quinta-feira, 30 de março de 2017

João Semedo e "os Fascistas"

Na imagem acima podem ver João Semedo, médico de profissão, comuna e "anti-fascista" militante, possivelmente à procura de "fascistas" e ex-agentes da PIDE num hospital.
  
 
João Semedo, comuna adepto do Bloco de Esquerda e grande timoneiro do "anti-fascismo" militante, está muito preocupado com... isso mesmo, adivinharam, "os fascistas"! Por "fascistas", entendam-se desde já todos os nacionalistas, pois na psicologia da esquerda tudo o que cheire a Nacionalismo, é prontamente colocado na prateleira ideológica do "Fascismo"

Os argumentos primários de João Semedo, em nada diferem dos de qualquer outro semi-analfabeto da extrema-esquerda e resumem-se à ideia básica de que "os fascistas" existem e andam aí. A "prova"? Aparentemente, dois assassinatos cometidos por delinquentes pseudo-nacionalistas há mais de duas décadas, nomeadamente, o assassinato do trotskista José Carvalho à navalhada em 1989 e o espancamento até à morte de Alcindo Monteiro por skinheads neonazis em 1995.

Vou desde já ser muito claro numa coisa: não há nenhum nacionalista minimamente bom da cabeça, que defenda que se deva andar pelas ruas a matar gente à toa, seja de que forma for. Até porque qualquer nacionalista que tenha pelo menos dois neurónios na cabeça, sabe perfeitamente bem que este tipo de loucuras assassinas é a pior coisa que pode acontecer ao movimento nacionalista e só serve para beneficiar os nossos inimigos, que prontamente se aproveitam destas tragédias para difamar e atacar selvaticamente todos os nacionalistas de bem. O que João Semedo está a fazer ao tentar colar todos os nacionalistas à violência praticada por meia-dúzia de skinheads neonazis com falta de juízo, é uma típica manipulação e distorção dos factos, tarefa em que a esquerda há muito se especializou e da qual faz uso recorrente para fins de propaganda.

Convido o hipócrita do João Semedo a deixar por um momento de lado a violência dos "fascistas" e a escrever um pouco sobre a violência da esquerda, começando logo pelas célebres FP-25 que chegaram até a assassinar um bebé à bomba, sendo que posteriormente o mesmo foi descrito pelos próprios autores do crime como tendo sido apenas um "erro técnico". João Semedo pode também elucidar-nos a todos um pouco sobre as câmaras de tortura da Stasi ou ainda sobre todo o terrorismo que a esquerda continua a praticar no Mundo. No saco de violência da esquerda, há muitos episódios que precisam de ser relembrados, porque esquerdistas como o João Semedo existem e eles andam aí. Desde os campos da morte de Pol Pot, ao Holodomor, passando pelos massacres cometidos pela tropa Bolchevique sob o comando do psicopata judeu Leon Trotsky, há muito material com que João Semedo se pode entreter para escrever as suas próximas crónicas. Por fim, sei lá, talvez João Semedo nos pudesse explicar porque é que o "Fascismo" que ele hoje tanto odeia e combate, teve nas décadas de 1920 e 1930 uma larga colaboração com os movimentos de extrema-esquerda. Mais interessante ainda seria ver João Semedo ou a estoriadora das estórias da carochinha de Abril, Raquel Varela, a tentarem explicar porque é que tantos capitalistas de Wall Street prontamente se dispuseram a apoiar e financiar a Revolução Bolchevique em 1917, tendo contribuído decisivamente para a vitória do Exército Vermelho na Guerra Civil Russa.

A esquerda não possui qualquer autoridade moral para dar lições a "fascistas" ou quaisquer outros "istas". Simplesmente não possui a autoridade moral para isso. Por este motivo e na ausência total de argumentos credíveis, João Semedo podia simplesmente calar-se e parar de escrever asneiras. Parece-me justo...

João José Horta Nobre
30 de Março de 2017

Com os terroristas da ANTIFA, canalha que come directamente da mão de ONG's financiadas por George Soros, já não se preocupa o "anti-fascista" João Semedo:

7 comentários:

  1. "Até porque qualquer nacionalista que tenha pelo menos dois neurónios na cabeça, sabe perfeitamente bem que este tipo de loucuras assassinas é a pior coisa que pode acontecer ao movimento nacionalista e só serve para beneficiar os nossos inimigos, que prontamente se aproveitam destas tragédias para difamar e atacar selvaticamente todos os nacionalistas de bem. O que João Semedo está a fazer ao tentar colar todos os nacionalistas à violência praticada por meia-dúzia de skinheads neonazis com falta de juízo, é uma típica manipulação e distorção dos factos, tarefa em que a esquerda há muito se especializou e da qual faz uso recorrente para fins de propaganda."------------------------------------Completamente na mouche meu caro.Não é por acaso que os média(na sua maioria)andam sempre à procura de casos neonazis(que os há e apenas servem para manchar a legitima luta patriota/identitária)na Europa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. «Completamente na mouche meu caro.»

      Obrigado.

      «Não é por acaso que os média(na sua maioria)andam sempre à procura de casos neonazis(que os há e apenas servem para manchar a legitima luta patriota/identitária)na Europa.»

      E quando não conseguem encontrar os tais "casos neonazis", fabricam-nos:

      http://historiamaximus.blogspot.pt/2016/11/comeco-seriamente-pensar-que-e-mossad.html

      Ainda há poucos dias se descobriu esta "pérola":

      https://www.theguardian.com/us-news/2017/mar/23/israeli-police-arrest-man-over-bomb-threats-to-us-jewish-targets

      A mim ninguém me convence de que isso não foi uma operação de bandeira falsa para incriminar os nacionalistas e fazer uso do papão do "anti-semitismo". Aposto que a AIPAC, a JDL ou o SPLC estão directamente implicados nisso e muito provavelmente a Mossad também tem uma mãozinha metida na "coisa".

      Esse israelita foi preso apenas porque houve insistência da parte das autoridades americanas nesse sentido. Durante meses, o judeuzinho andou a fazer ameaças de bomba contra alvos judeus, de propósito só para incriminar os nacionalistas. Isto cheira a operação de bandeira falsa em toda a linha e é um prato clássico vindo de quem vem.

      Não esquecer que Israel é o mesmo País que atacou selvaticamente o USS Liberty, de propósito para tentar incriminar o Egipto e provocar uma guerra entre os EUA e o Egipto. E aquele muito estranho assassinato da deputada britânica Jo Cox nas vésperas do Brexit, foi de certeza absoluta mais uma operação de bandeira falsa levada a cabo pelo lobby judaico:

      http://historiamaximus.blogspot.pt/2016/06/a-morte-de-jo-cox-e-o-resultado-de-uma.html

      Essa gente pensa que o pagode é todo parvo e que anda tudo cego, mas ainda lhes vai sair o tiro pela culatra mais depressa do que pensam, o Bilder que espere para ver. Os tempos prometem...

      Eliminar
    2. A propósito, a rtp3(que todos os dias da semana passa um doc pelas 20h e ontem passou um sobre a insanidade islamica na Siria)na terça feira passada meteu no ar(à hora do jogo da seleção na Madeira)um doc sobre aquela situação em 2015 em Londres(e na Inglaterra em geral) em que os islamicos(alguns deles deram-se ao "luxo" de ameaçar com a sharia e cortes de cabeça em frente aos policias,policias esses que estavam mais preocupados com o que faziam os nacionalistas)foram para a rua como se tivessem em meca ou medina.Isto para dizer que aquela manif dos nacionalistas ingleses acabou por ser contrária(mais uma vez)aos interesses do nacionalismo pois os neonazis infiltrados(e que um membro dos nacionalistas britânicos reconheceu e disse que os nacionalistas não se identificavam e se apartavam dos neonazis na entrevista para o doc do channel4 mas o mal estava feito)tomam sempre a atenção a qual devia estar(quer pelos média quer pela policia,policia essa que agora pagou na pele em westminster)na insanidade islamica.

      Eliminar
  2. JOAZINHO SEMEDO É UM OUTRO IDIOTA E "MÉDICO" DE MERDA AINDA!

    ResponderEliminar
  3. Mas o gajo tem a imprensa vendida ao serviço do Kosta Maduro, ia lá perder a oportunidade de dizer mais umas quantas insanidades e imbecilidades ...
    A verdadeira doença dele é do foro mental e sinto que uma quantidade de ANTICOLINÉRGICOS lhe seriam muito úteis para o impedir de dizer alarvices, como as que serviram de tema ao presente artigo ...
    Mas lá diz o ditado em casa de ferreiro espêto de pau ...

    ResponderEliminar
  4. Este Semedo (que tem uma fronha de meter medo) aprendeu bem as lições da escolinha neomarxista dos anos 60 e 70: quando não se tem forma de dar resposta às preocupações legítimas das pessoas, a solução é desatar a chamar nomes aos adversários, a soar todos os (falsos) alarmes e mais algum, a apelar ao primarismo do medo irracional. Curiosamente, tudo aquilo de que os esquerdalhos hipócritas como o Semedo acusam a Direita!

    ResponderEliminar
  5. Fazem com os nacionalistas aquilo que nos acusam de fazer a quem desmascara o Islão como uma ideologia totalitária e incompatível com os Direitos Humanos mais básicos. Com a ligeira diferença que nem todos os nacionalistas, atrevo-me até a dizer a maioria pelo menos em Portugal, são nazionalistas. Agora, acusar os defensores do Islão enquanto movimento político e de organização social de facínoras totalitários não é a mesma coisa que dizer que "todos os muçulmanos" o são.

    A estratégia de atirar a pedra e acusar o adversário está nos pergaminhos do marxismo...

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...