sábado, 14 de maio de 2016

Será Putin um Salazarista?

 KGB e Salazarista? Será possível?


 
Esta comparação entre Salazar e Putin, que agora nos é feita pelo professor José Milhazes, já tinha sido feita anteriormente por Jaanus Piirsalu no artigo Former Kremlin Official: Putin's Russia Moving Towards Salazar's Portugal, publicado há pouco mais de um ano na Diplomaatia. No entanto, apesar de haver pontos em comum entre Putin e Salazar, da mesma forma que também havia semelhanças entre Mussolini e Salazar, no essencial, a Rússia de Putin é apenas isso mesmo: a Rússia de Putin.

É tentador comparar regimes políticos, sei bem e por experiência própria como isso é extremamente tentador, porém, muitas vezes trata-se de um exercício que tenta apenas espremer o resultado que nós queremos e não o resultado factual. Dou-vos um pequeno exemplo: há cerca de cinco anos atrás, andava eu a fazer investigação num arquivo guardado na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, quando entra de rompante no arquivo uma moça alemã que tinha um trabalho para fazer, dado por certo professor (esquerdóide...), que queria que a rapariga germana fizesse uma comparação aprofundada (adivinhem só..) entre Salazar e Hitler! 

Ora, sabendo que eu era o tipo "das coisas contemporâneas", a rapariga com um ar algo atrapalhado, perguntou a minha opinião sobre o assunto e eu prontamente disparei: "Vai ao gabinete do professor X, diz que não gostas do tema e pede para trocares." 

Porque é que eu a aconselhei neste sentido? Precisamente porque eu sabia o que o professor em questão queria, ou seja, pintar Salazar de Nazi e fazê-lo passar por um grande apoiante de Hitler, algo que é um absurdo, ainda por cima se tivermos em conta que Salazar não apreciava o regime Nazi, devido não só ao racismo declarado e frontal do mesmo, mas também devido à orientação neopagã desse regime, que contrastava fortemente com o carácter ultra-católico do Estado Novo.

Tal como a tentação de comparar Salazar a Hitler, tem normalmente como único objectivo "nazificar" o professor Salazar, também a comparação entre Salazar e Putin, tem como objectivo apenas a de "fascizar" Putin, algo que é completamente errado, pois nem Salazar era um fascista no verdadeiro sentido do termo, como também Putin ainda está a anos-luz de poder vir a ser um verdadeiro ditador fascista. Vou até mais longe, se procuram fascistas e muito piores do que os da década de 1930, olhem antes para Wall Street e para a máfia sinistra que comanda a política tanto em Bruxelas, como em Washington. Nesses sítios garanto-vos que não faltam fascistas, bem disfarçados de "democratas" respeitáveis, é certo, mas fascistas, ou melhor, cripto-fascistas...

João José Horta Nobre
14 de Maio de 2016

20 comentários:

  1. Tendo em conta o que foi o fascismo, sobretudo no início e na fase final, na RSI, em Bruxelas e Wall Street há tudo menos fascistas. Chame-se-lhe o que se chamar, esses gajos fascistas é que não são.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fascistas no sentido de serem anti-democratas. É aí que pretendo chegar.

      Eliminar
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    3. Esses filhos da puta deliberadamente deturpam racialismo e chamam-no de "racismo".

      Que eu saiba não havia nenhum livro religioso Nazi a dizer que "Todas as outras raças apenas servem para servir o povo escolhido, os Germânicos."

      Mas o talmud diz:"Todas as outras raças apenas servem para servir o povo escolhido, os Judeus."

      Afinal quem são os racistas?
      Resposta: Os judeus.

      Eliminar
    4. Conexão Salazar-Hitler19 de maio de 2016 às 18:13

      http://hyperborea-land.blogspot.com/2016/02/portugueses-na-waffen-ss.html?m=0

      http://hyperborea-land.blogspot.com/2015/08/visita-ns-portugal.html?m=0

      Eliminar
    5. A Rússia respeitosa das tradições:

      - 800 mil abortos por ano (país record da Europa, em comparação a França tem 200 mil por ano)
      - prostituição de massa e tráfico de mulheres para toda a Europa (sobretudo Israhell)
      - 1º país da Europa com o maior numero de muçulmanos (para quem se diz protector da identidade europeia, fica muito a desejar, em proporção é o 2ª da Europa, a seguir à França)

      Estes números tenho-os do historiador Fabrice Fabry. Enquanto a Europa se desarma, a Rússia acumula massivamente material militar, e material militar de ponta! Sempre segundo Fabry, é de prever que esta acumulação de material, sob pretexto de fazer face à NATO, não é para ficar ali a enferrujar como no tempo da URSS. Uma possível preparação para invadir os países limítrofes (ver mais ainda), é uma hipótese que não deve ser posta de lado.

      E já tinha dito algo semelhante num artigo em que o Serge Monast citava um plano antigo, semelhante a essas previsões do historiador Fabry, de invasão de boa parte da Europa.

      Eliminar
    6. Putin é contra judaismo internacional ("mundialismo")?

      tu sabias que apenas 40% da população russa é branca/eslava?
      _tu sabia que as mulheres russas étnicas são umas das que mais casam(40% das moscovitas por exemplo) foram de sua raça?
      _tu sabias que a na Russia 2 milhões de abortos todos os anos e que a imensa maioria destes são de russas étnicas casadas com russos étnicos?
      _tu sabias que durante o governo de Putin em menos de 10 anos 15 milhões de imigrantes ilegais se estabeleceram nos arredores de moscou?
      - tu sabias que Putin criou leis que criminalizam a critica a imigração e que por causa desta mais de 2 mil nacionalistas russos hoje vivem em penitenciarias ?
      tu sabias que Putin proibiu a existencia de partidos politicos e movimentos nacionalistas de modo que muitos partidos existentes foram extintos pela força da lei?


      a Russia não é salvação de porra nenhuma,muito pelo contrario


      Moscow - Europe's Muslim/non-white Capital
      https://www.youtube.com/watch?v=Aihmte1DWvA

      Eliminar
    7. «Sempre segundo Fabry, é de prever que esta acumulação de material, sob pretexto de fazer face à NATO, não é para ficar ali a enferrujar como no tempo da URSS. Uma possível preparação para invadir os países limítrofes (ver mais ainda), é uma hipótese que não deve ser posta de lado.»

      Não acredito. O Putin não seria doido a esse ponto e a própria Rússia não tem capacidade militar para subjugar a Europa de Leste. É à NATO e aos EUA que interessa criar um clima de pânico e medo em relação à Rússia, de forma a isolar a Rússia na cena internacional e enfraquecê-la.

      Eliminar
  2. Mestre Nobre, podia por favor fazer este teste?

    http://totalitarismouniversalista.blogspot.pt/2016/05/um-apelo-aos-meus-leitores-facam-este.html

    Tenho curiosidade de saber o seu resultado!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fiz esse teste há uns anos atrás e na altura fiquei na mesma posição política de Joseph Estaline...

      Mas agora por curiosidade, vou repetir o exame para ver o que sai e já lhe digo o novo resultado.

      Eliminar
    2. O meu novo resultado:

      https://www.politicalcompass.org/analysis2?ec=-4.25&soc=-1.79

      Eliminar
    3. Muito obrigado! Já actualizei o gráfico!

      Eliminar
  3. "Salazar não apreciava o regime Nazi, devido não só ao racismo declarado e frontal do mesmo, mas também devido à orientação neopagã desse regime, que contrastava fortemente com o carácter ultra-católico do Estado Novo." E onde é que baseia essa afirmação que Salazar não era admirador de Hitler? Estranho, Franco Nogueira não diz nada em relação a isso e a Mocidade Portuguesa foi moldada à imagem da Juventude Hitleriana, inclusive tendo vindo instrutores da Alemanha para isso. Salazar admirava Hitler por este ser um bastiºao contra a ameaça comunista.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. «E onde é que baseia essa afirmação que Salazar não era admirador de Hitler?»

      Se eu não estou enganado, falei disso na minha tese de mestrado, onde estão indicadas todas as referências documentais e bibliográficas de onde extraí a informação. É só procurar lá e ler:

      http://historiamaximus.blogspot.pt/2014/09/a-diplomacia-portuguesa-na-turquia_27.html

      Caso contrário, o Bruno pode sempre dirigir-se ao Arquivo do Ministério dos Negócios Estrangeiros e ler por si os telegramas diplomáticos e restante documentação oficial do Estado Novo que está lá guardada. Aliás, a melhor forma de se conhecer o passado é mesmo essa, vá aos documentos originais produzidos pelo próprio regime de Salazar e leia.

      O Arquivo Salazar na Torre do Tombo ainda é melhor, lá não faltam materiais sobre o que Salazar pensava de Hitler.

      «Salazar admirava Hitler por este ser um bastiºao contra a ameaça comunista.»

      Nunca ouviu dizer que "o inimigo do meu inimigo é meu amigo"?

      Eu por exemplo, não admiro Putin, mas enquanto ele combater o Estado Islâmico na Síria e as intenções dos Mundialistas, Putin é sem dúvida o inimigo do meu inimigo e por isso mesmo eu nunca critiquei a política russa na Síria.

      Eliminar

  4. Fascismo, é só e apenas uma conotação pejorativa e talvez dai, também possa servir conotar pejorativamente o esquerdismo(comunismo).
    já agora, o que quer dizer cripto(cripto-fascistas)?

    ResponderEliminar
  5. "Salazar não apreciava o regime Nazi, devido não só ao racismo declarado e frontal do mesmo, mas também devido à orientação neopagã desse regime, que contrastava fortemente com o carácter ultra-católico do Estado Novo."

    “Quando eu passei pela tribuna do chanceler, ele levantou-se e acenou para mim, e eu acenei também. Os jornalistas comportam-se impropriamente quando eles difamam este homem que transformou a Alemanha”. [Jesse Owens, The Jesse Owens Story, 1970]

    https://m.youtube.com/watch?v=SImdg8Zp5zs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este excelente video aborda o assunto Jesse Owens e muitos mais casos de amizade e colaboração entre "Nazis" e outras raças.

      https://www.youtube.com/watch?v=SImdg8Zp5zs

      Eliminar
  6. Hitler e o ódio racial
    "Eu garanto-vos que estou totalmente livre de qualquer ódio racial. É indesejável, em todo o caso, que uma raça se misture com outras raças. Com excepção de alguns poucos êxitos espontâneos, que estou pronto a admitir, o cruzamento sistemático nunca produziu bons resultados. O desejo de permanecer racialmente puro é uma prova da vitalidade e salubridade de uma raça. Orgulho pela sua própria raça – e isso não implica um desprezo pelas demais – é também um sentimento normal e saudável. Eu nunca considerei os chineses ou japoneses inferiores a nós mesmos. Eles pertencem a civilizações antigas, e eu francamente admito que as suas histórias passadas são superiores à nossa própria. Eles têm o direito de se orgulhar do seu passado, assim como temos o direito de nos orgulhar da civilização a que pertencemos. De facto, creio que quanto mais resolutos os chineses e os japoneses estiverem do seu orgulho racial, mais facilmente eu deverei encontrar o sucesso junto a eles.”

    Hitler - Bormann Documents (1945).



    de facto...se não existe ódio racial algum em declarar que a história e civilização dos japoneses e chineses é superior à dos próprios Alemães e Arianos, então porque raio há-de existir algum ódio racial em dizer que a civilização dos brancos é superior à dos negros? ou que a civilização dos Germânicos é melhor que a dos Eslavos e por aí adiante? a verdade nunca pode ser algo racista, nem supremacista, nem algo cheio de ódio.
    amar a própria raça, não implica desprezar as outras. e mesmo dizer que outras são superiores, não implica desprezar a nossa

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...