quarta-feira, 23 de maio de 2018

Parece Que o Enigma em Torno da Relativamente Misteriosa Morte de Adolf Hitler, Ficou Resolvido de Vez

Adolf Hitler (1889 - 1945)

«Adolf Hitler really is dead: scientific study debunks conspiracy theories that he escaped to South America»


Parece que o enigma, velho de 77 anos, em torno da relativamente misteriosa morte de Adolf Hitler, ficou resolvido de vez. Pessoalmente, eu nunca tive a mais pequena dúvida de que Hitler tinha mesmo morrido em Berlim em 1945. Apenas aqueles que não conhecem por dentro o pensamento do antigo Führer alemão, é que poderiam alguma vez pensar ingenuamente que Hitler em 1945 fugiu de Berlim como uma reles ratazana em fuga, e que posteriormente passou o resto dos seus dias escondido numa qualquer "república das bananas" da América Latina.

Adolf Hitler não era um cobarde que fugisse de um combate, mesmo quando ele sabia que provavelmente iria perder esse mesmo combate. Aliás, a vida de Hitler foi ela própria uma luta do início ao fim, primeiro contra o seu próprio pai que o tratava com desprezo, depois nas trincheiras da Primeira Guerra Mundial e por fim, contra os seus inimigos políticos e ideológicos, num longo percurso que teve início em 1923 numa cervejaria em Munique e terminou em 1945 num bunker em Berlim. Independentemente daquilo que cada um pense do antigo ditador alemão, é um facto que Hitler lutou contra as sinistras forças da judiaria internacional organizada e ele próprio afirmou no seu testamento político, que a principal causa da Segunda Guerra Mundial, foi exactamente a extrema pressão colocada em cima da Alemanha por parte da estrutura de controlo sionista, aliada ao gangue da Igreja Católica, que sempre foi uma fiel aliada da judiaria internacional e internacionalista.[1]




De resto, o fim de Adolf Hitler já havia sido previsto pelo psicoanalista Walter C. Langer, que durante o decorrer da Segunda Guerra Mundial traçou aquele que foi, de longe, o mais correcto perfil psicológico do antigo ditador alemão e que concluiu entre muitas outras coisas, que se confrontado com a derrota total, Hitler provavelmente iria cometer suicídio.

Muito há ainda por se dizer sobre a complexa figura de Hitler, porém, apenas será possível construir um retrato completo e justo do antigo ditador alemão, quando cessar a ditadura do politicamente correcto nas ciências sociais e humanas, que impede qualquer debate sério e razoável seja sobre o que for. A historiografia no pós-Segunda Guerra Mundial tem sido quase exclusivamente dominada por uma clique que se recusa a tentar sequer compreender o "outro lado" e que produz "história", muitas vezes com base na distorção descarada de dados e interpretação incorrecta das fontes históricas. 
_______________________________________

Notas:
[1] No ponto 4 do Testamento Político de Adolf Hitler, que foi deixado pelo Secretário Pessoal do Führer, Martin Bormann, Hitler mostra-se arrependido por ter apoiado Francisco Franco durante a Guerra Civil de Espanha, devido ao facto de este ter revelado não passar de um lacaio da Igreja Católica, mais preocupado em proteger os "horríveis privilégios" da Igreja em Espanha, do que em servir a causa nacionalista. Hitler, mais ainda do que Mussolini, sabia perfeitamente bem que a Igreja Católica sempre foi uma eterna inimiga da causa das nações e dos povos indo-europeus.

João José Horta Nobre
23 de Maio de 2018


6 comentários:

  1. As mentiras são propaladas por quem venceu a II Guerra Mundial. Inventaram um holocausto para assim justificarem os crimes que hoje Israel pratica de forma impune.
    A Cruz Vermelha refere que morreram apenas 375 mil judeus durante a IIGM, não existem provas científicas de câmaras de gás. Holocausto é a grande mentira da huumanidade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Realmente não deixaram que a população mundial ouvisse a versão dos que perderam a guerra.Ainda há muita coisa suja oculta.

      Eliminar
    2. “Holocausto judeu” – O que aconteceu realmente:

      http://inacreditavel.com.br/wp/holocausto-judeu-o-que-aconteceu-realmente/

      Eliminar
  2. Hitler vacilou, não conseguiu terminar o serviço, se é que me entendem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na verdade quem venceu Hitler foi seu próprio orgulho. Se ele tivesse ouvido mais seus generais, não tivesse entrado em uma guerra em dois frontes e preparado o exército e o seu maquinário contra o frio extremo da Russia não teria amargado a derrota. Nem os americanos nem os Russo poderiam deter a formidável máquina de guerra alemã se tivesse lutado sozinho.

      Eliminar
    2. Alex Ramos

      És um imbecil.
      As tropas de Napoleão é que não estavam preparadas para o frio extremo russo.

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...