quarta-feira, 27 de abril de 2016

Todas as Foto-Reportagens e Vídeos de Propaganda do Estado Islâmico - Completos e Sem Censura


 Um documentário da Globo News sobre o Estado Islâmico activo no Iraque e na Síria.


Já que os jornalistas lacaios do "sistema" se recusam a passar na televisão o que verdadeiramente é o Islão e aquilo que se passa nas terras sob o controlo do califa Abu Bakr al-Baghdadi, aqui fica o link para o arquivo mais completo de propaganda do Estado Islâmico que consegui encontrar:


Aproveito também para enviar um grande THANK YOU aos administradores do site de notícias Heavy, que não se vergando ao politicamente correcto, têm divulgado desde o início, TODAS as foto-reportagens produzidas pelo Estado Islâmico, mais os seus vídeos de propaganda, integrais e sem qualquer tipo de censura.

Os "direitas copinho-de-leite" e "esquerdinhas caviar", que parasitam nas redacções dos me(r)dia nacionais, entretanto, presumo que vão continuar a passar imagens de crianças a chorar em chegadas "dramáticas" à costa grega, pois esse tipo de propaganda é extremamente eficaz, no que diz respeito à quebra das defesas psicológicas da Europa - exactamente o que os mundialistas pretendem

É muito mais eficaz em termos de propaganda mostrar uma criança a chorar, do que mostrar a verdadeira realidade por detrás da crise de "refugiados", ou seja, que estamos perante autênticas hordas de maometanos, oriundas de uma cultura inferior, intolerante e disfuncional onde a normalidade é... bem, vejam por vós próprios a propaganda do Estado Islâmico e ficarão com uma boa ideia do que é a "normalidade" da vida no Médio Oriente...

João José Horta Nobre
27 de Abril de 2016


Sim, existem culturas superiores e culturas inferiores. NÃO, TODAS AS CULTURAS NÃO SÃO IGUAIS e o Islão É UMA CULTURA INFERIOR em comparação com a Ocidental. Não é racismo, nem discriminação dizer isto, trata-se apenas da constatação da verdade nua e crua, que tem sido negada pelos marxistas e relativistas culturais, que tomaram o ensino superior e os media ocidentais de assalto nas últimas cinco décadas. O Paul Joseph Watson explica:

14 comentários:

  1. Caro JJHN


    Insisto, a solução passa pelo desmantelamento das bases de sustentação da esquerda e isso apenas depende da vontade política.

    Aí vai a lista actualizada:


    Abolição do salário mínimo
    Liberalização dos despedimentos
    Abolição dos descontos
    Pagamento do verdadeiro custo da água e energia pelo utilizador
    Pagamento do verdadeiro custo de educação e saúde pelo utilizador
    Liberalização (facilitação, desregulamentação) do acesso às profissões liberais
    Liberalização das rendas
    Sujeição a IRC a todas as pessoas colectivas
    Simplificação do IRS com sujeição individual, taxa única, sem deduções e abatimentos
    Taxa única no Iva
    Desmantelar o sistema escolar com o e-learning
    Varrer a função pública
    Extinção das juntas de freguesia
    Redução do número de deputados
    ...
    ...
    ...

    ...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas eu só não consigo perceber é como é que nós vamos conseguir derrotar o Estado Islâmico, "desmantelando as bases de sustentação da esquerda"?...

      Eliminar
    2. Nem percebe o caro JJHN, nem percebe ninguém!

      Pela forma como escreve, o Arquivista é uma pessoa claramente inteligente, mas ainda não parece ter reflectido seriamente sobre o enorme impacto que a cultura e o modo de organização social têm sobre as decisões políticas do eleitorado.

      As medidas que ele propõe não são implementáveis sem uma alteração profunda na forma de pensar da sociedade portuguesa. Foi precisamente por perceber esta realidade que a Esquerda venceu a Direita no séc. XX e começou este século ainda a vencer!

      Eliminar
    3. Eu estou farto de lhe dizer, mas o Arquivista não quer crer: se algum político em Portugal tentar implementar essas medidas, GARANTIDAMENTE, nunca mais vai ganhar uma eleição na vida dele.

      Eliminar
    4. "Mas eu só não consigo perceber é como é que nós vamos conseguir derrotar o Estado Islâmico, "desmantelando as bases de sustentação da esquerda"?..."


      Caros JJHN e AdP


      Derrotar o EI depende da vontade política de Obama, ora não é nada conveniente estar à mercê dum doente mental (apesar do esquerdismo ainda não ser reconhecido como doença mental).

      Ora todos nós sabemos como Obama lidou com o início das atrocidades do EI no Iraque e na Síria, com palavras e muito poucas acções no terreno.

      Derrotar militarmente e eliminar fisicamente o EI é bastante acessível e praticamente sem grandes custos económicos e humanos; hoje a tecnologia dos drones é suficiente para causar grandes estragos nesse grupo, então se for uma acção militar mais ampla, mais demolidora se tornaria; apenas exige vontade política.



      Continuo amanhã

      Eliminar
    5. Caro Arquivista, derrotar o Estado Islâmico é algo que não interessa à Superclasse Mundialista. O Obama é apenas um lacaio que obedece às ordens da mesma, nada mais.

      Eliminar
    6. Continuando


      Ter esquerdalhos no poder é muito negativo e as consequências são muito negativas; neste caso particular, o "deixa andar" resultou na entrada de milhares de pseudo-refugiados via Grécia, a que se têm juntado outros imigrantes económicos.

      Resolver estes problemas não é difícil, apenas depende da vontade política mas é preciso que a vontade política seja permanente, ou, pelo menos, consistente.

      Volta e meia, os eleitores, escolhem votar à esquerda, ou seja, muito do trabalho que está no "bom caminho" tende a regredir.

      Conclusão lógica, é preciso desmantelar as bases de sustentação da esquerda, de modo, a que o trabalho que está no "bom caminho" continue a maior velocidade e maior consistência e para que as coisas sejam verdadeiramente rápidas só com reformas estruturais profundas.



      "As medidas que ele propõe não são implementáveis sem uma alteração profunda na forma de pensar da sociedade portuguesa."


      Falso, apenas depende da vontade política de quem governa, por exemplo, PPC quando chegou ao poder, baixou o salário mínimo, não nominalmente, mas cortando alguns feriados, cortando nos subsídios de Natal e de férias e aumentando para 40 horas na função pública; ora se em vez desse pequeno ajuste, tivesse abolido o salário mínimo, deixando que patrões e trabalhadores decidissem livremente qual seria o salário, muito melhor estaríamos.

      E assim sucessivamente para as outras medidas.



      "Eu estou farto de lhe dizer, mas o Arquivista não quer crer: se algum político em Portugal tentar implementar essas medidas, GARANTIDAMENTE, nunca mais vai ganhar uma eleição na vida dele."


      E mesmo sem essas medidas, ou seja, apenas com pequenos ajustes, o PPC perdeu o poder.

      É por isso que implementar essas medidas apenas depende da vontade política, melhor dizendo, de coragem política.

      De qualquer maneira, a pressão financeira não irá parar, pois o Estado continua a gastar mais do que recebe, ou seja, tem défices todos os anos, e, assim quando o financiamento exterior pára, é preciso ajustar de modo a que o financiamento exterior continue até novo aumento da pressão financeira e novos ajustamentos serão precisos.

      A solução lógica é não ter défices e para isso é preciso verdadeiras e profundas reformas estruturais que, ao mesmo tempo, iriam ajudar à desmantelação das bases de sustentação da esquerda.

      Se a opção for pelos pequenos ajustamentos, então, volta e meia, lá teremos a esquerda no poder a voltar a fazer merda e a emporcalhar a sociedade.

      Outro aspecto a focar, a economia está ligada, o que se passa lá fora tem repercussões cá, por exemplo, se em Espanha houvesse reformas estruturais iguais às que proponho, tendencialmente o crescimento económico em Espanha seria muito maior do que em Portugal e isso iria pressionar a que noutros países tomassem medidas nesse sentido.

      Eliminar
    7. A meu ver, o mais grave de tudo é a demagogia da esquerda que não pára de mentir às pessoas e meter-lhes ideias erradas na cabeça. O verdadeiro perigo da esquerda é a sua demagogia que promete um moundo dourado às pesoas, mas todos sabemos e temos exemplos que bastam, para saber como acabam sempre essas utopias...

      Eliminar
    8. Arquivista disse...

      «Falso, apenas depende da vontade política de quem governa»

      Nenhum político aprovará essas medidas sabendo de antemão que perde as eleições a seguir. "Vontade política?" Não me faça rir, caro Arquivista, a vontade dos políticos é determinada a pelos interesses da sua classe (e pelos seus financiadores), não por aquilo que é melhor para a nação, muito menos para o povo português.

      Eliminar
  2. João,
    Porque a cultura ocidental é tão superior as outras mas desbandeirou para o ideário esquerdista, se sabemos que toda cultura esquerdista e cultura de atraso economico e depravação moral?

    Sim. porque hoje quase todo Europa se tornou esquerdista.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Onde é que eu alguma vez escrevi que a cultura ocidental é superior a todas as outras?

      Eu disse que é superior a algumas, mas por exemplo, não considero que seja superior à cultura japonesa. Digamos que em relação aos japoneses somos apenas diferentes, mas não digo que o Ocidente seja superior ao Japão ou à China. Eles têm a cultura deles, nós temos a nossa.

      Agora em comparação com a cultura islâmica ou as culturas africanas, aí então, a cultura Ocidental é claramente superior, isso nem tem contraditório possível!

      Mas respondendo à sua pergunta. Caro amigo, sabe o que é a sabotagem interna? Se sabe, então é exactamente isso que ocorreu no Ocidente (incluindo o Brasil) nos últimos 50 anos.

      Leia o "O Imbecil Coletivo" do Olavo de Carvalho, é uma obra interessante, de uma perspectiva brasileira e católica, para se perceber como isto chegou ao que chegou:

      http://cnqzu.com/library/Philosophy/neoreaction/_extra%20authors/Carvalho,%20Olavo%20de/O-Imbecil-Coletivo.pdf

      Eliminar
  3. João,
    Porque a cultura ocidental é tão superior as outras mas desbandeirou para o ideário esquerdista, se sabemos que toda cultura esquerdista e cultura de atraso economico e depravação moral?

    Sim. porque hoje quase todo Europa se tornou esquerdista.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Onde é que eu alguma vez escrevi que a cultura ocidental é superior a todas as outras?

      Eu disse que é superior a algumas, mas por exemplo, não considero que seja superior à cultura japonesa. Digamos que em relação aos japoneses somos apenas diferentes, mas não digo que o Ocidente seja superior ao Japão ou à China. Eles têm a cultura deles, nós temos a nossa.

      Agora em comparação com a cultura islâmica ou as culturas africanas, aí então, a cultura Ocidental é claramente superior, isso nem tem contraditório possível!

      Mas respondendo à sua pergunta. Caro amigo, sabe o que é a sabotagem interna? Se sabe, então é exactamente isso que ocorreu no Ocidente (incluindo o Brasil) nos últimos 50 anos.

      Leia o "O Imbecil Coletivo" do Olavo de Carvalho, é uma obra interessante, de uma perspectiva brasileira e católica, para se perceber como isto chegou ao que chegou:

      http://cnqzu.com/library/Philosophy/neoreaction/_extra%20authors/Carvalho,%20Olavo%20de/O-Imbecil-Coletivo.pdf

      Eliminar
  4. João,
    Não tem saída, a crise é moral e ela é mundial.
    O sonho do Marques de Sade, Nietzsche e Foucault está se concretizando.
    No resumo da opera, no funfo, no fundo, a luta é espiritual, pois é pelo espirito que os homens formulam as leis, e quando os imorais de espirito estão no poder tudo pode acontecer. E a Moral recebendo ataques da natureza mais perversa que dormita no fundo da alma do homem, a saber, a imundície.
    Tenta enxergar a situação por um viés mais condensado e chegaras a mesma conclusão que Eu.
    Ideologias politicas de esquerda são apenas armas que os imorais usam para justificarem e colocarem em prática seus desejos mais secretos e infames. Japoneses e chineses também são humanos e não são diferentes nem dos europeus, nem dos sul americanos e nem dos nortes americanos.
    são 24 horas por dia pensando apenas em Bens, fortuna e Sexo e a politica é o único meio de sujeitar os outros e conseguir a fortuna, o sexo e os bens.
    Qual a diferença de Merkel para Dilma? Nenhuma!.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...