domingo, 26 de junho de 2016

O Conceito de "Democracia" da Intelligentsia Cosmopolita Que nos Conspurca a Pátria




Desde que o povo britânico optou num referendo legítimo e democrático por sair da apócrifa União Europeia, a intelligentsia cosmopolita que nos conspurca a Pátria, ainda não parou de lançar peças de propaganda, atrás de peças de propaganda com vista a não só denegrirem os apoiantes do Brexit, mas também para lamentarem o resultado do referendo. Como não podia deixar de ser, para estes grandes filhos de putas que não têm mesmo outro nome e com o devido respeito pelas verdadeiras putas, qualquer pessoa que apoie o Brexit e que seja contra a União Europeia, é prontamente rotulada como sendo de "extrema-direita" ou "populista", entre todo um conjunto de outros adjectivos pejorativos que visam apenas atacar e lançar insídias contra os defensores das pátrias.

Mas não adianta. Por mais que ladrem e chorem, por mais dinheiro que a elite mundialista injecte em propaganda, por mais operações de bandeira falsa e tentativas de fraude eleitoral que levem a cabo, a festa para essa gente acabou-se e acabou-se de uma vez por todas! A União Europeia ao que tudo indica, está neste momento ferida de morte e é agora apenas uma questão de tempo até se começar a desintegrar por completo, por via de um efeito dominó que será imparável. 

Para que vejam por vós mesmos o ponto baixo a que descem os "democratas" abrilinos "de trazer por casa" que temos em Portugal, deixo-vos aqui estas pérolas que são bem ilustrativas da massa imunda de que estes hipócritas e vendidos são feitos:

[«Para muitos, a retórica do Leave podia ser simplificada como “queremos o nosso país de volta, só para nós, sem estrangeiros, sem gente castanha, e estamos furiosos com quem não é ou pensa como nós”.» - Lucy Pepper no Observador da "direitinha". 

É isso mesmo, foi mesmo por isso e só por isso, porque os eurocratas de Bruxelas, Estrasburgo e afins são todos gente muito bem-intencionada que só quer o nosso bem, hãã! 

«O Reino Unido decidiu sobre matéria constitutiva em função de factores emocionais e circunstanciais. Por isso, não seria surpreendente que o referendo se repetisse daqui a uns meses. Vai uma aposta?» - Alexandre Homem Cristo, no Observador da "direitinha". 

Tradução: o Alexandre Homem Cristo, como bom cosmopolita que é, não gostou do resultado do processo democrático! Então, como bom "democrata" que é, decidiu determinar que tudo aconteceu "em função de factores emocionais e circunstanciais" (sem especificar quais, evidentemente!) e que é preciso repetir o referendo até se obter o resultado que ele, como ser humano bem-pensante e superior à ralé "populista", entende ser o único aceitável! 

«O populismo venceu. As violentas ondas de choque financeiro, provocadas pelo voto do Reino Unido pela saída da UE, colocam a Europa perante o sério risco de enfrentar uma nova recessão.» - Helena Garrido, no Observador da "direitinha".  

Esta vai ainda mais longe do que o AHC, vaticinando o apocalipse económico! Mas depois os apoiantes do Brexit é que "apelam ao medo"! «Ai, eu sei melhor do que esta ralé "populista"! Se ao menos as pessoas fossem tão instruídas e clarividentes como eu!» É o que dá dar o voto ao povo, não é Helena? O voto é só para a gente esperta como tu!

«O referendo britânico talvez tenha mudado a Europa e o mundo. Mas é importante lembrar que começou como um truque de David Cameron para travar o UKIP. Para evitar uma inundação, deitou fogo à casa.» - Rui Ramos, no Observador da "direitinha". 

Resta saber porque é que foi preciso travar o UKIP, ò "esperto"!!! Apeteceu-lhe, simplesmente, não foi? Enfim... 

«O Reino Unido irá descobrir que a verdadeira causa dos seus problemas e ansiedades não é a Europa mas a incapacidade da sua democracia nacional em adaptar-se a um mundo interdependente.» - Miguel Poiares Maduro, no Observador da "direitinha".






Não admira pois, que Portugal esteja tão mal, caros leitores. Estas pessoas, cujos comentários transcrevi, são típicos representantes da nossa "elite" intelectual. Uma corja altiva, pedante, com tiques narcisistas e completamente desfasada da realidade, que só consegue insultar os adversários enquanto repete chavões e lugares-comuns gastos que já só convencem os parvos! A reacção raivosa desta escumalha impotente, mais do que a sua posição ideológica em si, é por demais sintomática daquilo com que estamos a lidar, caros leitores: lixo, puro lixo! "Gente" que apregoa constantemente as virtudes e os valores da Democracia, mas depois faz birrinha quando a Democracia não conduz aos resultados do seu agrado. Enquanto esta gente mandar no nosso país, Portugal não irá a lado nenhum. É por isso que é preciso correr com esta "gente" de uma vez por todas, caros leitores! É preciso escolher precisamente a alternativa que ela mais teme, o Nacionalismo.»]

João José Horta Nobre
26 de Junho de 2016


18 comentários:

  1. Os nacionalismos milenares dos diversos países jamais permitirão a captura da sua soberania, Não o consentiram a Hitler, nem a Staline. Quanto maior for a agressão maior será a reacção nacionalista. Hitler liderou uma aterradora OCUPAÇÃO MILITAR e teve uma devastadora reacção que o derrotou ao fim de “apenas” 3 anos. A actual tentativa de aprisionamento das soberanias europeias, por serem mais “suaves”, sofisticadas e usarem “inteligentes” armas manipuladoras, são mais difíceis e morosas de derrotar, mas têm igualmente o fim anunciado, logo que os povos sintam a sua soberania aprisionada, novos lideres se erguerão para resgatar essa independência. Mas os sanguinários e implacáveis “Mercados” neo-liberais venderão caro a derrota, não tenhamos dúvidas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. «Mas os sanguinários e implacáveis “Mercados” neo-liberais venderão caro a derrota, não tenhamos dúvidas.»

      O problema não são os "mercados" em si, mas quem está por detrás dos mesmos e continuamente os manipula a seu belo prazer. No limite, isto pode mesmo acabar muito mal:

      http://historiamaximus.blogspot.pt/2016/06/o-que-pode-acontecer-se-superclasse.html

      Eliminar
    2. Hitler invadiu apenas os paises que estavam sob o julgo das potencias que declararam guerra a alemanha .

      Eliminar
    3. alias ,muito destes paises os alemaes foram recebidos como salvadores .

      Eliminar
    4. «Hitler invadiu apenas os paises que estavam sob o julgo das potencias que declararam guerra a alemanha .»

      Pode-me mostrar a declaração de guerra da Polónia ou da França à Alemanha?

      Eu não digo que os alemães não tivessem sido provocados, mas você não vê que o Hitler foi financiado e armado de propósito pela elite mundialista, de forma a criar propositadamente uma grande guerra na Europa?

      Não percebe que isto foi tudo um plano concertado? Hitler foi uma marioneta involuntária da Superclasse Mundialista.

      Eliminar
  2. Acho que o João José tem vindo a aprimorar-se :)
    Não posso estar mais de acordo com os últimos posts.
    A trampa esquerdista interpreta tão bem a vontade popular que já nem precisa de povo para opinar.
    Em Portugal, este lixo saído de Chapitôs e toda a comunada e xuxaria tem palco porque não há uma direita corajosa. Toda a soldadesca do PSD/CDS saiu do mesmo ovo da serpente, a abrilada.
    Nunca estes partidos mais moderados têm coragem para expor as aldrabices e vigarices da amálgama de esquerda. A cobardia é a sua marca d'água.
    Como têm campo livre, os esquerdopatas ocupam todo o espaço comunicacional. Os jornaleiros escrevem uns para os outros. Pouco importa o que os portugueses pensam ou querem. A maralha de Abril caga-se para o povo tal qual o merdas que preside à AR se caga para o segredo de Justiça e para a própria Justiça.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado pelo elogio. Eu faço o que posso e até já faço demais, tendo em conta o pouco tempo de que disponho...

      Eliminar
  3. Tanta tolice! Inglaterra escolheu a independência, uma escolha feliz. Talvez outros países europeus lhe sigam os passos e que um dia recuperemos também a nossa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A UE vai rebentar de uma forma ou de outra, quer as elites mundialistas queiram ou não. Isto está condenado e já não se trata de uma questão de "se", mas apenas uma questão de "quando".

      Eliminar
  4. por falar em democracia e independência http://economico.sapo.pt/noticias/marcelo-referendo-em-portugal-e-uma-questao-que-nao-se-poe_252970.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Bilder já sabe como é que é com esses palhacitos. Essa gente não tem emenda possível e só quando o barco já estiver mesmo a ir ao fundo, nessa altura é que eu aposto que alguns se vão armar em grandes patriotas da tanga e fazer de conta que sempre defendera o País, quando na realidade passaram os últimos quarenta anos a viver à custa do mesmo. A hipocrisia dessa gente não tem limites.

      Eliminar
    2. http://www.cmjornal.xl.pt/opiniao/colunistas/francisco_moita_flores/detalhe/o_circo_dos_parasitas.html Sempre na mouche sem politicamente correcto nem hipocrisia,grande Moita Flores.

      Eliminar
    3. Mas mesmo assim ele falha o alvo. Denuncia e bem a corrupção, mas não expõe como a UE é uma experiência de laboratório engendrada pela superclasse mundialista, com vista a testar métodos de controlo e engenharia social, na senda de preparar o caminho para um futuro governo mundial totalitário.

      Eliminar
  5. O que eles querem é isto, sem tirar nem pôr:

    http://o-tradicionalista.blogspot.pt/2016/06/que-ontem-possa-ter-sido-o-inicio-da.html

    ResponderEliminar
  6. Respostas
    1. Eu quando vejo um texto com informação que acho pertinente, tento sempre divulgá-lo. Infelizmente só não tenho é tempo de divulgar tudo o que considero pertinente... Vou selecionado e escolhendo as prioridades conforme as circunstâncias.

      Eliminar
  7. Falta ai o Miguel Esteves Cardoso do Publico :

    https://www.publico.pt/mundo/noticia/o-reino-desunido-1736244


    «O problema não são os "mercados" em si, mas quem está por detrás dos mesmos e continuamente os manipula a seu belo prazer»

    E por detrás disso tudo, quem são ? Judeus, Sauditas, Chineses ? Europeus é que não sei se o são na sua maioria !

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...