terça-feira, 1 de novembro de 2016

As "Causas Fracturantes" São Uma Manobra de Diversão Patrocinada Pela Igreja

O Papa "Rothschild" Francisco sempre em boa e exemplar companhia...


Parece-me cada vez mais óbvio que as tais "causas fracturantes" contra as quais as Igreja se debate na aparência, não passam de uma manobra de diversão para distrair o povo daquilo que é essencial, ou seja, o domínio das nossas pátrias por uma sinistra superclasse mundialista liderada por supremacistas judeus, que a partir das sombras financia e controla os agentes políticos das ditas "democracias" ocidentais. Esta é, em síntese, a verdade que a Igreja tenta esconder a todo o custo, iludindo e distraindo o povo com menoridades como o "casamento gay", o aborto e a eutanásia.

Eu também sou contra aberrações como o casamento gay e principalmente a adopção de crianças por pares de invertidos. O problema é que não há qualquer lógica neste comportamento pseudo-errático[1] da Igreja que obceca com estes temas, enquanto simultaneamente mantém um silêncio quase sepulcral sobre a máfia internacionalista que sequestrou as nações do Ocidente. Quem cala consente e por este mesmo motivo, eu não tenho a mais pequena dúvida de que a Igreja está a operar em conluio e é até totalmente controlada pela Superclasse Mundialista que nos quer fazer a guerra a partir das sombras. 

O Vaticano dispara a nível diário os ataques mais sujos e baixos que se podem imaginar contra os movimentos nacionalistas.[2] Mesmo até aqueles que se dizem "patriotas" enquanto simultaneamente defendem a demoníaca seita cristã, têm sido alvo dos repetidos ataques do Papa e da esmagadora maioria do clero. Reparem que o ódio que a Igreja Católica destila contra as nações é tanto, que a mesma já nem sequer poupa os ditos "nacionalistas" católicos aos seus ataques. Alguém precisa de mais provas de como esta gente é nossa inimiga e conspira com as elites políticas ditas "moderadas" para nos aniquilar? Será necessário ainda mais evidências e demonstrações?!?

Basicamente, a Igreja continua a ser aquilo que sempre foi e aquilo para a qual foi criada de raiz, ou seja, uma agência semita de lavagem cerebral, maquiavelicamente arquitectada para enfraquecer os goyim com conversas lamechas sobre "pacifismo" e "tolerância", entre outras fantasias completamente descabidas num Mundo como o nosso. A Igreja Católica e todas as igrejas protestantes em geral, pretendem preparar os goyim para serem dominados como carneirinhos mansos pela mão invisível da judiaria internacional e dos seus sabujos. Hoje, são as "causas fracturantes" que se utilizam como manobra de diversão, tal como no passado foram as "bruxas" ou outra qualquer parvoíce de que a Igreja entretanto se lembre. Mas a elite maquiavélica que opera nas trevas, essa a Igreja nunca denuncia! Sobre os supremacistas judeus, nem uma palavra que as figuras destacadas da Igreja se atrevem a escrever ou prenunciar!

A Igreja diz estar hoje muito preocupada com os refugiados da Síria, porém, a mesma não se atreve a denunciar o bando de psicopatas e assassinos que provocaram a guerra civil na Síria. Talvez porque fazer tal implicaria apontar o dedo a muitos judeus sediados em Wall Street e Telavive, que foram quem nos bastidores organizou toda a orgia de sangue para começar...

 ________________________________________________

Notas:
[1] À primeira vista o comportamento da Igreja até pode parecer errático, mas uma análise mais profunda da situação facilmente nos demonstra que a Igreja está a agir apenas em conformidade com a vontade dos supremacistas judeus que a controlam e que a fundaram há quase 2000 anos. O objectivo da Igreja era numa primeira fase atacar e destruir o Império Romano por dentro, em conjunto com as religiões nacionais europeias (os ditos "Paganismos" como são vulgarmente conhecidos). Numa segunda fase, a Igreja visava "amaciar" os goyim incutindo-lhes conceitos anti-patrióticos, anti-militaristas e internacionalistas. Por fim, numa terceira fase será implantado um governo mundial totalitário que será em última análise dirigido supremacistas judeus. E depois Israel reinará eternamente sobre as nações...
[2] Eu da minha parte e até agora, tenho respondido à letra a praticamente todos os ataques que o Vaticano e as igrejas protestantes nos lançam.  

João José Horta Nobre
1 de Novembro de 2016
 

Ao contrário do que é muitas vezes dito e repetido, a Igreja Católica já era controlada pela Superclasse Mundialista muito antes do Concílio Vaticano II. O Cristianismo foi criado de raiz para ser mais uma "fórmula salvadora da humanidade", judaica na sua essência e internacionalista na sua prática. Posteriormente e quando o mesmo começou a perder utilidade para a Superclasse Mundialista, surgiram novas "fórmulas salvadoras" como o Socialismo, o Liberalismo, o Anarquismo, o Comunismo, etc... tudo ideologias materialistas que têm a mão dos supremacistas judeus por detrás.

4 comentários:

  1. Nos dias de hoje as religiões que são o pior da humanidade continuam a matar em larga escala sempre em nome de um deus pf acabem com este filme!!!

    ResponderEliminar
  2. O último parágrafo é absolutamente certeiro. Os líderes da Igreja pregam contra os ricos, mas nunca identificam os tais ricos que lucram com a miséria dos outros.

    E em relação às guerras no Médio Oriente é exactamente a mesma coisa: dizem que há guerra, que os cristãos são perseguidos, rezam pelas vítmas e apelam à paz... mas nunca dizem o porquê da guerra, quem é que persegue quem e quem é ganha com tudo no final!

    P.S. Fico contente por ver o HM novamente actualizado. Começava a suspeitar que também ia encerrar este blogue.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Afonso, este blog nunca será encerrado e resistirá sempre contra ventos e marés. Pode é ser destruído um dia por via de algum ataque informático, admito qu há sempre essa possibilidade. Mas encerrá-lo nem pensar! Nunca coloquei, nem coloco sequer tal hipótese.

      Eliminar
  3. "O Vaticano dispara a nível diário os ataques mais sujos e baixos que se podem imaginar contra os movimentos nacionalistas."

    Caro JJHN

    Não há verdadeiramente nenhum movimento nacionalista relevante excepto o francês fruto do trabalho consistente de Le Pen.

    Em Portugal, aquilo está tão mal, tão mal que o programa deve ter sido feito por bloquistas infiltrados.

    As "causas fracturantes" são uma aberração tão grande como aqueles que as defendem.

    Pelos vistos, o caro JJHN ainda não percebeu que todos os males provêm da esquerda e da sua ideologia igualitária, e olhe que por cá ainda é algo soft, na Venezuela há falta de alimentos e outras coisas.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...