quinta-feira, 28 de julho de 2016

O Papa Vai Visitar Auschwitz e Como é Óbvio, Vai Continuar a Alinhar Nas Mentiras dos Supremacistas Judeus




Já agora o Bergoglio podia também aproveitar para perguntar aos representantes da comunidade judaica quem foram os banqueiros que meteram o dinheiro nas mãos de Hitler, de forma a que este reconstruisse propositadamente as Forças Armadas Alemãs na década de 1930. Sejamos sinceros e racionais, alguém acredita seriamente que isto tudo foi apenas um "mero acaso"? Está mais do que provado que a Alemanha Nazi foi desde o início apoiada por sionistas e manteve amplas relações com o movimento sionista. Hitler não passou de uma marioneta nas mãos dos supremacistas judeus que o utilizaram (e financiaram...) propositadamente para não só provocar uma guerra gigantesca na Europa, mas para também forçar a criação do Estado de Israel, por via do sacrifício dos tais "seis milhões" de judeus que alegadamente morreram durante o holocausto. 

Sim, é provável que o número de judeus mortos pelo Terceiro Reich seja de quase seis milhões ou até superior a seis milhões. Mas os supremacistas judeus, através do imenso poder financeiro que possuem e por consequência do mesmo, da larga influência que exercem nos media e na política, manipularam a história oficial de forma a que o número de vítimas do holocausto seja mesmo e só "seis milhões", pois o "seis" é um número simbólico na mitologia judaica. Já repararam na obsessão dos judeus com o número seis? A Estrela de Seis Pontas, a Guerra dos Seis Dias, os seis milhões de mortos durante o holocausto, a criação do universo em seis dias, etc... Os judeus têm uma clara fixação pelo número seis, assim como o número da besta para os cristãos é o 666. Mas o Bergoglio quer lá saber disto tudo para alguma coisa? Desde que haja sorrisos e as sessões de fotografias sejam bonitas, isso é o que interessa para o Bergoglio e os seus amigos da Goldman Sachs.

João José Horta Nobre
28 de Julho de 2016
 

27 comentários:

  1. Em vez de pessoas, o Hitler devia era de ter enviado todas as cópias do Talmude, da Bíblia e do Alcorão para os fornos de Auschwitz.

    Queimem esse lixo religioso dos semitas antes que ele nos queime a nós!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas é que não tenha a mínima dúvida de que Hitler teria até feito um favor à Humanidade, se tivesse queimado esses livros religiosos cheios de mentiras judaicas.

      As fantasias delirantes contidas no Talmude, na Bíblia e no Alcorão, já mataram muita gente e são claramente responsáveis por uma larga parte dos problemas que temos hoje no Mundo. A religião não é apenas o ópio do povo como Marx dizia, ela é pior do que isso, é um instrumento de domínio utilizado pela superclasse mundialista, de forma a lançar os povos da terra uns contra os outros, tudo com base em crenças fantásticas sobre tretas que não têm a mínima lógica racional.

      Eliminar
  2. Sinceramente,
    Não acredito que li esta teoria da conspiração.
    Que judeus foram dizimados, acredito, mas que o intuito era criar o Estado de Israel, sinceramente.
    Pensei que era apenas os sul-americanos que acreditavam nessas conspirações.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também não acreditei nesta "teoria da conspiração" da primeira vez que a ouvi. É normal, você foi formatado por décadas de mentiras e distorções da história que são diariamente passadas nos media e ensinadas nas escolas e universidades, onde à semelhança do que acontece nos regimes totalitários, são elevadas ao estatuto de "verdade oficial".

      Como dizia Fernando Pessoa: "Primeiro estranha-se, depois entranha-se".

      Eliminar
  3. Eu só comento em forma de link www.sionrevelation.blogspot.com

    ResponderEliminar
  4. E este https://a4guerramundial.blogspot.pt/2016/07/blog-post.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A ADL é um quisto sebáceo que já deveria de ter sido ilegalizada há muito. O que vale é que cada vez menos pessoas prestam atenção ao que esses idiotas dizem.

      http://en.metapedia.org/wiki/Anti-Defamation_League

      Eliminar
  5. "Já agora o Bergoglio podia também aproveitar para perguntar aos representantes da comunidade judaica quem foram os banqueiros que meteram o dinheiro nas mãos de Hitler, de forma a que este reconstruisse propositadamente as Forças Armadas Alemãs na década de 1930."

    Caro JJHN

    Até acho que é preciso ir mais longe, é preciso saber quem eram os depositantes que depositaram o dinheiro nesses bancos controlados pelos tais banqueiros.

    Assim como hoje em dia também é preciso saber quem são os depositantes que depositam dinheiro nos bancos que financiam o António Costa, o Obama, o Hollande e todos os demais esquerdalhos. Até há ordinários que financiam directamente (sem depositar nos bancos) esses esquerdalhos comprando dívida pública através de certificados de aforro, certificados de tesouro, etc.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. «Até acho que é preciso ir mais longe, é preciso saber quem eram os depositantes que depositaram o dinheiro nesses bancos controlados pelos tais banqueiros.»

      https://www.voltairenet.org/IMG/pdf/Sutton_Wall_Street_and_Hitler.pdf

      Eliminar
    2. «Assim como hoje em dia também é preciso saber quem são os depositantes que depositam dinheiro nos bancos que financiam o António Costa, o Obama, o Hollande e todos os demais esquerdalhos.»

      Concordo totalmente!

      O Arquivista já pensou também onde é que o Bloco de Esquerda arranja dinheiro? Quem financia esses lunáticos? Isto dá que pensar e muito...

      Eliminar
    3. "O Arquivista já pensou também onde é que o Bloco de Esquerda arranja dinheiro? Quem financia esses lunáticos? Isto dá que pensar e muito..."

      Caro JJHN

      Relembro a lista actualizada de reformas estruturais:


      Abolição do salário mínimo
      Liberalização dos despedimentos
      Abolição dos descontos
      Pagamento do verdadeiro custo da água e energia pelo utilizador
      Pagamento do verdadeiro custo de educação e saúde pelo utilizador
      Liberalização (facilitação, desregulamentação) do acesso às profissões liberais
      Liberalização das rendas
      Sujeição a IRC a todas as pessoas colectivas
      Simplificação do IRS com sujeição individual, taxa única, sem deduções e abatimentos
      Taxa única no Iva
      Desmantelar o sistema escolar com o e-learning
      Varrer a função pública
      Extinção das juntas de freguesia
      Redução do número de deputados
      ...
      ...
      ...

      ...


      Está lá,

      a sujeição a IRC de todas as pessoas colectivas,

      ou seja, implica sujeitar a IRC associações, fundações e outros similares.

      Sendo que os partidos são associações políticas ficariam sujeitos a IRC, assim como milhares de associações, fundações que praticamente só existem para aproveitar os benefícios fiscais e subsídios estatais e municipais.

      Como vê, sei perfeitamente quem os financia, directa e indirectamente.

      Mas volto ao mesmo, o grosso do financiamento aos partidos resulta dos votos dos eleitores que lhes garante por lei um subsídio pelo número de votos alcançados.

      Falta vontade política para implementar essas reformas estruturais, ou então, lá teremos de esperar por ainda mais pressão financeira para ajustamentos nessa área.

      Entretanto, quem espera desespera.

      Eliminar
  6. "Todas as ideologias, sejam, religiosas, politicas, pagãs, ateias etc são fundadas sobre a desinformação e o temor de muitos e a esperteza de poucos, inclusive sobre a esperteza do Sr. JJNH"
    Airton Barros-2016

    ResponderEliminar
  7. "Todas as ideologias, sejam, religiosas, politicas, pagãs, ateias etc são fundadas sobre a desinformação e o temor de muitos e a esperteza de poucos, inclusive sobre a esperteza do Sr.JJNH"
    Airton Barros-2016

    ResponderEliminar
  8. "Todas as ideologias, sejam, religiosas, politicas, pagãs, ateias etc são fundadas sobre a desinformação e o temor de muitos e a esperteza de poucos, inclusive sobre a esperteza do Sr. JJNH"-Airton Barros-2016

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A sua conversa é muito engraçada, mas o facto é que você não possui uma única prova empírica que sustente as suas fantasias religiosas.

      Eliminar
    2. João,
      Como tu achas que pode manter este blog?
      Resposta: Sendo esperto, falando sobre coisas estapafúrdias para chamar a atenção e receberes bastantes "clicks".
      Não sei se recebes alguns "euros" por isso, mas que usas de astúcia para manteres teus leitores, isto fazes, usas de esperteza, ou não?

      "A sua conversa é muito engraçada, mas o facto é que você não possui uma única prova empírica que sustente as suas fantasias religiosas."

      Minhas conversas são engraçadas ou minhas críticas tem um "que" de lógica? Pois é, se não fossem sérias você não afirmaria "você não possui uma única prova empírica que sustente as suas fantasias religiosas".

      E você joão, tem alguma prova empírica disto que você afirmou no seu blog? você estava lá em Auschwitz?
      Você este no front de Guerra?
      Você fazia parte do comando nazista para a resolução "do problema judeu"?

      Você entrevistou o líder sionista que arquitetou toda esta trama? Não? então João, você não tem nenhum prova material, testemunhal para corroborar suas divagações conspiratórias, tudo que você afirma é apenas "por ouvi dizer".

      Eliminar
    3. Onde estava deus em Auschwitz ?

      Eliminar
    4. «E você joão, tem alguma prova empírica disto que você afirmou no seu blog?»

      http://www.betemunah.org/six.html

      https://www.youtube.com/watch?v=iMjy0FV8i_I

      http://www.ihr.org/jhr/v13/v13n4p29_weber.html

      https://www.voltairenet.org/IMG/pdf/Sutton_Wall_Street_and_Hitler.pdf

      Eliminar
    5. João,
      A prova material mais exuberante dos 4 links que indicas é sobre o numero 6, este sim é factual e verdadeiros como curiosidade, porque é real e é imutável, mas os outros não passa de escritos, escritos, escritos, nada mais. A esquerdalha também tem inúmeros escritos e que valor tem os escritos da esquerdalha?
      Eu quero que você me informe um nome de um grande historiador que foi contemporâneo da 2ª guerra e que tenha escrito sobre essas coisas que você acusa os sionistas, o grande capital e outras mais, tem algum historiador?
      ainda sobre o numero 6, dentro daquele contexto, eu até poderia te revelar muito mais que aquilo lá, mas de que adianta?

      Eliminar
    6. «Eu quero que você me informe um nome de um grande historiador que foi contemporâneo da 2ª guerra e que tenha escrito sobre essas coisas que você acusa os sionistas, o grande capital e outras mais, tem algum historiador?»

      Não é assim que as coisas funcionam. Muito raramente os "grandes historiadores" são contemporâneos dos acontecimentos sobre os quais escrevem. Se o SETAS PARA OS CAMINHOS tem dúvidas, consulte os arquivos por si, faça a sua própria investigação e depois verá.

      Eu acuso o grande capital? Então e de que outra forma se financia a reconstrução de um exército e uma guerra gigantesca, sem ter por detrás a "mão invisível" do grande capital?

      Isto simplesmente parece-me tudo óbvio demais para poder ser sequer negado.

      «ainda sobre o numero 6, dentro daquele contexto, eu até poderia te revelar muito mais que aquilo lá, mas de que adianta?»

      Revele que eu estou curioso.

      Eliminar
    7. Sobre o numero 6, João me desafia com os seguinte:
      "Revele que eu estou curioso."

      Respondo:
      Há, João, que pena que tu só acreditas naquilo, que a priori, os sentidos te impõe.
      Se tivesses condições de usar os teus 5 sentidos para transcender esta "materialidade", talvez eu pudesse te revelar algo mais, mas não estais ainda no nível de entender certas coisas.

      Eliminar
    8. «Se tivesses condições de usar os teus 5 sentidos para transcender esta "materialidade", talvez eu pudesse te revelar algo mais, mas não estais ainda no nível de entender certas coisas.»

      Vá lá, não seja mauzinho...

      Eliminar
    9. Feito criança, João!
      Ironias pueris próprias dos esquerdalhas, sempre com um "inho" para darem um falso sentido de pouca importância a coisas sérias e é por isso que digo que não estais preparado.

      Eliminar
    10. «Ironias pueris próprias dos esquerdalhas, sempre com um "inho" para darem um falso sentido de pouca importância a coisas sérias»

      Olhe que juro que não. Não dou pouca importância a isso, antes pelo contrário, gosto dessa temática porque a acho interessante e como já lhe disse, eu não sou ateu, simplesmente não sou é Cristão porque não acredito que Jesus Cristo era o Messias como os cristãos pretendem. Acredito, isso sim, que Jesus foi um reformador judeu, um sábio revolucionário do seu tempo. Mas nada mais do que isso.

      Eliminar
    11. E alguma vez me declarei cristão? para ti?, alguma vez te pedi para ser cristão?.

      Ora, os católicos também se dizem cristãos e os fatos históricos provam exatamente que nas maioria das vezes esses "cristãos" agiram ao contrário do que pregou Jesus, o Cristo.

      Te peço apenas que faça julgamento dos fatos de modo parcial, sem odiar uma coisa e nem adorar outra, pois os sentimentos em excessos, seja, de alegria ou de tristeza, cegam.

      Foges da mesmice.

      A VERDADE está acima das vontades, paixões e afetações, mas só pode ser enxergada com os olhos da Alma e não com olhos carnais.

      Eliminar
  9. Onde estava deus em Auschwitz ?

    ResponderEliminar
  10. Estava na mente e nos corações de todos aqueles que estavam como algozes e como vítimas, estava na mente e nos corações daqueles que matavam e daqueles que eram mortos, o problema é que nenhum dos lados, quando estavam ou estão em situação de poder conseguem ser humildes para que Deus aflores no coração de cada um.

    Deus nunca esteve fora do mundo e nem das pessoas, porque Deus se manifesta em cada coisa e em cada pessoa, porque "O Reino de Deus está dentro de vós"-Jesus, o Cristo.

    DEUS estava lá, batendo na porta do coração de cada um deles, tantos dos que comandavam como daqueles que eram comandados, mas ninguém deixou ELE entrar e quando pensarão nisso, 6 milhões de judeus e mais tantos milhões de europeus já tinham sucumbido pela morte.

    Mas que saber realmente, por uma ótica de um profissional da psicologia, onde estava Deus? leia "Um psicologo no campo de concentração" de Viktor Frankl.
    Conhece Viktor Frankl? se não, então precisa conhece-lo urgente e através dele, talvez você consiga saber onde estava Deus.
    Digo talvez, porque muita gente não gosta de se tornar adulto e frequentemente se faz de cego.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...