quinta-feira, 8 de setembro de 2016

As Elites Judaicas Reagem Com Fúria à Vitória Nacionalista na Alemanha, Alguém Está Surpreendido?...

Josef Schuster o Presidente do Concelho Central de Judeus na Alemanha. 

«The president of the Central Council of Jews, Josef Schuster, has reacted with anger to the strong showing of the AfD in the regional elections in Mecklenburg-Vorpommern. "The AfD is not an alternative for Germany, but a sign of failure for Germany," he explained on Monday morning in Berlin.
Unfortunately the AfD "have had success of stirring up resentments against minorities and offering words instead of solutions". Apparently many voters do not understand or they do not care that neither in Mecklenburg-Vorpommern nor across the country has the AfD separated itself from the far-right spectrum.
In view of the electoral success of the party, the established parties should engage more strongly with the concerns and problems of the people. At the same time it is pleasing, continued Schuster, that the NPD* will not be represented in the new Mecklenburg-Vorpommern regional parliament. "However for many right-wing extremists the NPD continues to be the basis from which they start their actions. We continue to believe that a ban on the NPD is right and necessary."»

Porque será que o grosso das elites judaicas reagem sempre com fúria de cada vez que um partido nacionalista sobe na percentagem de votos?... Ainda não repararam nisto? As elites judaicas só parecem é estar preocupadas com a ascensão dos nacionalistas que pejorativamente apelidam de "extrema-direita" e/ou "nazis" nos meios de comunicação social por si controlados, mas parecem muito pouco ou nada preocupadas com as restantes forças políticas. 

O motivo para isto tudo é mais do que óbvio. É que os supremacistas judeus dominam nos meios da alta finança e da comunicação social e o controlo destas duas poderosíssimas ferramentas tem sido o suficiente para irem controlando a política naquilo a que chamam de "democracias liberais" desde o fim da Segunda Guerra Mundial. Controlo dos media, do dinheiro e por sua vez, dos partidos políticos, esta é na essência a base de poder dos supremacistas judeus. Por sua vez, os partidos políticos que não prestam vassalagem a esta gente, são sempre tratados como "extremistas" e "radicais" pelos media. A melhor forma de saberem quem são os bons nesta guerra, é verem quem são os partidos mais difamados e atacados pelos grandes media, garanto-vos que quase sempre são exactamente esses que não estão feitos com as elites judaicas e é exactamente por isso que são odiados de morte...

Ora, tudo isto fica seriamente ameaçado se partidos nacionalistas começarem a ganhar poder, pois o Nacionalismo é por definição avesso a que uma dada tribo estrangeira faça o que bem quer e lhe apetece em território alheio. Por outro lado, sendo as elites judaicas largamente favoráveis ao Mundialismo e sendo elas próprias pertencentes à Superclasse Mundialista, é mais do que óbvio que esta gente, mais dia, menos dia, vai chocar de frente e violentamente com os defensores das pátrias. Disto eu já não duvido e acredito mesmo que as coisas podem vir a ficar extremamente feias, pois estamos a lidar com fanáticos em todos os sentidos.

E verdade seja dita, a maioria dos judeus nem sequer têm noção do que realmente andam a fazer as suas elites. Mas uma coisa é certa e inegociável: o poder desta gente, destes psicopatas que têm andado a fomentar guerra e morte por todo o Mundo, desde as elites judaicas às não-judaicas, o poder desta gente tem de ser destruído e arrasado de uma vez por todas. É precisamente por este motivo que eu sou um defensor incondicional da restauração da pena de morte e com efeitos retroactivos, uma vez que é necessário que se castigue exemplarmente os traidores, vendidos e pulhas que nos querem aniquilar na nossa própria terra. E eles que fiquem descansados, prometo-lhes isto, pois nós sabemos quem eles são, somos pacientes, não esquecemos, não perdoamos e não vamos descansar enquanto não tivermos ajustado devidamente todas as contas que temos por ajustar.

Quanto à Merkel, o melhor que essa tem a fazer neste momento se quiser evitar a humilhação da derrota, é cortar os pulsos e na vertical de preferência. 



João José Horta Nobre
8 de Setembro de 2016

11 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. Conforme diz no último parágrafo(vou traduzir): Tendo em conta o avanço eleitoral do NPD os partidos estabelecidos do sistema devem levar mais fortemente em linha de conta os interesses(problemas e preocupações)do povo/eleitorado.----fim de citação-Só esta parte traduzida diz muito sobre o cinismo do dito sistema e de quem o "abençoa".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Rick, não foi o NPD que avançou, mas sim o AfD. O NPD por acaso penso que até caiu para metade dos votos e saiu do parlamento....

      Eliminar
  3. "... os supremacistas judeus dominam nos meios da alta finança e da comunicação social e o controlo destas duas poderosíssimas ferramentas tem sido o suficiente para irem controlando a política naquilo a que chamam de "democracias liberais" ..."

    Caro JJHN


    A solução é simples e óbvia, basta comprar as acções dessas empresas da alta finança e da comunicação social.

    Como vê esses supremacistas judeus têm pés de barro.

    O capitalismo resolve.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aconselho-o a ver isto com atenção:

      https://www.youtube.com/watch?v=Zw9EhjyU3JU

      Eliminar
  4. Os judeus na Europa perceberam que, à medida que o eleitorado começa a ficar farto do islâmicos, começa também a unir os pontos e a perceber quem está escondido nos bastidores.

    É por isso que o Nacionalismo moderno tem obrigatoriamente que falar na islamização, porque uma coisa leva à outra. Infelizmente, os nazionaliztaz são demasiado estúpidos para perceberem isto e é por isso que tiveram de ser afastados dos grandes partidos nacionalistas como a FN, o PVV, os SD, a AfD, etc.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O perigo mesmo são os supremacistas judeus infiltrarem-se nos partidos como a FN e tomarem conta dos mesmos. Essa gente são autênticos lobos em pele de cordeiro. De mansinho vão infiltrando tudo e mais alguma coisa, até conseguirem tomar posições de poder estratégicas e a partir daí, é muito difícil arrancá-los do poder.

      O problema, no fundo e como eu já disse anteriormente, tem a ver com as religiões abraâmicas/semitas. É nessas ideologias que reside a raiz do mal e o resto é conversa. Hitler levou as coisas com os judeus para o campo racial, quando na realidade, o problema judaico é de índole religiosa/cultural e não racial.

      Eliminar
    2. Um certo grau de infiltração é sempre inevitável, caro JJHN. Até porque muitos judeus nem sequer se assumem como tal.

      É por isso que eu entendo que a prioridade dos nacionalistas deve ser ganhar os votos que nos permitam chegar ao poder. Só então poderemos fazer alguma coisa em concreto quanto ao estado do Ocidente. E separar o trigo do joio, i.e. os Nacionalistas dos "Nacionalistas".

      Eliminar
  5. "É nessas ideologias que reside a raiz do mal e o resto é conversa."

    Caro JJHN

    A raiz do mal reside na esquerda e na sua ideia aberrante sobre a Igualdade.

    Contra isto, a melhor maneira de os combater é implementando rapidamente reformas estruturais que iriam contribuir para o desmantelamento das bases de sustentação das bases da esquerda.

    Eis a lista actualizada:

    Abolição do salário mínimo
    Liberalização dos despedimentos
    Abolição dos descontos
    Pagamento do verdadeiro custo da água e energia pelo utilizador
    Pagamento do verdadeiro custo de educação e saúde pelo utilizador
    Liberalização (facilitação, desregulamentação) do acesso às profissões liberais
    Liberalização das rendas
    Sujeição a IRC a todas as pessoas colectivas
    Simplificação do IRS com sujeição individual, taxa única, sem deduções e abatimentos
    Taxa única no Iva
    Desmantelar o sistema escolar com o e-learning
    Varrer a função pública
    Extinção das juntas de freguesia
    Redução do número de deputados
    ...
    ...
    ...

    ...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. «A raiz do mal reside na esquerda e na sua ideia aberrante sobre a Igualdade.»

      Eu só ainda não compreendi foi essa obsessão que uma certa direita tem em atacar a trilogia da "Liberdade, Igualdade e Fraternidade". A mim parece-me óbvio que isso não é para ser levado à letra, sendo antes apenas uma mera referência simbólica.

      Eliminar
    2. Caro JJHN

      A obsessão é dos esquerdistas e pela sua ideia aberrante de Igualdade.

      Como as pessoas são naturalmente diferentes, a Igualdade só poderia ser imposta à força, com sérias restrições à Liberdade, foi isso que aconteceu em todos os regimes comunistas.

      Não poderia haver liberdade de pensamento nem liberdade de expressão, obviamente também não poderia haver liberdade para enriquecer, afinal todos tinham de ser iguais, o máximo que podiam.

      Caídos estes regimes, a natural valorização das diferenças reflecte-se na liberdade de pensamento, de expressão, na capacidade individual de enriquecer, por isso, os mais aptos tendem a conseguir melhores resultados. A Liberdade gera o capitalismo e as diferenças valorizam a sociedade.

      Ora nos regimes democráticos actuais, os esquerdistas, praticamente sem grandes hipóteses de impôr uma "economia de planeamento central", vão impondo (com a aprovação tácita dos eleitores, nunca é por demais sublinhar) igualdades aberrantes por serem mesmo diferentes, desde equiparar casamentos com uniões de facto, direitos para a paneleiragem, direitos para os imigrantes e pseudo-refugiados, imposição de cotas aqui e ali para as mulheres, etc.

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...