domingo, 17 de abril de 2016

Diz Que a Esquerda Não é Violenta, Pá!




Os recortes acima foram retirados da caixa de comentários deste artigo no blog Aventar. Como podem constatar, a esquerda não é nada violenta, pois todos sabemos que isso da violência é uma competência exclusiva dos "faxistas" e afins. A esquerda não mata, a esquerda não tortura, a esquerda não oprime, a esquerda é tão humana, que nem a uma mosca seria capaz de fazer mal. Nunca existiram salas de tortura, nem fuzilamentos em massa nos países comunistas, nem campos de concentração (a prima Estalina, no máximo, só tinha latas de tomate concentrado em casa, nada de Zyklon B). Também sabemos que Portugal é um País onde, por norma, a "justiça canhota" funciona exemplarmente e por isso mesmo, quase sempre só a direita é que é levada a tribunal, por dizer ou escrever coisas que a "democracia" não permite que se digam ou escrevam. Viva a "democracia", pá!

Portanto e como podem todos constatar, a esquerda não é, nem nunca foi violenta e quem disser o contrário é "faxista"! Viva o 25 de Abril, Cunhal, Estaline e os enchidos alentejanos, pá!

João José Horta Nobre
17 de Abril de 2016

11 comentários:

  1. Vou guardar estes comentários para ter sempre bem presente o que é realmente a esquerda: uma cambada de animais assassinos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro amigo, isso é o prato do dia nas redes sociais. No DN, já perdi a conta ao número de vezes que li por lá apelos à violência e ameaças contra pessoas consideradas como sendo de direita. Pelo contrário, os comentários a apelar à violência e a fazer ameaças contra gente de esquerda, por mera "coincidência", são normalmente apagados sem demoras pelo "lápis azul" do DN...

      É o que se chama "jornalismo isento"...

      Eliminar
  2. Esses herdeiros do leninismo e estalisnismo ainda andam aí,e o marxismo não morreu(como aliás podemos constatar pela nossa situação política)ao contrário do que muitos acreditaram,pois a estratégia foi alterada mas os fins são sempre os mesmos http://marxismocultural.blogspot.pt/ e não duvidem que não é por acaso(ou por razões humanitárias)que eles continuam a promover a vinda de mais muçulmanos(chamem-lhes refugiados ou que entenderem)para a Europa já com milhões deles.(podiamos também falar dos liberal-capitalistas,que promovem a vinda dos ditos cujos também,mas fica para outra altura/post)

    ResponderEliminar
  3. Aos iluminados "intelectuais" socialistas cabia a "nobre" tarefa de destruir a cultura ocidental, destruir a família e a Moral cristã, destruir o Direito, destruir a Filosofia Grega e tudo o mais que, segundo eles, pudessem impedir que as previsões do "mestre" não se realizassem, e finalmente, quando eles reduzissem a pó a cultura ocidental, o maravilhoso marxismo comunista finalmente seria implantado no ocidente.
    Já que a realidade não bateu com a teoria marxista - mudemos a realidade !
    Disseram os "intelectuais" socialistas...

    Passaram então a imaginar estratégias que pudessem usar para atingir essa objetivo, que sabiam eles, era de longo prazo.

    Dai surgiu o "marxismo cultural", que passou a atuar nas universidades e escolas em geral, na midia, no meio artístico, e produziu seus filhos - o "politicamente correto", os "progressistas", os "liberais", o "terceiro setor" não governamental (ONGs) "sem fins lucrativos onde eles continuam a agir sorrateiramente, camuflados, pois uma das estratégias fundamentais do "marxismo cultural" é não assumir a sua personalidade marxista, principalmente depois da derrocada do império soviético.-----mais no post acima

    ResponderEliminar
  4. "A pôr a pata em cima de quem trabalha"

    LOL
    Primeiro, temos que definir quem é que trabalha e quem é que põe a pata porque para a esquerdalha, o trabalho devia ser proibido!

    Depois, poderemos começar a trocar argumentos, em vez de ameaças e insultos e discursos de ódio. Realmente, a esquerdalhada não se dá nada bem com a liberdade de pensamento, de opinião e de expressão! Chamá-los de democratas é como dizer que a lama é limpa!

    Ninguém quer abrir um processo contra esse "Aventar" como as esganiçadas fizeram com o Arroja?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. «Ninguém quer abrir um processo contra esse "Aventar" como as esganiçadas fizeram com o Arroja?»

      Em Portugal os tribunais são canhotos...

      Eliminar
  5. Tem razão e as esganiçadas utilizam o estatuto para abrir o processo sem pagar custas judiciais!

    ResponderEliminar
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Luís Barreiro, eu depois percebi isso. Da minha parte fique descansado que não lhe dou problemas nenhuns, aliás, se reparar eu neste blog nem sequer faço moderação de comentários porque acredito que as pessoas devem de poder dizer e escrever o que pensam, independente do grau da asneira que eventualmente possam estar a dizer ou escrever.

      Eliminar
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...