quarta-feira, 20 de abril de 2016

La Revolución Nem um Fato de Treino é Capaz de Produzir

Ao fim de mais de cinquenta anos de la Revolución, a la Revolución ainda não foi capaz de produzir fatos de treino decentes e por isso o líder de la Revolución prefere vestir Adidas. Viva la Revolución!
 

Fidel Castro decidiu ontem dar um ar de sua graça e surgir no Congresso do PCC para afirmar "que se trabalharmos com fervor e dignidade, podemos produzir os bens materiais e culturais de que os homens precisam e devemos lutar sem tréguas para os obter". Seria portanto de esperar que Fidel Castro surgisse vestido com a magnífica roupa produzida pelos alfaiates do povo, que la Revolución salvou da mais extrema e humilhante miséria às mãos da vil burguesia. Mas não, em lugar disso Fidel Castro optou por aparecer vestido com um fato de treino produzido pela muitíssimo capitalista Adidas

Bem, se la Revolución nem sequer é capaz de produzir a porcaria de um fato de treino com uma estrela vermelha ou qualquer outro símbolo comunista, a pontos do próprio líder de la Revolución ter de aparecer em púbico trajado com uma marca que simboliza bem a pujança do Capitalismo ocidental, então meus caros, está tudo dito sobre as tais "virtudes" de la Revolución, que segundo o ditador chanfrado é capaz de "produzir os bens materiais e culturais de que os homens precisam e devemos lutar sem tréguas para os obter".

Os números de Cuba, divulgados pelo seu próprio governo, apenas confirmam aquilo que já se sabe há muito e que a esquerda portuguesa se recusa a admitir: Socialismo é pobreza, sempre o foi e sempre o será. Os que andam por aí a apoiar os lunáticos do Bloco de Esquerda e PCP, deviam de olhar antes para Cuba e perguntar a si mesmos se é realmente isso que querem para Portugal?

João José Horta Nobre
20 de Abril de 2016

7 comentários:

  1. Esse filho da puta de velho comunista, já desde novo, gostava de luxos: charutos, iates, criados, putas e vinho.

    ResponderEliminar
  2. Mais um post "obrigatório" http://averdadequeamidianaomostra.blogspot.pt/2013/10/quem-e-george-soros-o-que-ele-faz-para.html para entender os poderes não declarados por trás do jogo político global.

    ResponderEliminar
  3. Caro JJHN


    Segundo as próprias palavras de Gorbatchev, o assunto de que o governo Soviético tratava, já não me lembro, se era durante a queda do muro de Berlim em 1989 ou se foi durante a tentativa de golpe "parado" por Ieltsin em 1991, era roupa interior feminina.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não estou a perceber. Pode explicar-se melhor?

      Eliminar
    2. Caro JJHN


      Estou a referir-me à ineficácia da economia de planeamento central.

      A Revolución não conseguiu produzir um fato de treino para Fidel.

      Anos mais tarde de Gorbatchev sair do poder mencionou que o assunto que estava a ser discutido no "Conselho de Ministros" do governo Soviético num desses dois momentos (agora já não me recordo qual dos dois foi) era o da produção de roupa interior feminina, ou seja, como não havia iniciativa privada e as decisões eram tomadas ao mais alto nível central, o assunto da produção de roupa interior feminina chegou ao "Conselho de Ministros".

      Eliminar
    3. «ou seja, como não havia iniciativa privada e as decisões eram tomadas ao mais alto nível central, o assunto da produção de roupa interior feminina chegou ao "Conselho de Ministros".»

      A ser verdade e é provável que o seja, isso demonstra apenas a loucura surreal do sistema soviético. Não admira portanto que tenha acabado como acabou...

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...