terça-feira, 3 de janeiro de 2017

As Monarquias Europeias Têm Andado a "Dormir" Com o Inimigo - Merecem Ser Exterminadas



























Não é o sistema monárquico em si que me afasta dos monárquicos, mas sim, a podridão que grassa no seio das famílias reais europeias. Consultem por vós próprios a quantidade de príncipes, reis e rainhas que já participaram em reuniões do Clube Bilderberg e podereis assim confirmar pessoalmente aquilo de que estou a falar.

Isto mete nojo, aliás, mais do que nojo, é o retrato vivo do estado de putrefacção a que se reduziram as famílias reais da Europa, quais suínos pomposos alimentados a leite e mel. De resto, trata-se apenas do natural resultado de séculos de ligações e misturas de vária ordem entre as famílias reais europeias e os grandes poderes económico-financeiros, dominados pela sinistra "mão invisível" do supremacismo judaico. 

As forças políticas nacionalistas não devem de compactuar com monárquicos ou repúblicanos, antes pelo contrário, devem de se concentrar na prossecução de uma "terceira via" que seja alternativa tanto aos regimes monárquicos, como aos falidos modelos republicanos. Um Rei ou uma Rainha que participa em reuniões de internacionalistas militantes e que se pavoneia em banquetes com membros da Superclasse Mundialista, tudo no meio do mais escandaloso e ofensivo luxo, não é merecível do trono ou da coroa, quando muito, será merecível é de ir parar ao cadafalso, de preferência, com uma coroa de espinhos em cima da cabeça...

João José Horta Nobre
3 de Janeiro de 2017

13 comentários:

  1. Há quem afirme (autores/investigadores que andam há anos/décadas a pesquisar tais matérias,uma pista para pesquisa é "nobreza negra")que há um pacto entre a nobreza/familias reais e os poderes corporativos/financeiros(bilderberg é um dos foruns que comprovam isso)para o objectivo de poder global(deixando para trás os interesses nacionais)e quem não alinhar será eliminado(o caso da familia real russa será o melhor exemplo).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Bilder, o David Icke é uma das melhores fontes para se ler sobre esses temas.

      Eliminar
  2. "trata-se apenas do natural resultado de séculos de ligações e misturas de vária ordem entre as famílias reais europeias e os grandes poderes económico-financeiros, dominados pela sinistra "mão invisível" do supremacismo judaico. "

    Caro JJHN


    Como já mencionei anteriormente, basta-te comprares as acções dos bancos e outras empresas que esses supremacistas judeus detêm para eles deixarem de ter essa influência que mencionas que eles têm.

    E se enriqueceres o suficiente ou chegares a Ministro até te convidam para uma reunião nesse clube Bilderberg.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. «Como já mencionei anteriormente, basta-te comprares as acções dos bancos e outras empresas que esses supremacistas judeus detêm para eles deixarem de ter essa influência que mencionas que eles têm.»

      Sim, é fácil falar, mas o Arquivista sabe tão bem como eu que o "sistema" está blindado de forma a dificultar ao máximo qualquer tentativa de mudança.

      Mais uma vez volto a citar-lhe David Duke:

      https://www.youtube.com/watch?v=pUY7o7pX6vk

      https://www.youtube.com/watch?v=Zw9EhjyU3JU&t=1s

      https://www.youtube.com/watch?v=byCuGXr42M0&t=3728s

      Contra factos não há argumentos e o que o David Duke escreve, é fruto de investigação a fundo, não se trata de especulação ou "teoria da conspiração". Mais uma vez recomendo-lhe a leitura da magnus opum do mesmo:

      http://ia802609.us.archive.org/12/items/JewishSupremacismByDavidDuke/jewish-supremacism-david-duke.pdf

      Eliminar
    2. Caro JJHN


      Isso são meras desculpas para a tua inacção, afinal segundo os teus "posts", os supremacistas judeus começaram a sua acção há séculos.

      Não precisas de alcançar imediatamente os fins a que propões mas podes iniciar as compras de acções desses bancos e empresas o mais rápido possível.

      Como sabes perfeitamente, o capitalismo resolve problemas.

      Eliminar
    3. «Isso são meras desculpas para a tua inacção,»

      Yah, tu não consegues refutar um único argumento apresentado por mim e depois dizes que são "desculpas".

      «afinal segundo os teus "posts", os supremacistas judeus começaram a sua acção há séculos.»

      Não é segundo as minhas fontes, é segundo o que dizem AS FONTES. Se o Arquivista se desse ao trabalho de ler coisas sérias, em lugar de andar a ler lixo produzido pela Escola de Chicago, entre outras luminárias neoliberais, talvez conseguisse entender como o Mundo funciona e não diria tanta asneira junta...

      Eliminar
    4. "Yah, tu não consegues refutar um único argumento apresentado por mim e depois dizes que são "desculpas"."

      Caro JJHN


      Nem abri os links. O que eu quero relevar é que o caro JJHN causaria mais estragos a esses tais supremacistas judeus comprando acções das empresas que eles detêm de bancos e outras empresas em vez de limitar-se ao blog.

      Comprar acções é bastante acessível a qualquer pessoa hoje em dia.

      Eu só leio aquilo que ache que me possa valorizar como pessoa.

      Eliminar
    5. «Nem abri os links.»

      Se o Arquivista não está disposto a ouvir ou ler os argumentos do seu adversário, então eu também não estou disposto a continuar esta conversa consigo.

      «Eu só leio aquilo que ache que me possa valorizar como pessoa.»

      Isso é apenas uma desculpa. Você só lê aquilo que justifica a sua cosmovisão do Mundo.

      Eliminar
    6. Caro JJHN


      Claro que não quer continuar esta conversa, a alta finança ou mesmo a baixa finança para si deve ser chinês.


      Eu devia ter sido mais específico, eu sou mais leitor de livros técnicos porque ajudam-me a perceber ou mesmo solucionar problemas concretos.

      Quando quero perceber contextos prefiro ler sobre História.

      Eliminar
  3. Isso vem ocorrendo desde a fundação dos "iluminados" e da franco loja maçônica na França no século XVIII. A maçonaria para realizar sua destruição do mundo e implantar a falsa liberdade e igualdade, sempre se apoiou nos príncipes e princesas, reis e rainhas, condes e condessas, duques e duquesas e até mesmo alguns cléricos e muitos religiosos protestantes. Não fosse assim não estariam dominando o mundo para Baphomet desde a Revolução Francesa.

    ResponderEliminar
  4. A lógica dos monárquicos é algo deste género: "com a monarquia, os países ficam melhor, porque a elite no poder está a cuidar do que é seu (o Reino) e não apenas da sua carreira política."

    O grande erro nesta forma de "pensar" é que, como o caro JJHN bem observou nesta posta, os monarcas farão tudo o que for preciso para se perpetuarem no poder. Se tiverem de ceder à superclasse mundialista para continuar a ter um trono, fá-lo-ão sem hesitação.

    Os nossos "monárquicos", infelizmente, não me parecem excepção. A corrente dominante entre os nossos PPMs é o minho-timorismo. O Duarte Pio está sempre a falar dos tempos em que "Portugal era grande", numa alusão ao império colonial. O Nuno da Câmara Pereira é outro que gosta muito da africanidade, da lusofonia e dos PALOP...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Bilder nesse aspecto tem razão. Houve uma parte da Nobreza que resistiu aos planos da Nova Ordem Mundial e que por isso mesmo, foi derrubada do poder e até massacrada, como aconteceu à família real russa.

      A Nobreza que resistiu no poder, a chamada "nobreza negra", é a que basicamente "vendeu a alma ao Diabo" e se tornou subserviente ao "sistema", de forma a não poder manter os seus privilégios.

      Eliminar
    2. Correcção: onde se lê "de forma a não poder manter os seus privilégios", deve-se ler, "de forma a manter os seus privilégios".

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...