quinta-feira, 23 de março de 2017

Os Ocidentais Não Podem Queixar-se do Terrorismo Enquanto Simultâneamente, Votam em Governos Que Fazem Terrorismo de Estado Fora de Portas


David Icke expõe a hipocrisia dos governos ocidentais que condenam o terrorismo, enquanto simultaneamente fazem e promovem o terrorismo de Estado fora de portas.


«A hipocrisia, suprema perversão moral, é o charco podre e dormente que impregna a atmosfera de miasmas mortíferos e que salteia o homem no meio de paisagens ridentes: é o réptil que se arrasta por entre as flores e morde a vítima descuidada.» - Alexandre Herculano (1810 - 1877)

Se é verdade que as políticas suicidas de imigração em massa foram o que "trouxe a raposa para dentro do galinheiro" e criaram as condições para a actual situação em que se encontra o Ocidente em relação ao terrorismo islâmico. Também é verdade que os eleitores ocidentais são os principais responsáveis por esta catastrófica situação, pois são eles que votam e portanto legitimam os governos que importam os terroristas cá para dentro, enquanto simultaneamente espalham o caos por todo o Mundo Islâmico.

Não me esqueço, nem nunca me vou esquecer das tristes imagens do assassino e criminoso Durão Barroso, todo feliz na Cimeira dos Açores em  2003, ao lado dos igualmente assassinos e criminosos Bush, Blair e Aznar, a prepararem a invasão ilegal do Iraque, que foi o que acendeu o rastilho em larga medida para a actual situação que se vive no Médio Oriente. Anos depois, foi a vez da Líbia e posteriormente da Síria serem totalmente desestabilizadas pelo Ocidente. Por detrás disto tudo esconde-se a mão do lobby sionista, é certo, pois é principalmente Israel que tem interesse na destruição dos regimes nacionalistas árabes. No entanto, colocar as culpas exclusivamente em cima de Sião e da "mão invisível" do astuto judeu internacional, não serve de desculpa para tudo. Os eleitores ocidentais é que têm de assumir a responsabilidade, ganhar juízo e deixar de votar em políticos que não passam de lacaios ao serviço da Nova Ordem Mundial.

Hoje mesmo - não faço ideia do número - certamente que terão morrido e sido mutiladas mais algumas dezenas ou centenas de pessoas e soldados na Síria, fruto da guerra "pela democracia e direitos humanos" que o apócrifo "nobel da paz" Obama e a sra. Hillary arranjaram por aquelas bandas. Entretanto, a Arábia Saudita continua a bombardear o Iémene com armas e munições fornecidas pelos governos ocidentais e Israel já prepara uma nova guerra (que promete...) contra o Hezbollah no Líbano, onde mais uma vez o armamento vendido pelo Ocidente aos judeus sionistas, terá um papel de destaque.

Que me desculpem, mas a verdade é que os eleitores ocidentais, no fundo, estão apenas "a colher a fruta que semearam". Estamos todos colectivamente a colher a "amarga fruta" que foi semeada pelos irresponsáveis eleitorados ocidentais ao longo das últimas décadas. É muito fácil despejar as culpas todas em cima dos políticos, mas a verdade é que a culpa do que aconteceu ontem em Londres e há precisamente um ano em Bruxelas, recai principalmente sobre os eleitores que elegem os políticos da treta que têm passado décadas a atiçar os ódios e a plantar a destruição e a morte por todo o Mundo Islâmico.

João José Horta Nobre
23 de Março de 2017

No que ao Médio Oriente diz respeito, Putin tem razão de sobra...

11 comentários:

  1. INFELIZMENTE O AZUL COMUM SERVE DE MERCENARIO VAI NA ASIA MATAR ASIATICOS GOYINS E GERAR REFUGIADOS E DEIXA A CASA DESPROTEGIDA PRA COMER MERDA DOS JUDEUS ETC SUSTENTAM COM IMPOSTOS VOTAM EM LACAIOS DE JUDEUS COMO TRUMP E OUTROS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Trump é um "lacaio de judeus"? Pelo menos por enquanto quero acreditar que não. Já abordei esse assunto aqui:

      http://historiamaximus.blogspot.pt/2016/10/donald-trump-aparentemente-o-maior.html

      E aqui:

      http://historiamaximus.blogspot.pt/2016/06/porque-e-que-as-elites-judaicas-odeiam.html

      Eliminar
  2. A Islamização da Grã-Bretanha:

    https://www.youtube.com/watch?v=UXsiKkHzgi0

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os muçulmanos desse video são pessoas perfeitamente integradas na sociedade. Dá para ver que sim. O multiculturalismo funciona.

      Eliminar
    2. Os talibãs andam à solta nas ruas de Londres:

      https://www.youtube.com/watch?v=IsSgjBmnlzs

      Eliminar
    3. check http://aagendasecreta.blogspot.pt/2005/02/o-poder-oculto.html

      Eliminar
  3. Israel está a preparar-se para uma guerra contra o Hezbollah:

    https://www.youtube.com/watch?v=iozBGiWk1RI

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O estado de Israel não existia e nunca existiu! Só passou a existir depois da segunda grande guerra. Foi-lhes dado pelos aliados e roubado ao povo da Palestina! Tudo o que é hoje Israel, pertence ao povo da Palestina! Israel mata crianças, mulheres, velhos e tudo o que se meta ao caminho da sua ocupação ilegal e bárbara! Impede que entrem alimentos ou medicação e todo o tipo de mantimentos nos territorios palestinianos! É mais que um "apartheid", é um genocídio o que por ali se está a fazer! Um dia, o mundo irá tomar consciência do que ali está a acontecer e, na maior das displicências, irá negar que o fez ou sequer que o poderia ter evitado. Será um dos dias mais negros e vergonhosos da história moderna da Humanidade! E seremos nós todos, sem excepção, culpados! Teremos o sangue de milhões nas mãos!

      Eliminar
    2. Maçonaria = Elites = Terrorismo = ISIS/ISIL = Problema/Reacção/Solução = https://www.youtube.com/watch?v=z7PA_HoKOyw

      Eliminar
    3. Não, o mundo não tomara consciência porque os judeus controlam os media e são eles que conseguem meter o mundo ou ocidente com consciência de algo.
      Com a sua propaganda temos consciência do que sofrem os refugiados mas não do que sofrem os europeus vítimas do multiracialismo.

      Eliminar
  4. http://senhoresdomundo.blogspot.pt/2012/04/guerras-contra-europa.html A «guerra do Kosovo», intervenção «humanitária» baseada no «direito de ingerência», em contradição com o direito internacional, mais não fez do que desencadear a catástrofe que queria evitar. Um ano depois, e graças a uma análise geoestratégica, Alexandre del Valle mostrou os objectivos reais da operação Força aliada(NATO) que se inscreve numa «guerra total» dos Estados Unidos contra o resto do mundo e mais especialmente contra a Europa. Isso permite entender entre outros, para além da «guerra das representações», o apoio dado por Washington aos wahhabitas, os conflitos do Cáucaso, da Ásia central, do Kosovo e a operação Tempestade do Deserto, mas também a vontade americana de integrar a Turquia na União europeia e de apartar a Rússia. Esta nova Ordem mundial, proveniente da «hegemonia benevolente» dos Estados Unidos, utiliza numerosos conflitos locais que opõem um ocidente dominado pelos Americanos ao «bloco ortodoxo» e leva a uma nova guerra fria. A Europa vassalo voluntário desse sistema mas também cada vez mais vítima, pode aceitar este desafio? Alexandre del Valle, tenta aqui uma síntese magistral de uma situação complexa e mal conhecida,ainda antes do 11 de Setembro de 2001.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...