domingo, 26 de fevereiro de 2017

E Andam os Contribuintes a Sustentar Isto...



«GERMANY: Syrian so-called ‘refugees’ attack security staff with iron bars and knives at refugee home in Staufen»


Durante os últimos dez anos, assistimos na Europa do Sul a um colapso do mercado laboral, que em conjunto com a crise económico-financeira generalizada, resultou em milhões de jovens com a vida suspensa e em muitos casos condenados a viver na casa dos pais até aos quarenta anos, sendo que não trabalham, nem estudam. Chamam a isto a "geração nem nem" e só em Portugal estima-se que existem cerca de 300 000 almas nesta desesperante situação. Atenção, pois este número refere-se a dados oficiais que são sempre manipulados por baixo, de forma a esconder a realidade do povo. Pessoalmente, acredito que o número real de jovens "nem nem" em Portugal, andará por volta dos 500 000. Em Espanha a situação é ainda pior do que a nossa e da Grécia nem vale a pena falar... 

Repare-se que para estes jovens adultos, a UE diz que não tem dinheiro para mais apoios ou incentivos. A UE, que eu há muito denunciei como sendo nada mais do que uma Anti-Europa, não tem dinheiro para ajudar os seus, mas para construir centros de "refugiados" que ultimamente parece que nascem como cogumelos, para isso já não existe falta de dinheiro. Esta "Europa" - que na verdade não passa de uma distopia internacionalista - é um nojo. Um nojo absoluto.

Eu nunca me cansarei de repetir que é necessário julgar e executar as elites criminosas que fazem parte do "sistema" e digo-o em qualquer lugar, sem qualquer problema. A actual classe política portuguesa, a canalha mafiosa dos partidos do assim chamado "arco do poder", está a tentar exterminar o povo português e há mais do que indícios e provas suficientes para que no futuro, esta gente seja toda julgada e condenada à morte por tentativa de genocídio do povo português.

João José Horta Nobre
26 de Fevereiro de 2017
 

6 comentários:

  1. Caro João Nobre
    Este vídeo saiu saiu hoje no youtube.
    Muito interessante, e corrobora muito do que falas.
    Abraços.
    Ramiro Lopes Andrade
    ----------------------------------------

    Publicado a 26/02/2017
    Vídeo proibido pelos ILLUMINATIS e VATICANO, assistam logo antes que eles excluam
    https://www.youtube.com/watch?v=blBbsc5XvsM

    ResponderEliminar
  2. recuso a chamar a este problema "crise de refugiados" é simplesmente uma invasão e o genócidio da raça branca e quem me chamar de maluco das conspirações é porque tem umas palas nos olhos.

    ResponderEliminar
  3. Caro JJHN

    A melhor maneira de combater tudo isto é implementando reformas estruturais que irão ajudar a desmantelar as bases de sustentação da esquerda.

    Eis a lista actualizada:

    Abolição do salário mínimo
    Liberalização dos despedimentos
    Abolição dos descontos
    Pagamento do verdadeiro custo da água e energia pelo utilizador
    Pagamento do verdadeiro custo de educação e saúde pelo utilizador
    Liberalização (facilitação, desregulamentação) do acesso às profissões liberais
    Liberalização das rendas
    Sujeição a IRC a todas as pessoas colectivas
    Simplificação do IRS com sujeição individual, taxa única, sem deduções e abatimentos
    Taxa única no Iva
    Desmantelar o sistema escolar com o e-learning
    Varrer a função pública
    Extinção das juntas de freguesia
    Redução do número de deputados
    ...
    ...
    ...


    ResponderEliminar
  4. Alguém aqui segue o veterans today?o último post diz que não há islamic terrorism.Lol(e eu que lia bastantes posts nesse site até algum tempo atrás,pois denunciam o globalismo e a máfia por trás dele).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma coisa é dizer que o terrorismo islamico é promovido por alguns interesses não declarados(e podemos adivinhar quais),outra é dizer que não existe.

      Eliminar
  5. os interesses não declarados(para além dos ideológos islamicos pois claro)são aqueles que promovem o caos para depois imporem a sua ordem globalista.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...