segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Em Defesa da Coreia do Norte




A diabólica campanha internacional contra a Coreia do Norte - impulsionada a partir de Washington e inteiramente dirigida a partir dos bastidores pelos extremistas judeus que controlam a Casa Branca - tem sido erguida sobre uma terrível montanha de mentiras e hipocrisia, que os media do "sistema" se têm encarregue de espalhar de forma a desinformar o público em geral e assim (suspeito eu...) começar a preparar psicologicamente a população para mais uma guerra em nome dos "direitos humanos", desta vez contra a Coreia do Norte.

O regime norte-coreano caiu na mira do Império Anglo-Sionista logo a partir do momento em que o mesmo teve o atrevimento de trocar a internacionalista ideologia comunista, pela aguerridamente soberanista e nacionalista ideologia Juche.[1] Pior ainda do que isto, a Coreia do Norte começou a cooperar com a República Islâmica do Irão e a Síria no domínio do desenvolvimento de tecnologia nuclear e balística. Como é óbvio, a colaboração do regime de Pyongyang com o de Teerão e Damasco, é coisa que os israelitas não toleram e desde há muito almejam sabotar. Por outro lado, existe também da parte do Império Anglo-Sionista um desejo de atingir indirectamente os interesses chineses com o actual ataque diplomático, económico e mediático contra a Coreia do Norte. A China, a par da Rússia, constitui hoje um travão ao avanço do governo mundial totalitário que os supremacistas judeus têm planeado desde há muito e é por isso de esperar que uma vez caído já o Ocidente inteiramente nas malhas do Sionismo Rothschild, as atenções se virem agora para a Ásia.

Eu não tenho qualquer problema ético ou moral em defender o regime de Kim Jong-un, pelo simples motivo de que este está hoje a lutar com todas as suas forças contra a Nova Ordem Mundial e quem luta contra a Nova Ordem Mundial terá sempre o meu apoio e a minha simpatia. 

Há anos que eu assisto à destruição do meu próprio País pela mão da mesma canalha semita que agora quer destruir a Coreia do Norte e o povo norte-coreano. É verdade que há fome na Coreia do Norte. É verdade que os norte-coreanos não têm as prateleiras dos supermercados cheias de comida e vulgaridades inúteis, porém, em troca têm ainda os valores da família e da sagrada tradição bem vivos, coisa que a dinastia Kim tratou sempre de preservar e defender "com unhas e dentes". Esta é a verdadeira riqueza que a Coreia do Norte possui e nada no Mundo pode compensar a perda destes valores. Uma Nação que saiba preservar a família como instituição civilizacional central e basilar, por mais fome e miséria que os seus inimigos a forcem a passar, será inderrotável. 

Daqui por quatro ou cinco décadas, quando provavelmente já nada restar de Portugal e os mundialistas tiverem atingido o seu objectivo de destruição total da Nação dos Portugueses (e restantes nações da Europa Ocidental...), é bem provável que a Coreia do Norte ainda seja uma Nação soberana e independente, com um povo que qual "aldeia povoada por irredutíveis gauleses", se mantém de pé e firme face a um inimigo que nunca pára, nem desiste de tentar destruir a própria Civilização.

Não é exagero dizer-se neste momento que o Ocidente está muito provavelmente acabado e as mesmas pessoas que acabaram com o Ocidente, são exactamente as mesmas pessoas que agora querem destruir a Ásia (a Coreia do Norte é apenas o início do que aí vem...) e o pouco que ainda resta do Mundo livre. 

_________________________________________________

Notas:
[1] A Coreia do Norte apesar de muitas vezes ser considerada como sendo parte do que ainda resta do antigo "Mundo Comunista", politicamente não é, nem nunca foi um País comunista, antes pelo contrário, trata-se de uma monarquia absolutista que segue oficialmente a ideologia Juche desenvolvida pelo fundador do País, o "Presidente Eterno" Kim Il-sung

João José Horta Nobre
25 de Setembro de 2017


14 comentários:

  1. Se a Coreia do Norte é resistente, qual o motivo de não denunciarem a mão do judeu por detrás do regime Americano?

    Se realmente eles fossem um eixo de resistência tinham denunciado os sionistas e ameaçado aniquilar Nova Iorque e Israel em vez de estupidamente caírem na narrativa que os sionistas estão a criar.

    A Coreia do Norte é uma espécie de protótipo do modelo sionista para o futuro, um povo completamente escravo e proibido de pensar. A única diferença é que a mistura racial não se propagou(ainda).

    Será que eles são mesmo racialistas ou é apenas um regime fechado sem possibilidade de expandir as fronteiras?

    Eles pretendem conquistar a Coreia do Sul e a Coreia do sul já tem lá alguns bastardos e criaturas de outros pontos do planeta..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. «Se a Coreia do Norte é resistente, qual o motivo de não denunciarem a mão do judeu por detrás do regime Americano?»

      Denuncia sim. A Coreia do Norte não reconhece o Estado de Israel e durante a Guerra do Yom Kippur apoiou militarmente o Egipto enviando pilotos de caças de combate para a linha da frente entre outro pessoal de apoio. A somar-se a isto, a Coreia do Norte tem fornecido mísseis balísiticos a todos os inimigos tradicionais de Israel, nomeadamente o Irão, a Síria, a Líbia e o Egipto. Ver mais aqui:

      https://en.wikipedia.org/wiki/Israel%E2%80%93North_Korea_relations

      E aqui:

      https://www.bloomberg.com/view/articles/2017-09-07/israel-has-a-playbook-for-dealing-with-north-korea

      E aqui:

      http://www.israelnationalnews.com/Articles/Article.aspx/20887

      «Se realmente eles fossem um eixo de resistência tinham denunciado os sionistas e ameaçado aniquilar Nova Iorque e Israel em vez de estupidamente caírem na narrativa que os sionistas estão a criar.»

      Pode encontrar as respostas todas às suas dúvidas aqui:

      http://historiamaximus.blogspot.pt/2017/05/o-programa-nuclear-norte-coreano-e-o.html

      E aqui:

      http://historiamaximus.blogspot.pt/2017/05/a-coreia-do-norte-china-e-o.html

      E aqui:

      http://historiamaximus.blogspot.pt/2017/04/e-agora-eu-tornei-me-morte-o-destruidor.html

      Aqui ainda tem como "brinde" um artigo da Sputnik em que é noticiado que a Coreia do Norte ameaçou "punir Israel sem piedade":

      https://br.sputniknews.com/asia_oceania/201704308281626-coreia-norte-israel-punicao-tensao/

      «A Coreia do Norte é uma espécie de protótipo do modelo sionista para o futuro, um povo completamente escravo e proibido de pensar. A única diferença é que a mistura racial não se propagou(ainda).»

      O povo não precisa de pensar muito, precisa é de uma liderança competente e capaz. Aqui pelo abandalhado Ocidente vê-se bem no que deram todas essas políticas "progressistas" e "democráticas" do pensamento livre e das liberdades adiantadas.

      «Será que eles são mesmo racialistas ou é apenas um regime fechado sem possibilidade de expandir as fronteiras?»

      Não, são mesmo racialistas, garanto-lhe isso. Se puder, dê uma vista de olhos neste livro, pois vale a pena:

      https://en.wikipedia.org/wiki/The_Cleanest_Race

      Eliminar
  2. Oh mestre Nobre lá porque um americano (se calhar judeu) escreveu 1 livro a dizer que o regime norte coreano é extremamente racialista isso não significa que seja verdade.
    Nem tudo o que está escrito em livros é factual e veridico

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não me baseio apenas no livro do americano. Baseio-me em imensa coisa que tenho lido e visto sobre a Coreia do Norte ao longo dos anos.

      Já agora também não entendo a sua obsessão fanática com "raça" e "racialismo". Desculpe que lhe diga mas esse nível de obsessão roça na demência...

      Eliminar
    2. Mas quem é que lhe disse quem tem uma obsessao fanatica com isso? O mestre Nobre é que deu a entender que o regime norte coreano era racialista por fausa de 1 livro de 1 americano, apenas fiz notar que esse argumento pode não chegar para tirar tal conclusao

      Eliminar
    3. Bem, eu acho que o regime Norte Coreano é racialista. Aliás, todos os povos da Ásia são racialistas em certo grau. Por lá não se vêem políticas de fronteiras abertas, nem imigração em massa, seja no Japão ou na China. O Black Pigeon Speaks tem uns videos interessantes sobre este tema que eu o aconselho a ver, pois valem bem a pena.

      Eliminar
  3. Esse JJHN delira 24 horas.
    Virou fixação pra Ele a existência da cultura judaica.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Anónimo está totalmente errado. Não só eu não sou contra a existência da cultura judaica, como defendo que os judeus devem de ter o direito a um Estado onde possam viver em paz.

      O que eu não aceito é a permanente e contínua intromissão do lobby judaico/sionista na política do meu País e da UE em geral, mais os problemas que esta gente anda a provocar desnecessariamente por todo o Médio Oriente e pelo Mundo.

      Eliminar
  4. Desafio o esquerdista a postar neste site este vídeo.

    Ao silenciar sobre todas essas iniquidades na Coreia, torna-te cúmplice de todas essas iniquidades.

    https://www.youtube.com/watch?v=NJlpE6lKwlE

    Eduardo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lol, a direita "conservadora" chama-me esquerdista e a esquerda chama-me um "xenófobo de extrema-direita". Isto está engraçado, está.

      Caro Eduardo, a esse video que postou e que eu por acaso até já conhecia, respondo-lhe com este:

      https://www.youtube.com/watch?v=VXItmaAToDU&t=163s

      Eliminar
    2. Lol és tu que provas a estultice confundindo monarquia absolutista com comunismo, além de se posicionar a favor de um regime que vai contra o país, que defende a liberdade de escrever a desfaçatez que quiser aqui.
      Tente escrever qualquer coisa na CN e verás o sol nascer quadrado por trás de uma cela. Isso sim é LOL!

      Eduardo

      Eliminar
    3. «Lol és tu que provas a estultice confundindo monarquia absolutista com comunismo,»

      Olhe, eu não vejo Comunismo nenhum na Coreia do Norte. O que eu vejo é um sistema político totalitário/absolutista com algumas ligeiras nuances estéticas marxistas e em que o poder passa de pai para filho.

      «Tente escrever qualquer coisa na CN e verás o sol nascer quadrado por trás de uma cela. Isso sim é LOL!»

      OK, então e o Eduardo propõe o quê concretamente? Quer que se ataque a Coreia do Norte e inicie consequentemente uma guerra nuclear que resultará em milhões de mortos e mutilados, só porque lá não se pode "escrever qualquer coisa"?!

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...