quinta-feira, 19 de maio de 2016

O Paraíso da Esquerda Portuguesa

Como podem ver na imagem, os supermercados na Venezuela estão a abarrotar de abundância...








Assim vai a Venezuela, trata-se apenas de mais uma amostra do fracasso que as políticas económicas socialistas são e acima de tudo, espero que isto sirva de exemplo para essa juventude desinformada, que anda por aí a votar no Bloco de Esquerda e no PCP, ou quaisquer outros grupelhos marxistas, que este é sempre e inevitavelmente o resultado de se aplicarem políticas económicas de inspiração marxista.  

Muitos jovens que hoje andam a votar em partidos de inspiração marxista, não assistiram ao colapso do Mundo Comunista a partir de 1989 porque ainda nem sequer tinham nascido quando tal aconteceu, ou como eu, eram ainda demasiados novos para se aperceberem do que se estava a passar. No entanto, isto não serve de desculpa para não se saber a verdade e a verdade é que qualquer sistema económico baseado nas ideias utópicas de Marx, acabará sempre por resultar em desastre total. Sim, o Capitalismo é uma merda, eu sei disso perfeitamente bem e farto-me de o criticar quase a nível diário, mas querer substituir o Capitalismo pelo Marxismo não é solução para nada.

Quantas vezes é que os marxistas pretendem repetir a experiência socialista até perceberem de uma vez por todas, que essa mesma experiência está votada ao fracasso total? Einstein já dizia que a definição de insanidade "é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes". E insanos eles são mesmo, pois ainda ontem um deputado do Partido Socialista Unido da Venezuela, afirmava que a culpa do estado em que se encontra a economia venezuelana, é da "direita internacional". Só quem for mesmo muito ingénuo ou ignorante é que pode acreditar numa mentira destas, pois se a Venezuela hoje se encontra no actual estado de miséria, é por culpa única e exclusiva das políticas económicas do regime chavista, que arrasaram o sector privado nesse País, nacionalizando empresas a eito, afugentando a pequena e média burguesia e criando um clima nefasto para qualquer investimento estrangeiro. A Venezuela que já foi uma das maiores produtoras de café a nível mundial, é hoje um País que não consegue produzir café suficiente para satisfazer sequer o seu próprio consumo. Isto que se passa com o café, passa-se nos restantes sectores da economia e por isso mesmo é que as prateleiras dos supermercados estão vazias.

Um bom exemplo da estupidez do regime chavista, fica patente no facto deste ter tabelado os preços dos produtos a um nível tão baixo, que os produtores desses mesmos bens nem sequer conseguiam ganhar o suficiente para cobrir os custos da produção. O resultado disto foi o que seria de esperar: fecho de empresas e fuga de capitais e empresários para o exterior. Apenas a mais crassa ignorância sobre economia, é que permite que um governo faça uma coisa destas ao seu próprio País.

Temo que isto que hoje ocorre na Venezuela, possa vir a ser o futuro em Portugal. Preciamente por sermos um dos países da Europa onde a extrema-esquerda tem mais força. Mas quem tem a culpa de toda esta força que a esquerda possui no nosso País e que ameaça seriamente transformar Portugal numa Venezuela um destes dias, são essencialmente os media e a elite universitária. Eu ando a dizer há anos que isto é um verdadeiro perigo, pois temos as redacções dos jornais, das televisões e as universidades empestadas de marxistas e/ou simpatizantes de marxistas, que criaram um clima de pensamento único, não só altamente tóxico, como também extremamente prejudicial a nível político-social.

Se um destes dias esta gente tomar o poder e as incubadoras dos hospitais deixarem de funcionar por falta de electricidade e deixar de haver comida nos supermercados, depois não se queixem. Eu nessa altura já não irei cá estar de certeza absoluta, porque das duas uma: ou já terei partido para o exílio, ou então já me terei suicidado para não ter de assistir a tamanha miséria.

João José Horta Nobre
19 de Maio de 2016

27 comentários:

  1. Não sei se o voto na esquerda, pelo menos o grosso da coluna, é fruto da ignorância e da desinformação. Terá o seu peso, mas há o funcionalismo público, no qual se insere a legião dependente do ME, e centenas de milhares de votos de africanos a quem deram BI português e sabem de onde vem o maná.
    Penso que não há qualquer possibilidade de auto regeneração do sistema. Só quando o crédito externo for cortado, os portugueses serão confrontados sem possibilidade de fuga, com a realidade económica e com a criação de riqueza factual no país. O ajuste só será feito quando for forçado pela falta de opções para continuar a fuga para a frente.

    ResponderEliminar
  2. Em Portugal o que acontece é que o povo votante em geral cai facilmente no conto dialético esquerda-direita (e sabemos como o ps tem capitalizado votos depois de um governo psd-cds)porque está dependente economicamente das promessas dos partidos esquerdistas depois de um governo(dito de direita mas sim neoliberal que aperta sempre o garrote à classe média nas crises,fomentando assim novos revoltados e pobres que vão votar na esquerda a seguir).Esta a razão quanto a mim para se votar(os que votam)na esquerda apesar de todos os males vindos daí para o futuro,é que as pessoas em geral pensam no imediato,nas suas vidas hoje e não no futuro(mesmo que a 4 ou 5 anos).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Bilder, esta situação só vai durar enquanto os mercados continuarem a financiarem a fantasia. Os partidos de esquerda estão neste momento a adiar o inevitável que é a necessidade de reformas estruturais, caso contrário, a dívida do País vai ir sempre aumentando até os mercados se fartarem e fecharem a torneira.

      Um País não pode eternamente ir gastando mais do que aquilo que obtém em receita. Isto é insustentável sob todos os pontos de vista. Ou Portugal faz reformas estruturais por vontade própria, ou então, um destes dias, vão ser os mercados a obrigar-nos a fazê-las de qualquer das formas.

      Quando nós sairmos do euro, ou formas expulsos do mesmo, algo que me parece também inevitável, nessa altura é que as coisas em Portugal vão aquecer mesmo a sério e vai existir um perigo real de a extrema-esquerda tomar o poder. Mas lá está, o povo é tão amnésico que nessa altura ainda é capaz de continuar a votar nos mesmos partidos que nos arrastaram para o abismo.

      Portugal ainda vai ter de descer muito, antes que possa voltar a subir.

      Eliminar
  3. Caro JJHN


    Insisto, o que é preciso é implementar reformas estruturais que irão contribuir para o desmantelamento das bases de sustentação da esquerda.

    Apenas dependem da vontade política.

    Aí vai a lista actualizada:


    Abolição do salário mínimo
    Liberalização dos despedimentos
    Abolição dos descontos
    Pagamento do verdadeiro custo da água e energia pelo utilizador
    Pagamento do verdadeiro custo de educação e saúde pelo utilizador
    Liberalização (facilitação, desregulamentação) do acesso às profissões liberais
    Liberalização das rendas
    Sujeição a IRC a todas as pessoas colectivas
    Simplificação do IRS com sujeição individual, taxa única, sem deduções e abatimentos
    Taxa única no Iva
    Desmantelar o sistema escolar com o e-learning
    Varrer a função pública
    Extinção das juntas de freguesia
    Redução do número de deputados
    ...
    ...
    ...

    ...

    ResponderEliminar
  4. Aqui oque acontece quando se dá moral a mestiços infiltrados que tem como objetivo destruir a causa pro branca enquanto lucra-se com isso .

    http://newobserveronline.com/important-announcement/#comment-687111

    No no link acima , nao foram citados nomes e nem endereços , mas basta 2 minutos de investigacao para chegar aos culpados ,ou melhor ,ao culpado : Andrew anglin . fundadador e proprietario do dailystormer ,infostormer e dailyslave. Sites que ,descaradamente ,promovem o nazismo-hollywoodiano e a detuparcao do conceito de raca branca.

    ResponderEliminar
  5. Mais uma vez eu te digo : não há nada na politica economica de chavez e maduro que chegue perto ao socialismo. O capital internacional continua a mandar e desmandar no país ,como de costume .
    Nada mudou ,ao contrario que a mentirosa midia diz.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. «Mais uma vez eu te digo : não há nada na politica economica de chavez e maduro que chegue perto ao socialismo.»

      Como é que pode dizer uma coisa dessas?

      Então o governo chavista passou os últimos 15 anos a arrasar o sector privado, incluindo a pequena e média burguesia e a nacionalizar empresas a eito e isso não é Socialismo???

      Eu admito que a Venezuela não é ainda um País Socialista em pleno, mas para lá está a caminhar a passos largos...

      Sabe-me definir sequer em que consiste o Socialismo?

      Eliminar
  6. João José Horta Nobre...
    «Quantas vezes é que os marxistas pretendem repetir a experiência socialista até perceberem de uma vez por todas, que essa mesma experiência está votada ao fracasso total?»

    Infinitas vezes! A experiência socialista continuará a ser repetida indefinidamente, até que a tirania mundial seja finalmente instalada. Não é apenas na Europa: há cada vez mais dados estatísticos que concluem que os "millenials" são a geração mais socialista da história dos EUA.

    Aliás, basta ler o comentário deixado imediatamente antes deste para se perceber o quão complicadas são as coisas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. «Não é apenas na Europa: há cada vez mais dados estatísticos que concluem que os "millenials" são a geração mais socialista da história dos EUA.»

      Não é só nos EUA, caro Afonso, mesmo cá em Portugal, muitos dos que votam constantemente no BE e PCP, são jovens que têm a cebcinha cheia de merdita que lhes é enfiada no crânio desde pequenos.

      «Aliás, basta ler o comentário deixado imediatamente antes deste para se perceber o quão complicadas são as coisas...»

      Complicadas? O Afonso nem me diga nada...

      Eliminar
  7. Respostas
    1. "criar alternativa" e um pensamento de esquerda...

      Eliminar
    2. Não, não é!... Até porque as alternativas já existem, são a Direita e a Terceira Via.

      Eliminar
    3. "criar alternativa" e um pensamento de esquerda...
      Santos David, sinceramente não sei se é ou não um pensamento de esquerda, não foi com essa intenção, agradeço, no entanto, que tenha feito essa observação, obrigada, sempre a aprender, oportuno deixar aqui algo que não vou reproduzir exactamente como foi dito, devem conhecer o autor.
      << Não sou de esquerda nem de Direita,porque a esquerda destrói tudo até o que está certo e a Direita conserva tudo até o que está mal.>>

      Eliminar
    4. essa palavra "criar alternativa" è d'agora dos tempos. Com facilidad usas-se na direita e na esquerda: lingua do ultimo homen...

      Eliminar
  8. Alternativas ao pensamento utópico??? Não seja ridícula!
    Até um taberneiro sabe que não pode gastar mais do que recebe.

    Bilder, os governos de esquerda do PSD/CDS apertam o garrote à classe média porque não seria possível apertar a classe mais baixa num país com o rendimento familiar tão baixo como em Portugal. Aos mais ricos ninguém consegue cobrar mais a partir de certa medida, o capital foge.

    ResponderEliminar
  9. O mal deste país é que está cheio de cobardes que atacam quem anda de cara destapada...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oque achas da alternativa de se expulsar todos os invasores -legais e ilegais - terceiros mundistas ? O desemprego acabaria ; o salario aumentaria e o governo diminuira e muito seus gastos .

      Eliminar
    2. A solução é não passar cartão aos anónimos.

      Eliminar
    3. «O mal deste país é que está cheio de cobardes que atacam quem anda de cara destapada...»

      Cara Helena, se eu fosse dar atenção a tudo o que já escreveram sobre mim na net, a difamar-me e a espalhar mentiras a meu respeito. Eu não faria mais nada que andar nisso.

      Ignorar é a melhor solução. Ainda há não muito tempo atrás, um certo xico-esperto escreveu uma coisa sobre mim num certo blog, a dizer que eu sou uma fraude e que não sou quem eu afirmo ser.

      Ora, a minha resposta a isto, foi simplesmente ignorar e seguir em frente. Não percamos tempo com o lixo.

      Eliminar
    4. Obrigada a ambos, têm razão.

      Eliminar
  10. “Se somos socialistas, então devemos definitivamente ser anti-semitas. Como, sendo um socialista, você pode não ser um anti-semita?” – Adolf Hitler

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Hitler misturava "alhos com bugalhos". Ele também achava que os japoneses, que como o FireHead sabe, têm uma cultura riquíssima, eram um povo que apenas imitava cultura, mas que não era capaz de criar cultura própria. Obviamente que isto é tudo uma treta, mas foi o que Hitler escreveu e está no Mein Kampf.

      Eliminar
  11. <>

    Minha resposta
    ===============
    Quando deixarem de ser pagãos e aderirem de vez a uma filosofia cristalina e pura a qual remeta o individuo a uma autocrítica de 24 horas por dia, se policiando quanto aos seus conceitos e suas práticas diárias, quanto aos seus erros e aos seus acertos, e esta filosofia chama-se O CRISTIANISMO PURO.

    ResponderEliminar
  12. Quantas vezes é que os marxistas pretendem repetir a experiência socialista até perceberem de uma vez por todas, que essa mesma experiência está votada ao fracasso total? Einstein já dizia que a definição de insanidade "é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes".

    MINHA RESPOSTA
    ===============
    Quando deixarem de ser pagãos e aderirem de vez a uma filosofia cristalina e pura a qual remeta o individuo a uma autocrítica de 24 horas por dia, se policiando quanto aos seus conceitos e suas práticas diárias, quanto aos seus erros e aos seus acertos, e esta filosofia chama-se O CRISTIANISMO PURO.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os marxistas por norma são ateus, não são pagãos.

      Karl Marx considerava a religião como sendo "o ópio do povo". O Paganismo como se sabe, também é uma religião, portanto não faz nenhum sentido chamar de "pagãos" aos marxistas, porque eles normalmente não acreditam em religião nenhuma, seja ela Cristianismo, Paganismo, ou outra coisa qualquer, simplesmente são ateus.

      Mas há excepções, há comunistas cristãos e admito que também haja marxistas que simpatizam com o Neopaganismo, apesar disso ser uma coisa tão rara, mas tão rara, que talvez seja mais fácil encontrar uma agulha num palheiro, do que um comunista neopagão...

      Eliminar
  13. Não são apenas os marxistas que são pagãos ou ateus, mas, todos aqueles que não gostam do que é puro e ordinário.

    Tanto os pagãos como os ateus, que no fundo são uma e a mesma coisa, odeiam O CRISTIANISMO PURO, porque esta doutrina imutável cobra do individuo um "fardo" que no principio é pesado mas depois se torna leve, este fardo chama-se responsabilidade em todos os seus atos, mas como os homens gostam de brincarem de ser crianças, amam a preguiça e odeiam a responsabilidade.

    "A que, pois, compararei os homens da presente geração, e a que são eles semelhantes? São semelhantes a meninos que, sentados na praça, gritam uns para os outros: Nós vos tocamos flauta, e não dançastes; entoamos lamentações, e não chorastes" (Lucas 7:31-32)

    E como a maioria dos filósofos que arvoram em pensadores de coisas que já foram pensadas e eles não admitem que nada é novo debaixo do sol, Kant afirma também a mesma coisa.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...