sexta-feira, 27 de maio de 2016

A Venezuela Estará Mesmo à Beira do Colapso?

Um estudante anti-chavista em protestos contra o governo em Fevereiro de 2014. Já na altura se falava em "colapso iminente" do regime que há mais de quinze anos governa a Venezuela. Entretanto, o regime continua de pé, a abanar, mas de pé.

Corre por aí nos meios da informação e desinformação, uma certa ideia generalizada de que a Venezuela está "à beira do colapso", há até quem já preveja uma nova crise de retornados, desta vez oriundos não da miserável África, mas da pobre Venezuela. Aos que pensam desta forma, eu aconselho os mesmos a reflectirem antes um pouco mais, porque em relação à Venezuela e ao que por lá se passa, a história dos regimes socialistas demonstra exactamente o contrário do que por aí se diz vulgarmente.

Já se anda a dizer que a Coreia do Norte está à beira do colapso iminente desde pelo menos a década de 1990, idem para Cuba e agora aplica-se o mesmo tipo de retórica à Venezuela. O Zimbabwe há uns anos também diziam que iria colapsar a qualquer momento e entretanto, o Mugabe ainda por lá continua...

A história já demonstrou que apesar de toda a ineficiência económica, os regimes socialistas são muito mais resistentes do que pode parecer à primeira vista. Curiosamente, foram os regimes socialistas que ninguém esperava que colapsassem inesperadamente, como a União Soviética e os seus amigos da Cortina de Ferro, os primeiros a colapsar. Ao invés, os que toda a gente diz que estão "à beira do colapso", como Cuba, a Coreia do Norte, o Zimbabwe e a Venezuela, duram que nem pedras. 

Recordo-me de já em 2006 se dizer que a Venezuela iria rebentar em breve e entretanto já passaram dez anos e os chavistas continuam no poder. Talvez daqui a outros dez anos, ainda estejamos estar a falar do "colapso iminente da Venezuela"... Basta que o preço do petróleo suba um pouco e vão ver aquela "geringonça" latino-americana a recompor-se do dia para a noite. Não haverá luxos, é certo, mas dará pelo menos para acalmar as massas com mais uns ossos para roerem e distribuir mais umas promoções e benefícios pelos militares, de forma a manter os cães de guarda do regime bem quietinhos e caladinhos.

João José Horta Nobre
27 de Maio de 2016

2 comentários:

  1. Caro JJHN


    O que está a acontecer na Venezuela deve ser divulgado o mais possível, afinal estamos a assistir ao vivo e a cores às consequências da escolha dos eleitores pelo socialismo, os venezuelanos têm aquilo que escolheram.

    Apesar de algum eventual condicionamento, não será por causa disto que os eleitores noutros países irão deixar de votar à esquerda mas compete aos governos de direita quando voltarem ao poder, implementar reformas estruturais que desmantelem as bases de sustentação da esquerda, senão serão mais anos senão décadas perdidas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. «O que está a acontecer na Venezuela deve ser divulgado o mais possível, afinal estamos a assistir ao vivo e a cores às consequências da escolha dos eleitores pelo socialismo,»

      É exactamente isso que eu tenho feito!

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...