sexta-feira, 29 de julho de 2016

Alguém Ainda Tem Dúvidas Sobre de Que Lado Está a Igreja?



«Papa Francisco na Polónia: “Destruam muros, vedações e redes”»


Ainda bem que o Papa Francisco revela o valente filho da puta que ele é e mostra ao Mundo de que lado a Igreja está realmente. Só dão razão a tudo o que eu tenho escrito sobre eles e isto não é para me gabar, mas mais uma vez se confirma como eu por norma não falho os alvos contra os quais disparo. É que não tenham mesmo dúvidas, o Bergogolio e o bando de filo-semitas instalados no Vaticano querem destruir a Europa, querem arrasar-nos e entregar-nos nos braços do Mundialismo apátrida, de onde naturalmente só poderá resultar o caos, a guerra e a morte, que beneficiarão única e exclusivamente a Superclasse Mundialista. O objectivo final disto tudo é construir um governo mundial totalitário e a Igreja está hoje, como quase sempre esteve, completamente comprometida com tal projecto.

O Papa e a Igreja declararam guerra às nações e a resposta adequada que todos os patriotas devem de dar ao Vaticano é mandar o mesmo para o inferno. Guerra total à Igreja! Quem nos quer destruir deve ficar a saber que no fim, quando toda esta loucura terminar, serão esses a ser destruídos e isto vale para todos os filo-semitas do Vaticano e todos os traidores que os apoiam. O governo Italiano deve mesmo de rasgar em pedaços o Tratado de Latrão assinado por Mussolini, anexar o Vaticano, encerrar todas as igrejas e declarar a Igreja Católica como inimiga do povo italiano. Eu bem sei que isto por ora não vai acontecer, mas com a Europa actualmente a resvalar a todo o gás para a guerra civil, será inevitável que as forças nacionalistas, mas tarde ou mais cedo, tenham de "tratar da saúde" à Igreja, que claramente não passa de uma agência de propaganda do Mundialismo apátrida.

A Igreja vai pagá-las muito caro, podem ter a certeza disso, e a padralhada filo-semita pode também ficar certa de que eu e muitos outros não nos vamos esquecer de tudo o que nos estão a fazer. Gravem bem isto para memória futura.

João José Horta Nobre
29 de Julho de 2016

16 comentários:

  1. "Que o historiador não ouse dizer uma mentira e nem esconder uma virtude"

    João, para um historiador ser verdadeiro deve ele se desapegar de qualquer interesse pessoal e para não esconder nenhuma virtude deve o historiador saber a essência do significado do que é VIRTUDE, ou seja, deve ser um Cristo, perfeito e sem mácula em sua personalidade, por isso ter pergunto:

    João tu tens essas qualidades?

    Respondo: tem não, portanto és um mentiroso e um desvirtuado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. «Respondo: tem não, portanto és um mentiroso e um desvirtuado.»

      Muito obrigado pelo elogio!

      Eliminar
  2. O actual governo italiano(socialista,liberal e multi-coiso) é parte da mesma "cabala" globalista,a qual como sabemos é promovida pela internacional socialista por um lado e pela internacional capitalista por outro(que são claramente faces do mesmo monstro).

    ResponderEliminar
  3. http://pt.blastingnews.com/europa/2016/03/isto-e-uma-invasao-arabe-diz-o-papa-00826177.html pela boca do dito cujo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim ele reconhece que é uma invasão árabe e quais são as soluções que propõe? Abrir fronteiras e derrubar muros e vedações? O Papa é claramente lunático em estado avançado...

      Eliminar
  4. Caro João anticatólico.

    Não é novidade que o Papa e uma boa parte do clero da Santa Sé estão do lado da Nova Ordem Mundial.

    Vou repetir. O Santa Sé está dividida entre o clero progressista e o clero conservador.

    Portanto, quando generaliza os acontecimentos do mundo católico você está sendo injusto.

    Segue um link para provar o que escrevemos.

    https://youtu.be/Pt7gJtY7PZc

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. «Vou repetir. O Santa Sé está dividida entre o clero progressista e o clero conservador.»

      Eu sei disso. Mas a desproporção é de tal forma gigantesca, que o lado conservador hoje reduz-se a uns meros 2% ou 3% do clero...

      Esse link para "provar" contém o discurso de um homem que morreu há mais de vinte anos...

      Eliminar
    2. Sinceramente eu não sei como vc chegou nessa porcentagem.

      Que a Santa Sé está dominada pelo clero progressista não é novidade.

      Não faz diferença se ele está vivo ou morto. Poderia indicar vários que seguem a mesma linha.

      Só não posso concordar quando vc generaliza.



      Eliminar
    3. «Sinceramente eu não sei como vc chegou nessa porcentagem.»

      É um estimativa minha, feita de cabeça. Mas eu acredito nesses números, porque até hoje ainda não encontrei um único padre desses tais "conservadores" que refere, o que indica que o número deve ser mesmo muito pequeno.


      «Só não posso concordar quando vc generaliza.»

      Sabe porque é que eu generalizo? Porque em qualquer estudo a conclusão costuma ser ditada pela norma e não pela excepção. Se a maioria do clero é "progressista", então de facto, a Igreja está maioritariamente tomada por progressistas. Isto parece-me lógico...

      Eliminar
    4. Quando generaliza vc não está sendo justo.

      Seria ridículo ficar aqui postando links a cada comentário para provar a existência desse clero ou desses católicos conservadores.

      Essa tua lógica é um "chutômetro" de um desavisado.

      Ignoras o que há de verdadeiro.

      Basta seguir os vídeos do Instituto Plínio Correia de Oliveira e o site Montfort.







      Eliminar
  5. Caro JJHN

    Há 2000 anos atrás, Pedro também baptizou o centurião Cornélio, romano, supostamente hostil aos cristãos.

    Lamento que JJHN tenha uma percepção literal das palavras do Papa Francisco e depois projecte isso como sendo um ataque às nações tentando fazer do nacionalismo uma vítima, ou, se calhar não tem essa percepção literal e faça esse aproveitamento.

    A missão da Igreja é continuar a evangelização.

    Em relação aos pseudo-refugiados quem detém o verdadeiro poder para os deixar entrar ou expulsar é o poder político (eleito pelos eleitores).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Percepção literal? Então por favro explique-me lá o que é que o Papa Francisco quer dizer quando diz explicitamente para "destruir muros, vedações ou redes”?

      Ou quando ele diz para que se acolham "aqueles que vêm de outras culturas, outros povos, e até aqueles de quem temos medo porque pensamos que nos podem fazer mal"?

      O Arquivista vai-me dizer que isto não é um apelo directo à abertura total de fronteiras para deixar entrar as tais hordas de "refugiados" que já começaram a matar e estuprar a torto e a direito?

      O Arquivista acaso toma-me por idiota?!?

      Eliminar
    2. http://observador.pt/2016/07/29/papa-francisco-na-polonia-destruam-muros-vedacoes-e-redes/

      "o Papa insistiu: “lancem-se na aventura de construir pontes e destruir muros, vedações ou redes”."

      "A mensagem principal foi dirigida aos jovens, participantes nas Jornadas Mundiais da Juventude. O Papa pediu aos jovens que se oponham à inércia de dizer “nada se pode mudar”. "

      Caro JJHN

      Não vejo nenhum apelo à destruição física de muros, vedações ou redes, há sim um apelo à evangelização, transmitir a palavra de Cristo, é a isto que se chama de construir pontes.

      As Jornadas Mundiais da Juventude são encontros de jovens cristãos instituídas e promovidas pela Igreja para divulgação da mensagem e convívio entre os católicos nas quais geralmente os Papas aproveitam para reforçar o apelo à mobilização dos jovens.


      Caro JJHN, Cristo disse-nos que devemos ser bons uns para os outros, nunca disse para sermos "bonzinhos", ou seja, estúpidos.

      De qualquer maneira, apesar do caro JJHN não se considerar católico, foi criado no seio duma sociedade católica senão mesmo duma família católica, deve ter frequentado a catequese enquanto jovem, devia estar ciente de que transmitir a mensagem de Cristo é a missão da Igreja.

      Neste contexto que "acolher" significa acolher, amparar, dentro da palavra de Cristo.

      Outra coisa que o caro JJHN deve estar ciente é saber separar os títulos dos artigos jornalísticos do próprio artigo em si.

      "Papa Francisco na Polónia: “Destruam muros, vedações e redes”"

      é bem diferente de

      "...o Papa insistiu: “lancem-se na aventura de construir pontes e destruir muros, vedações ou redes”."


      O caro JJHN sabe perfeitamente que os pseudo-refugiados entraram pelo seu próprio pé e foram os governos que não só os deixaram entrar como os ajudam a chegar em segurança através de acções de salvamento efectuadas por militares.

      Eliminar
    3. «Não vejo nenhum apelo à destruição física de muros, vedações ou redes, há sim um apelo à evangelização, transmitir a palavra de Cristo, é a isto que se chama de construir pontes.»

      https://www.youtube.com/watch?v=TXZv9DDCBYw

      https://www.youtube.com/watch?v=p-YXOT0HtCE

      «De qualquer maneira, apesar do caro JJHN não se considerar católico, foi criado no seio duma sociedade católica senão mesmo duma família católica, deve ter frequentado a catequese enquanto jovem, devia estar ciente de que transmitir a mensagem de Cristo é a missão da Igreja.»

      Para lhe ser sincero, quanto à sociedade, vejo muito pouco catolicismo no seio da mesma e como passei a minha infância nos Estados Unidos, um País de larga influência protestante, nunca tive grandes referências católicas.

      Fui baptizado sim e quanto à minha família, apenas a minha mãe é que é católica e vai quase sempre à missa, pois o meu pai nunca ligou grande coisa à religião. Andei na catequese até aos 15 anos e muito sinceramente, aquilo era mais para passar o tempo, do que outra coisa qualquer. Ora, uma vez que nunca consegui acreditar em Cristo, mesmo por uma questão de simplesmente não acreditar, decidi que já bastava de hipocrisia e renunciei ao Cristianismo.

      Posteriormente, à medida que fui aprofundando os meus conhecimentos sobre a história do Cristianismo e a sua expansão, comecei a gostar cada vez menos desse credo e actualmente vejo-o mesmo com um invasor. O Cristianismo é uma coisa de semitas, não é a religião de Viriato, César ou qualquer um dos grandes vultos da antiguidade. Não é a religião do verdadeiro espírito europeu.

      «Neste contexto que "acolher" significa acolher, amparar, dentro da palavra de Cristo.»

      Podia significar isso, mas não significa isso, porque o Papa sabe perfeitamente bem o que está a dizer e não o diz ao acaso, mas num timing em que bate tudo certo. Com uma autêntica invasão islamo-africana a entrar pelas portas da Europa adentro, é de uma grande irresponsabilidade um Papa vir falar nesses termos. Ele sabe muito bem o que está a fazer e a dizer.

      «O caro JJHN sabe perfeitamente que os pseudo-refugiados entraram pelo seu próprio pé e foram os governos que não só os deixaram entrar como os ajudam a chegar em segurança através de acções de salvamento efectuadas por militares.»

      Pois é, e perante isso tudo, acha que é uma atitude responsável da parte do Vaticano, vir falar nos termos em que anda falar e fazer as declarações que anda a fazer?

      Eliminar
  6. check http://conspiratio3.blogspot.pt/2013/04/os-jesuitas-e-o-movimento.html

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...