quarta-feira, 29 de junho de 2016

Da Necessidade de se Restaurar a Pena de Morte




“A humanidade não existe sociologicamente, não existe perante a civilização.

Considerar a Humanidade como um todo é, virtualmente, considerá-la como Nação; mas uma Nação que deixe de ser Nação passa a ser absolutamente o seu próprio meio. Ora um corpo que passa a ser absolutamente do meio onde vive é um corpo morto.

A morte é isso — a absoluta entrega de si próprio ao exterior, a absoluta absorção no que o cerca. Por isso, o Humanitarismo e o Internacionalismo são conceitos de morte, só cérebros saudosos do inorgânico o podem agradavelmente conceber.

Todo o Internacionalista deveria ser fuzilado para que obtenha o que quer: a integração verdadeira no meio a que tende a pertencer. Só existem Nações, não existe Humanidade.” — Fernando Pessoa (1888 - 1935), Obras em Prosa, Textos Filosóficos e Esotéricos

Desde que o povo britânico optou em referendo legítimo e democrático por sair da prisão dos povos que dá pelo nome de União Europeia, os pseudo-jornalistas ao serviço da elite mundialista ainda não pararam de ladrar como cães raivosos. Uma vez que já perceberam que não está a funcionar a velha estratégia de difamar os defensores das pátrias, rotulando os mesmos de "extremistas", a canalha (muito estúpida mesmo...) decidiu recorrer a uma estratégia ainda mais velha e desactualizada, ou seja, a de ladrar "racista", "racista", racista" todos os dias na imprensa e na televisão, para ver se conseguem manipular a opinião pública, no sentido de levá-la a pensar que os opositores da União Europeia são todos uns racistas malévolos, qual Klu Klux Klan a queimar cruzes na Carolina do Sul. 

Há já vários dias que ando a ler na imprensa os relatos sobre o "racismo" horroroso que de repente e apenas porque os britânicos votaram contra o "sistema", surgiu assim do nada. Claro que (quase) todos sabemos que se o povo britânico tivesse votado pelo Bremain, hoje eles seriam os maiores, os mais "multiculturais" e acima de tudo, o exemplo a seguir! Mas como votaram contra o "sistema", isto é, atreveram-se a votar contra a tirania global que está em preparação, o mesmo "sistema" exerce a vingança punindo o povo britânico com difamação de manhã à noite nos mainstream media. A arma dos mundialistas é antes de mais o controlo da informação, isto parece-me que já se tornou evidente e só não o vê, quem não quer ver...

O George Soros, entre muita outra escumalha mundialista da alta finança, está metido nisto até ao pescoço. São estes autênticos vermes com forma humana que estão a financiar por intermédio das suas fundações, toda a propaganda internacionalista que corre por aí nas televisões e nos jornais. Mas talvez aquilo de que eles ainda não se tenham apercebido, é que essa estratégia subversiva já caiu no ridículo e está a deixar de fazer efeito. Os povos da Europa começam finalmente a acordar da anestesia profunda a que foram submetidos pelos mundialistas desde o fim da Segunda Guerra Mundial, e os mundialistas sabem perfeitamente bem lá no fundo que o jogo para eles acabou. 

No seu íntimo, a Superclasse Mundialista sabe que nós já estamos a vencer e eles já estão a perder. Eles sabem que isto é praticamente irreversível neste momento e por mais dinheiro que injectem em propaganda, por mais políticos que tentem comprar, por mais chantagens e intimidações que façam, não há nada que os salve do que está para vir. 

Uma das medidas preventivas que deve ser tomada para erradicar este problema de uma vez por todas é a restauração da pena de morte e a sua aplicação a todo o agente da alta finança que tenha andado a financiar organizações que visem destruir as Pátrias. Os partidos nacionalistas/independentistas da Europa, devem mesmo de fazer um pacto entre si, pois isto trata-se de um problema pan-europeu e deve-se por isso fazer um acordo que garanta que esta máfia financeira não terá refúgio possível em nenhum País da Europa, sendo que os mesmos serão legalmente perseguidos e condenados à morte, se nós lhes conseguirmos meter a unha em cima. Aqueles que têm andado a operar nas trevas com o intuito de planear a destruição dos povos europeus, devem de ficar a saber que irão ser eles próprios ou os seus herdeiros a ser destruídos e que toda a sua fortuna será confiscada pelo Estado. 

Neste aspecto eu admito abertamente e sem problemas que sou muito mais radical que Salazar. O antigo professor de Coimbra nunca se atreveu a reintroduzir a pena de morte em Portugal, eu pelo contrário, vejo na mesma um instrumento legal essencial para se conseguir disciplinar as elites de uma vez por todas. A propaganda ao internacionalismo deve mesmo passar a ser considerada como um crime de traição à Pátria e quem apoiar, financiar ou divulgar propaganda internacionalista, acabará pendurado na ponta de uma corda. Legislar neste sentido é o que basta para se acabar de uma vez por todas não só com os partidos marxistas que são por definição ideológica inimigos das nações, mas com a própria escumalha internacionalista que está infiltrada no seio da alta finança e dos grandes grupos económicos. 

João José Horta Nobre
29 de Junho de 2016


Um video muito elucidativo sobre as actividades obscuras do criminoso George Soros, um dos membros, senão mesmo o membro mais destacado da Superclasse Mundialista. Ele próprio já nem esconde ao que vem e admite abertamente que o seu objectivo é a criação de um Mundo "sem fronteiras":

16 comentários:

  1. «O antigo professor de Coimbra nunca se atreveu a reintroduzir a pena de morte em Portugal, eu pelo contrário, vejo na mesma um instrumento legal essencial para se conseguir disciplinar as elites de uma vez por todas.»

    Em cheio! Todos os líderes comunistas, a começar pelo Cunhal, deviam ter sido enforcados. Quem serve pátria alheia em detrimento da sua tem de pagar o preço mais elevado!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem criou as condiçoes para o isis existir foi o loby judaico-israelense .


      A desestabelizaçao no iraque e arredores é algo planejado desde os inicio dos anos 80
      http://irishsavant.blogspot.ie/2014/12/a-simple-answer.htm


      A propria midia israelense se gabou de que foram acessores judeus de bush os responsaveis pela mentira das armas quimicas e consequente agressao e desestabilizado do iraque
      http://www.haaretz.com/news/features/white-man-s-burden-1.14110

      http://www.ipsnews.net/2004/03/iraq-war-launched-to-protect-israel-bush-adviser/

      Eliminar
  2. Ainda a propósito do Brexit, Paul Joseph Watson: Stupid Butt-Hurt Millennials

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já vi, é o Paulo Joseph Watson mais uma vez no seu estilo único e imbatível. Se fosse em Portugal, não duvido de que o PJW já teria sido alvo da fúria do Bloquinho de Esterco e do PCP há muito...

      Eliminar
    2. O canalha e cínico Junker a perguntar "o que fazem aqui no parlamento?") https://www.noticiasaominuto.com/mundo/613209/o-que-estao-aqui-a-fazer-e-a-ultima-vez-que-aplaudem-aqui?fb_comment_id=864148457025234_864637596976320&comment_id=864555916984488&reply_comment_id=864637596976320#f249f42a721d488 não terá gostado do que disse o Farage concerteza.

      Eliminar
    3. Entretanto o presidente alemão diz que o problema são os povos que votam http://10news.dk/?p=2626 Really???

      Eliminar
  3. http://www.blancheurope.com/2016/06/28/petition-anti-brexit-farce-mediatique/

    a farsa da dos anti btexit.

    ResponderEliminar
  4. Podem começar por este merdas,
    http://ionline.sapo.pt/514945

    João José, está aqui o panegírico à porca comunista Merkel.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não seria de esperar que saíssem outras barbaridades da boca desse ex-maoísta...

      Eliminar
  5. DEPORTAR ALOGENOS E IMPEDIR QUE ELES GEREM MAIS MESTIÇOS DECAIDOS VIA SANGUE DELES IRIA REDUZIR TANTO DETROITS QUE MUITO DESSA PENA SERIA DESNECESSARIA MAS SÓ QUEREM IR NAS BORDAS SEM IR NO NUCLEO DO PROBLEMA

    ResponderEliminar
  6. + FRONTEIRAS FECHADAS E + DEPORTAÇÕES = - KALERGI = - DETROITS

    ResponderEliminar
  7. Caro JJHN, mas isso de condenar os "traidores" á pena de morte, não é a mesma coisa que, fazer igual ou pior que os revolucionários marxistas e leninistas e mais o kaetano faziam ?!?
    Eu pessoalmente não sou a favor de tirar a vida a um outro ser "semelhante", pois porque o problema de condenar alguém sem prova de inocência e etc..pode ser muito injusto, mas também é verdade, que há criminosos que não sentem remorsos e não teem sentimentos de culpa, seria pois então muito perigoso deixar mafiosos poderosos á solta .
    A melhor solução para condenar os inimigos das nações e da alta finança, é a mesma como se condena um serial kiler cá em Portugal.

    Prá cadeia junto dos homicidas, pedófilos e etc .. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. «Caro JJHN, mas isso de condenar os "traidores" á pena de morte, não é a mesma coisa que, fazer igual ou pior que os revolucionários marxistas e leninistas e mais o kaetano faziam ?!?»

      Caro Ivan, depende, os revolucionários marxistas matavam tudo e todos. Essa gente era mesmo psicopata, o mesmo aplica-se aos nazis que no fundo mais não foram do que um ramo distorcido do Marxismo, fundido com o Nacionalismo alemão.

      Eu nem sou a favor da pena de morte para homicídios simples. Apenas defendo a pena de morte para casos especiais e no caso da corrupção na política, crimes de lesa-Pátria, traição à Pátria e tráfico de influências.

      O que eu proponho é que a lei seja reescrita de forma a permitir que cirurgicamente nós possamos perseguir e condenar aqueles que se querem aproveitar da sociedade e da inocência e bondade do povo, de forma a aprofundarem os seus objectivos sinistros.

      Eu já o disse e repito: sou pela Liberdade de expressão, mas tem de existir alguns limites, pois há gente com muito dinheiro neste Mundo que se aproveita da tal "Liberdade de expressão", com o intuito de manipular a opinião pública a seu belo prazer.

      O Ivan Baptista veja o quão venenosa tem sido a propaganda dos tais "europeístas". Essa gente meteu na cabeça do povo através da propaganda que divulgam nos grandes media, que a União Europeia é algo "irreversível" e que "tem de ser", pois nas palavras de muita gente da elite, "não existe alternativa"...

      O Ivan propõe que se meta esta gente na cadeia? E acha que isso vai resolver o problema? Não acredito, pois essas pessoas são muito poderosas e a conspiração está-lhes no sangue. Para além disto tudo, esta gente destruiu milhões de vidas e já matou incontáveis inocentes. Veja toda a guerra que estas bestas do Mundialismo têm arranjado no Médio Oriente e todo o desemprego que hoje existe na UE, por causa do maldito Euro.

      Eu não quero que a pena de morte seja aplicada a casos de homicídio simples, do género "marido matou amante da mulher". Mas quero que a pena de morte seja aplicada a crimes especiais e de gravidade excepcional, onde fique provado que as acções de determinado indivíduo foram não só cometidas com dolo, mas sabendo que iriam afectar negativamente a vida de milhares ou milhões de cidadãos.

      Quem não quiser ser condenado à morte tem uma solução simples: se forem para a política, basta não serem corruptos e não lhes irá acontecer nada! Se não sabem comportar-se devidamente, então não se metam na política, isto parece-me óbvio...

      Eliminar
  8. "Legislar neste sentido é o que basta para se acabar de uma vez por todas não só com os partidos marxistas que são por definição ideológica inimigos das nações, mas com a própria escumalha internacionalista que está infiltrada no seio da alta finança e dos grandes grupos económicos. "


    Caro JJHN


    Aproveito para relembrar que em 1973, Pinochet despachou muitos esquerdistas, salvou a economia chilena promovendo muitas reformas estruturais idealizadas pelos "Chicago boys" e passadas algumas décadas a esquerda voltou ao poder.

    O que é preciso é desmantelar as bases de sustentação da esquerda, e apenas depende da vontade política.

    Aí vai a lista actualizada:


    Abolição do salário mínimo
    Liberalização dos despedimentos
    Abolição dos descontos
    Pagamento do verdadeiro custo da água e energia pelo utilizador
    Pagamento do verdadeiro custo de educação e saúde pelo utilizador
    Liberalização (facilitação, desregulamentação) do acesso às profissões liberais
    Liberalização das rendas
    Sujeição a IRC a todas as pessoas colectivas
    Simplificação do IRS com sujeição individual, taxa única, sem deduções e abatimentos
    Taxa única no Iva
    Desmantelar o sistema escolar com o e-learning
    Varrer a função pública
    Extinção das juntas de freguesia
    Redução do número de deputados
    ...
    ...
    ...

    ...


    Em relação à alta finança ou grandes grupos económicos, são apenas negócios, o objectivo de qualquer empresa é obter a maior quota de mercado e rentabilidade possíveis.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Pinochet não é exemplo para ninguém. Esse tipo foi um corrupto de primeira, para além de ser um lacaio dos americanos:

      http://www.washingtonpost.com/wp-dyn/articles/A48370-2005Feb23.html

      Eliminar
    2. Caro JJHN


      Refiro-me apenas à economia, A corrupção não é para aqui chamada.

      O principal legado de Pinochet foi o da liberalização económica, ainda antes de Reagan e Thatcher.

      Quanto a ser lacaio dos americanos, é outra irrelevância, não havia outra alternativa, 1973 era em plena Guerra Fria, ou escolhia-se ser aliado dos americanos ou aliado dos soviéticos. Allende era marxista e promovia a pobreza, miséria e fome pelo Chile.

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...