domingo, 8 de outubro de 2017

Está em Curso Uma Conspiração Sionista Contra o Reino de Espanha



«Separatistas catalanes, de Pujol a Oriol Junqueras, lacayos del sionismo: Israel apoya y aplaude el desmembramiento de España»


Os pseudo-independentistas catalães estão neste momento a fazer o trabalho sujo das forças do mal e para tal estão a ser auxiliados pelos media do "sistema", que são total e inteiramente controlados a partir dos bastidores por supremacistas judeus, que almejam desmembrar Espanha e consequentemente destruir mais um País na sua longa senda para erguer um governo mundial totalitário. 

O projecto independentista catalão, neste momento, é um projecto inteiramente sionista e por entre as fileiras dos ditos "independentistas" catalães, não faltarão certamente agentes da Mossad infiltrados para fazer aquilo que a judiaria internacional sempre foi exímia em fazer, ou seja, semear a divisão entre os povos, de forma a enfraquecê-los e assim mais facilmente poder vir a dominá-los. 

Digo-o sem rodeios e sem qualquer espécie de receio de represálias, pois um nacionalista nunca pode ter medo de dizer a verdade, nem que isso lhe custe a própria vida: está neste momento em curso uma conspiração sionista contra o Reino de Espanha e o objectivo final desta conspiração é destruir o povo espanhol. 

Os supremacistas judeus, ancorados à sua religião genocida e brutalmente racista, estão em guerra com a Europa e a própria Civilização desde pelo menos o tempo do Império Romano. A batalha pela Catalunha é apenas mais um episódio da longa guerra étnico-cultural que os povos indo-europeus estão a combater há mais de 2000 anos contra Tsiyyon.

João José Horta Nobre
8 de Outubro de 2017


16 comentários:

  1. Não sei se é bem assim...o Donald Trump já mostrou que é uma marioneta do "establishment" que contola os EUA há anos (tambem num país tão multi-tudo e mais alguma coisa que remedio tem) ora se isto fosse agendado por eles ou pelo menos aproveitado por eles, já tinhamos o Trump a ameacar a Espanha como faz com o Irão e a Coreia do Norte...bom, bem sei que a Espanha faz parte da NATO etc mas se fosse como o mestre Nobre diz, imagino que o Trump já tinha começado a dar sinais de estar contra a Espanha.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. «bom, bem sei que a Espanha faz parte da NATO etc mas se fosse como o mestre Nobre diz, imagino que o Trump já tinha começado a dar sinais de estar contra a Espanha.»

      Os ianques não se vão meter nisto, pelo menos enquanto a actual situação na Catalunha não passar a uma guerra civil com mortos e mutilados em grande número. Por outro lado, Trump, ou melhor, as pessoas que controlam a marioneta chamada Donald Trump, não querem dar excessivamente nas vistas. Tomar já o lado da Catalunha e declarar-se contra Espanha, seria "dar bandeira" a mais. É preciso não esquecer que não foi ao acaso que o cartel mundialista/globalista ganhou a força que actualmente possui. Esta gente anda há séculos a disseminar discretamente os seus tentáculos por tudo o que é lugar de poder estratégico e recorrem constantemente a um elaborado "jogo de espelhos" de forma a confundir os seus inimigos e lançar a confusão. Por este mesmo motivo é que nem sempre o que parece é e as "peças do jogo" por vezes não encaixam logo ao primeiro relance. O "sistema" criado pelo cartel mundialista/globalista é, efectivamente, uma espécie de "Matrix" onde quem controla os media e em última análise a informação, é quem detém o poder de moldar a percepção da realidade que os cidadãos têm e escusado será dizer que quem possui este tremendo poder de manipulação das mentes, é quem realmente detém o poder real. Por isto mesmo é que o cartel mundialista/globalista anda nos últimos tempos a apertar na censura na internet, pois eles já perceberam que os media alternativos são hoje a maior ameaça ao seu poder e à manutenção do "Matrix":

      http://www.unz.com/proberts/hard-censorship-hits-the-internet/

      Eliminar
  2. "...um nacionalista nunca pode ter medo de dizer a verdade..."

    Caro JJHN

    Essa não é a verdade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois não caro Arquivista, a sucata ideológica neoliberal que você por aqui vomita regularmente e que eu por mera piedade para consigo vou tolerando neste espaço, essa é que é a verdade suprema!

      Eliminar
    2. Caro JJHN

      Continua equivocado, não é neoliberal é conservadora.

      Eliminar
    3. Caro Arquivista, ao fim deste tempo todo, ainda não consegui perceber a sua posição em relação ao Nacionalismo, ao multiculturalismo, à imigração e ao tradicionalismo.

      Podia, por favor, esclarecer-me?

      Eliminar
    4. Caro AdP

      Presumo que ande distraído.

      O meu foco essencial tem sido a divulgação da necessidade da implementação rápida de reformas estruturais que ajudarão a desmantelar as bases de sustentação da esquerda.

      Eis a lista actualizada:

      Abolição do salário mínimo
      Liberalização dos despedimentos
      Abolição dos descontos
      Pagamento do verdadeiro custo da água e energia pelo utilizador
      Pagamento do verdadeiro custo de educação e saúde pelo utilizador
      Liberalização (facilitação, desregulamentação) do acesso às profissões liberais
      Liberalização das rendas
      Sujeição a IRC a todas as pessoas colectivas
      Simplificação do IRS com sujeição individual, taxa única, sem deduções e abatimentos
      Taxa única no Iva
      Desmantelar o sistema escolar com o e-learning
      Varrer a função pública
      Extinção das juntas de freguesia
      Redução do número de deputados
      ...
      ...
      ...

      Não esqueça que a esquerda com a treta da igualdade é a raiz de todo o mal e tem fomentado a pobreza, miséria, fome e morte em todo o Mundo.

      ---------------------------------------------------

      Não sou nacionalista, sou patriota.

      O multiculturalismo é mais uma aberração como aliás tudo o que vem da esquerda.

      A melhor maneira de combater a imigração é com a implementação rápida das reformas estruturais que tenho defendido.

      O tradicionalismo não existe (nem existe no "show mediático"), é algo do passado. Em Portugal culminou com o Integralismo Lusitano.

      Eliminar
    5. Bem, agradeço a sua resposta, mas eu só precisava mesmo da parte debaixo dos '---------' !

      Ainda assim, continuo com algumas dúvidas... se me permite, gostaria de lhe colocar mais duas questões!

      1. Qual é, a seu ver, a diferença entre patriotismo e nacionalismo? Porque é que o primeiro é bom e o segundo é mau?

      2. O caro Arquivista diz que o multiculturalismo é uma aberração e eu concordo. No entanto, o multiculturalismo é amado tanto à esquerda quanto à direita do espectro político. Os globalistas, por exemplo, dizem que o multiculturalismo é o resultado inevitável da globalização da economia. O que pensa o caro Arquivista em relação a isto?

      Eliminar
    6. Caro AdP

      1) O nacionalismo é o aproveitamento político do patriotismo.

      O nacionalismo surgiu no pós Revolução Francesa para recrutar e motivar as tropas francesas nas guerras que Napoleão liderou. Teve uma grande expansão na Europa, em todo o século XIX, através de partidos políticos e culminou na Grande Guerra e na consequente 2ª Guerra Mundial.

      O patriotismo é apenas o amor à pátria.

      2) Há um processo natural chamado Globalização (ou Mundialização em francês) devido ao desenvolvimento dos transportes, comunicações, informação e da própria economia em si.

      O multiculturalismo já existia como palavra ou expressão e, por exemplo, nos EUA existe a expressão "melting pot" para diversidade das origens dos americanos, contudo, regra geral, a grande maioria era e continua a ser cristã. Os negros americanos não eram metidos aqui, pois eram ainda escravos.

      Hoje em dia há uma transformação do significado da expressão "multiculturalismo", pois aquilo que os esquerdistas querem é promover a destruição da sociedade e da própria civilização ocidental através da entrada de imigrantes maioritariamente muçulmanos e da promoção da sua religião.

      Insisto, a melhor maneira de os combater é com a implementação rápida de reformas estruturais, pois terão a sua sobrevivência muito dificultada.

      Eliminar
    7. Caro Arquivista,

      Obrigado pelas suas respostas. Não concordo que o Nacionalismo tenha surgido apenas a seguir à revolução francesa, nem sequer como ideologia política organizada. E também não concordo que o "melting pot" já fosse multiculturalismo; era ceramente multirracialismo, mas a cultura era -ou pretendia-se que fosse- uma só. Mas também não é meu objectivo discutir isso consigo agora.

      Quanto às suas reformas estruturais, já tive ocasião de lho dizer em ocasiões anteriores: a sua implementação é impossível no Ocidente actual. Vivemos na era dos "direitos" adquiridos, as pessoas não quererão saber de responsabilidades até que haja uma crise a sério.

      Eliminar
    8. Caro AdP

      "melting pot" não tem nada a ver com o significado actual da expressão multiculturalismo que adquiriu um significado "pseudo-político".

      Está enganado em relação às reformas estruturais, não só é possível como necessário e até urgente.

      Eliminar
  3. Sequazes de Hernán Cortés não têm emenda; um exemplo: o nazi Rajoy.
    .
    Nazi não é ser alto e louro, blá, blá... mas sim, a busca de pretextos com o objectivo de negar o Direito à Sobrevivência de outros.
    Os nazis (hitlerianos e outros) não suportam a existência de outros.
    O problema do senhor (nazi) Rajoy é não suportar a existência de outros...
    .
    .
    É A LUTA PELA LIBERDADE QUE ESTÁ EM CAUSA!!!
    -» É preciso dizer não aos nazis que não suportam a existência de outros; leia-se: separatismo-50-50..
    .
    Explicando melhor:
    ---»»» Todos Diferentes, Todos Iguais... ou seja, todas as Identidades Autóctones devem possuir o Direito de ter o SEU espaço no planeta -» inclusive as de rendimento demográfico mais baixo, inclusive as economicamente menos rentáveis.
    -» Os 'globalization-lovers', UE-lovers e afins, que fiquem na sua... desde que respeitem os Direitos dos outros... e vice-versa.
    -»»» blog http://separatismo--50--50.blogspot.com/.
    .
    .
    Nota 1: Os Separatistas-50-50 não são fundamentalistas: leia-se, para os separatistas-50-50 devem ser considerados nativos todas as pessoas que valorizam mais a sua condição 'nativo', do que a sua condição 'globalization-lover'.
    .
    Nota 2: É preciso dizer NÃO à democracia-hitleriana; isto é, ou seja, é preciso dizer não àqueles que pretendem democraticamente determinar o Direito (ou não) à Sobrevivência de outros.
    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro mensagensnanett, por aqui ninguém é nazi. Vê algumas suásticas ou simbologia nacional-socialista a adornar este blog? Não vê, pois não? Espero que tenha ficado bem esclarecido sobre o assunto ;)

      Eliminar
  4. Para mim, nazi - hitleriano ou de outro tipo - é todo aquele que não suporta a existência de outros...
    [esta simples definição, põe a nu muitos hipócritas que pululam por aí]

    ResponderEliminar
  5. A Sputnik confirma a análise do Mestre Nobre sobre a Catalunha:

    https://br.sputniknews.com/europa/201710119566279-soros-catalunha-independencia-financiamento/

    ResponderEliminar
  6. Recomendo ler os livros do Integralista Gustavo Barroso.

    História Secreta do Brasil.

    Primeira edição em 3 volumes.

    Ao centenário do seu nascimento em 1989 em 6 volumes pela editora Revisão.

    Você pode encontra no site www.archive.org

    Do mesmo autor:

    Judaísmo, maçonaria é comunismo;
    A Sinagoga Paulista;
    Os Protocolos dos Sábios de Sião;
    A Reflexão de um Bode;
    Integralismo de Norte ao Sul;
    O Integralismo e o Mundo;
    O que o Integralista deve saber;
    E etc...

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...