as reformas estruturais não chegam (por vontade política ou por pressão financeira), a melhor maneira para combater a esquerda é tentar enriquecer.

    Apesar de tudo, estamos num Mundo em que há cada vez mais pessoas a sair da pobreza.

    ResponderEliminar
  4. Depois de ler este excelente texto, há uma pergunta que tenho inevitavelmente: porque é que a esquerda não hesita em processar tudo e todos, mas a direita não faz o mesmo?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado.

      Também já me ocorreu essa questão. Neste momento não adianta, porque com a força que a esquerda tem nas elites, principalmente as universitárias e jurídicas que estão infestadas de xuxas e comunas, processá-los seja pelo que for é quase uma derrota garantida nos tribunais.

      Infelizmente, isto em Portugal vai ter de apodrecer muito e bem, até se conseguir voltar a fazer alguma coisa deste País.

      Eliminar
  5. Portugal já vive em comunismo, comunismo ainda soft mas comunismo, por exemplo propriedade privada já não existe, se não pagares o imi (que os políticos definirem) ficas sem a casa. Mas pior é ver que o actual PS é comunista também.
    Mas off topic vejam o que espera a europa, olhando para o passado e neste caso par o líbano que antigamente tinha 67% da população cristã e quis receber refugiados que os vizinhos árabes não queriam:
    https://www.youtube.com/watch?v=jngg2JXC7zI&nohtml5=False

    ResponderEliminar
  6. Invasores cristãos provinientes do iraque aprontam e sao expulsos da rep checa .

    A iniciativa de trazer cristaos da siria e do iraque para o leste Europeu ( mas jamais para israel) partiu de um filantropo judeu que vive em londres

    http://newobserveronline.com/christian-refugee-program-halts/

    ResponderEliminar
  7. O Mestre Nobre apagou dois artigos recentes?

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...