quinta-feira, 5 de maio de 2016

A Traição aos Portugueses


Como podem ver no vídeo acima, Portugal é um País muito rico e em que toda a gente vive na maior opulência. Por isso, faz toda a lógica que o governo abra as portas aos ditos "refugiados".


Alguém me diga qual é a guerra que se trava na Eritreia? Se esta gente é "refugiada" apenas porque a Eritreia tem um governo ditatorial, isso quer dizer o quê? Que vamos dar o estatuto de refugiado a todos aqueles que vivem em regimes ditatoriais? Por esta lógica, então todos os chineses são refugiados e teoricamente também se podem candidatar ao estatuto de refugiados? É isso?!?!

A classe política até pode gozar e fazer de muitos portugueses parvos, mas a mim é que não me vai fazer passar por parvo, de certeza absoluta. Na mesma semana em que Paul Krugman confirmou o que todos já sabíamos, ou seja, que Portugal está numa situação terrível em termos económico-sociais, o governo liderado pelo traidor António Costa, decidiu permitir a importação de mais uns "refugiados" da Eritreia para Portugal, "refugiados" estes que vão passar a usufruir de privilégios, aos quais muitos portugueses não têm acesso no seu próprio País. Ora, se isto não é gozar com a nossa cara, então não sei o que será!

Temos hoje metade do País em risco de pobreza, mas em lugar de se preocupar com isto, o governo preocupa-se em importar "refugiados" e distribuir-lhes mordomias de graça. O Estado português e volto a insistir nisto, devia de ser processado por discriminação, pois é exactamente isso que se está aqui a passar. Os portugueses estão a ser discriminados no seu próprio País, em favor dos tais "refugiados" e pela mão do próprio governo. 

É nisto mesmo que resulta andarem a votar no lixo dos partidos do "arco do poder", ou "arco da desgraça" como na realidade lhe deviam de chamar. PS, PSD, CDS-PP, BE e PCP, são partidos ao serviço do internacionalismo selvagem, são partidos lacaios de interesses estrangeiros e contrários ao nosso. São os partidos que vivem do "tacho" alimentado pelo dinheiro que roubam ao povo em impostos. Votar nestes lacaios do Mundialismo fanático, é o mesmo que oferecer uma pistola a um bandido que nos quer assaltar.

João José Horta Nobre
5 de Maio de 2016

6 comentários:

  1. Check https://paraummundolivre.blogspot.pt/2016/04/resultado-da-imigracao-de-muculmanos.html

    ResponderEliminar
  2. Caro JJHN

    Insisto, a solução passa pelo desmantelamento das bases de sustentação da esquerda e isso apenas depende da vontade política.

    Aí vai a lista actualizada:


    Abolição do salário mínimo
    Liberalização dos despedimentos
    Abolição dos descontos
    Pagamento do verdadeiro custo da água e energia pelo utilizador
    Pagamento do verdadeiro custo de educação e saúde pelo utilizador
    Liberalização (facilitação, desregulamentação) do acesso às profissões liberais
    Liberalização das rendas
    Sujeição a IRC a todas as pessoas colectivas
    Simplificação do IRS com sujeição individual, taxa única, sem deduções e abatimentos
    Taxa única no Iva
    Desmantelar o sistema escolar com o e-learning
    Varrer a função pública
    Extinção das juntas de freguesia
    Redução do número de deputados
    ...
    ...
    ...

    ...

    ResponderEliminar
  3. É realmente confrangedor, mas os portugueses acabam por ter exactamente aquilo que merecem. Quando falo no PNR às pessoas, a maioria das repostas são do género "ai, que horror, votar nesses nazis!!!"

    Depois lá explico, com muita paciência que o partido não tem nada de nazi e que até há negros no partido e levo com um "ai, não já temos o CDS que é muito mais moderado!".

    Depois lá elenco os problemas com o CDS, desde os submarinos do Portas até ao buraco deixado pela Cristas no Ministério da Agricultura, passando pela abstenção dos deputados supostamente beatos nas questões do casamento e da adopção guei e levo com um "sim, mas os nacionalistas não são bem de direita, eles acreditam que o estado deve controlar alguns sectores... não pode ser!"

    ...É desesperante! Faz lembrar aquelas mulheres que levam porradas dos maridos e vão arranjado sempre desculpas para os abusos dos seus cônjuges!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Portugal ainda vai ter de bater muito fundo até haver mudanças políticas a sério e temo mesmo que a extrema-esquerda ainda vai ficar muito mais forte, antes de ficar mais fraca...

      Eliminar
  4. http://inacreditavel.com.br/wp/no-border-no-nation/ Atualmente está mais do que evidente que existe desemprego e miséria em massa também entre os jovens na região da UE. O capital internacional organizado não se importa com a política social dos próprios cidadãos, nem com o bem estar dos emigrantes da Europa Oriental, Ásia e África, cujas necessidades sociais são instrumentalizadas como causa humanitária. [1]

    Emigração em massa e descaracterização cultural das repúblicas e demais regiões europeias servem ao Imperialismo em diversos níveis. No curto prazo, este fenômeno fornece mão de obra barata e farta aos capitalistas locais. No meio prazo força-se a desintegração social e posteriormente nacional, das conquistas históricas das Repúblicas democráticas e burguesas. A “New World Order” (NWO) não respeita nem as fronteiras territoriais segundo o Direito Internacional, nem a autodeterminação nacional.(do post acima o qual menciona este texto publicado num jornal marxista alemão,curioso não?)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por post acima claro que me refiro ao inacreditavel.com linkado no cimo de meu coment anterior.

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...