quinta-feira, 9 de junho de 2016

A Terceiro-Mundização de Portugal II

Esta semana tem sido uma verdadeira alegria. Logo na segunda-feira, dois grupos de "jovens africanos" envolveram-se numa rixa à porta de uma discoteca em Santa Marta de Corroios (Seixal), que terminou com um morto e dois feridos a tiro. Pode-se dizer que se trata de um excelente exemplo da "diversidade vibrante" que os nossos políticos andam a importar há décadas para dentro da nossa Pátria, tudo à margem de qualquer referendo, pois isto já se sabe que a "democracia" é só quando convém...

Posteriormente, na terça-feira foi a vez de um gang constituído por "30 jovens" oferecer um "enriquecimento" multicultural a um revisor da CP, junto à estação da Damaia na Amadora. O grau de "enriquecimento" pelos vistos foi de tal ordem, que o revisor acabou internado no Hospital Amadora-Sintra. 

O processo de terceiro-mundização de Portugal segue o seu rumo e nem seria de esperar outra coisa, pois este é apenas o natural resultado de uma política de imigração totalmente cega às diferenças culturais e étnicas.

Entretanto, nem o Bloco de Esquerda, nem o SOS Racismo (a organização mais racista de Portugal) protestaram ou fizeram qualquer alarido sobre o que se tem passado esta semana com os tais "jovens" oriundos do "vibrante" calor africano. Alguém está surpreendido?...

Podem esperar por um agravamento da situação, pois à medida que estas populações alógenas de origem africana e islâmica aumentam em número, os problemas relacionados com as mesmas aumentam na mesma proporção. Se este processo não for invertido atempadamente, o resultado a seu tempo acabará por ser a guerra civil ao estilo da ex-Jugoslávia com esquadrões de morte e massacres a eito, em Portugal e por toda a Europa Ocidental. Quem conhece a história da Europa a fundo, sabe como terminam sempre estas misturas "vibrantes"...

João José Horta Nobre
9 de Junho de 2016

12 comentários:

  1. Caro JJHN




    Insisto, deve-se combater a esquerda e é simples, fácil e só depende da vontade política, passa pela implementação de reformas estruturais que desmantelem as bases de sustentação da esquerda.

    Aí vai a lista actualizada:


    Abolição do salário mínimo
    Liberalização dos despedimentos
    Abolição dos descontos
    Pagamento do verdadeiro custo da água e energia pelo utilizador
    Pagamento do verdadeiro custo de educação e saúde pelo utilizador
    Liberalização (facilitação, desregulamentação) do acesso às profissões liberais
    Liberalização das rendas
    Sujeição a IRC a todas as pessoas colectivas
    Simplificação do IRS com sujeição individual, taxa única, sem deduções e abatimentos
    Taxa única no Iva
    Desmantelar o sistema escolar com o e-learning
    Varrer a função pública
    Extinção das juntas de freguesia
    Redução do número de deputados
    ...
    ...
    ...

    ...

    ResponderEliminar
  2. Em grande medida confirma-se(se preciso fosse)no nosso tempo o que aconteceu no primeiro quarto do século XX,o marxismo por um lado e o capital-liberalismo por outro(com suas políticas suicidas)provocam no limite o aparecimento do "fascismo",pois a alternativa será o caos numa forma ou outra.

    ResponderEliminar
  3. A mim, o que mais me impressiona é a passividade da população local. Mesm com estes "jovens" todos, há uma predominância dos partidos do Arco da Tragédia na contagem de votos dos concelhos de Cascais, Amadora, Sintra, Almada, etc.

    O que explica tanta cornice mansa? Os portugueses são masoquistas? Ou será que a população alógena já domina?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pessoalmente acho que é mesmo a ignorância e a falta de informação principalmente...

      Eliminar
    2. Mas, caro Mestre Nobre, então estas pessoas não sentem os efeitos da "juventude" na sua rotina diária? Bolas, eu sempre que vou a Lisboa fico doente e, apesar de tudo, não tenho tido problemas de maior!

      Há já duas décadas que ouço histórias de assaltos e espacamentos na Linha de Sintra!!! Porque é que não aparece uma patrulhad e cidadãos, uma milícia popular?

      Eliminar
    3. Eu acho que é apatia do povo em grande medida. Os portugueses estão habituados a levar muita pisadela em cima, antes de se revoltarem.

      Mas não se esqueça. a solução para isto são as reformas estruturais que "desmantelem as bases de sustentação da esquerda"!

      Aí vai a lista actualizada:


      Abolição do salário mínimo
      Liberalização dos despedimentos
      Abolição dos descontos
      Pagamento do verdadeiro custo da água e energia pelo utilizador
      Pagamento do verdadeiro custo de educação e saúde pelo utilizador
      Liberalização (facilitação, desregulamentação) do acesso às profissões liberais
      Liberalização das rendas
      Sujeição a IRC a todas as pessoas colectivas
      Simplificação do IRS com sujeição individual, taxa única, sem deduções e abatimentos
      Taxa única no Iva
      Desmantelar o sistema escolar com o e-learning
      Varrer a função pública
      Extinção das juntas de freguesia
      Redução do número de deputados
      ...
      ...
      ...

      ...

      Eliminar
    4. LOL! Já estou como outro: só não vê quem não quer, pá!

      Eliminar
    5. Devido ao comportamento de Troll por parte de alguns comentadores, não me restou senão a hipótese de considerá-los como sendo Spam e dar o destino que só se pode dar a lixo com esse nível de toxicidade.

      Peço desculpa aos meus restantes leitores por eventuais faltas de respeito de que tenham sido aqui alvos da parte de trolls e advirto que qualquer Troll que queira aparecer por aqui futuramente, terá como destino a caixa de Spam, ou seja, pura e simplesmente é bloqueado e acabou-se.

      Este blog continua a ser aberto a todos e não censuro ninguém por utilizar calão. O que não posso tolerar é comportamentos que visam apenas a desestabilização deste espaço.

      Quem quiser dizer o que lhe vai na alma e inclusive me quiser chamar nomes, pode fazê-lo no seu próprio blog ou website. A liberdade de expressão em nada fica afectada com esta medida e quem quiser deixar aqui a sua crítica, será sempre bem vindo.

      Os trolls é que não são bem vindos e futuramente serão imediatamente bloqueados.

      Para que não restem dúvidas quanto ao que é um Troll, fica aqui a definição do mesmo:

      https://pt.wikipedia.org/wiki/Troll_%28internet%29

      Eliminar
  4. Quanto às ultimas duas "soluções" propostas pelo tal troll poderemos sempre questionar(se é que vamos querer perder algum tempo com isso)já agora porque não a extinção das camaras municipais e do próprio parlamento??

    ResponderEliminar
  5. Bom,pensei que fosse já que repete sempre a mesma lenga-lenga.Mas falando de terceiro mundismo de novo,o Marcelo de Belem continua na sua senda "iluminada-humanista-bergogliana" mesmo em Paris e supostamente em tempo de defesa dos tugas emigrantes,cá está http://rr.sapo.pt/noticia/56395/marcelo_quer_uma_so_europa_de_bracos_abertos_para_os_refugiados?utm_source=rss

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. «o Marcelo de Belem continua na sua senda "iluminada-humanista-bergogliana"»

      Nada que espante!

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...