domingo, 10 de junho de 2018

O Cardeal Pietro Parolin Não Foi Escolhido ao Acaso Para ir ao Encontro de 2018 do Clube Bilderberg




«De forma a podermos atingir um Governo Mundial, é necessário primeiro remover das mentes dos homens o seu individualismo, a sua lealdade às tradições familiares, o seu patriotismo nacionalista e os seus dogmas religiosos.» - Brock Chisholm (1896 - 1971)

A participação do Secretário de Estado do Vaticano, o cardeal Pietro Parolin, na reunião anual do Clube Bilderberg em Turim, que termina hoje, veio apenas confirmar mais uma vez o total compromisso do Vaticano para com a máfia globalista e a Nova Ordem Mundial que está em preparação.

A Igreja Católica, aliada à judiaria internacional e internacionalista, está apostada em destruir Portugal, a Europa, o Ocidente e em última análise, a própria Humanidade. Sim, leram bem, eu acuso o Estado do Vaticano e a Igreja Católica de estarem implicadas numa diabólica conjuração, que tem como objectivo final a destruição da Civilização Ocidental e a escravização da Humanidade, em benefício de uma minúscula super-elite judaica. O Estado do Vaticano e a Igreja Católica há muito que operam em conluio com as forças do mal e só não vê isto quem não quer




Há anos que o Papa Francisco ataca as formações e os movimentos nacionalistas na Europa e não só ele nunca fez um único esforço no sentido de nos estender a mão para o diálogo, como ainda nos destrata constantemente e parece ter prazer em encontrar-se com figuras da extrema-esquerda e da máfia globalista, que está totalmente dedicada ao seu projecto de destruição das nações.

A Igreja odeia as nações e tem um desprezo total pelos nacionalistas, desprezo este que a mesma já nem tenta esconder e parece até fazer questão de exibir, talvez para agradar aos seus novos amigos e aliados da maçonaria e da esquerda. A continuar por este caminho, um destes dias ainda vamos ter um Papa Rothschild ou um Papa Soros sentado no trono do Vaticano, aliás, na prática o Sionismo Rothschild já controla por completo o Papa e a Igreja, presumo por isso que os papas serão sempre escolhidos a dedo para serem os fiéis servos de Sião...

O cardeal Pietro Parolin, a figura sinistra que durante os últimos dias esteve reunido em Turim, com alguma da pior escumalha que existe na face do Planeta, não foi escolhido ao acaso para ir ao encontro deste ano do Clube Bilderberg. Ele foi escolhido, porque ele é claramente a figura mais poderosa e influente da Igreja a seguir ao próprio Papa Francisco. Inclusive, correm até rumores de que Pietro Parolin poderá muito bem vir a ser o próximo Papa, algo que de resto não me espantaria minimamente, uma vez que Pietro Parolin é, de facto, não apenas um membro da superclasse mundialista, mas também uma figura querida da máfia globalista.

João José Horta Nobre
10 de Junho de 2018


13 comentários:

  1. Lista dos traidores portugueses que estiveram na reunião dos Bilderbergers este ano:

    https://espectivas.wordpress.com/2018/06/05/portugueses-participantes-na-reunio-dos-bilderbergers-em-turim-de-7-a-10-de-junho-de-2018/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Além disso, não é nenhuma novidade que poderosas e influentes organizações transnacionais como a ONU, a Unesco, a OEA, a União Europeia, o Banco Mundial, o Fundo Monetário Internacional, a Comissão Trilateral, o Conselho de Relações Exteriores (CFR), o Clube de Bilderberg, o Diálogo Interamericano, a Sociedade Fabiana, a Round Table assim como Fundações internacionais como a Ford, a Rockfeller, a MacArthur e outras similares, apoiam, estimulam e em alguns casos financiam os programas ideológicos e culturais da esquerda. A questão é entender as razões e os motivos doutrinários e práticos desta estranha aliança entre organizações e atores “liberais” e “capitalistas” com forças políticas e atores progressistas. Por que organismos internacionais e grandes capitalistas promovem e injetam dinheiro em propostas, projetos e ações que acabam por favorecer agenda cultural da esquerda?
      Ora, a formação de um ambiente cultural e de uma atmosfera societal que propicie o enfraquecimento e mesmo a abolição de todos os entraves e imperativos morais, espirituais e legais à expansão das “forças naturais” do mercado, assim como, a constituição de um indivíduo “emancipado e liberto” dos freios da religião, dos costumes e tradições culturais “arcaicas e preconceituosas”, projeto próprio da esquerda atual, é essencial para o fortalecimento e ampliação do grande capital e da lógica “mercantil” e consumista do gozo imediato e da multiplicação artificial de desejos."(nisto e muito mais "trabalham" os bilderbergs e afins) mais em https://medium.com/@cesarranquetatjr/os-liberais-globalistas-e-agenda-cultural-da-esquerda-115ce0616672

      Eliminar
  2. É realmente difícil compreender a presença da ICAR no Clube de Bilderberg sem excluir a hipótese de capitulação aos globalistas... por acaso gostava de saber o que pensam os católicos portugueses acerca disto!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não há outra explicação minimamente possível ou sequer concebível. De qualquer forma, isto não deve surpreender ninguém que esteja por dentro da temática da Nova Ordem Mundial, pois desde o Concílio Vaticano II que se sabe que o Vaticano está firmemente sob o controlo da máfia globalista.

      Quanto ao cardeal Parolo, perdão... cardeal Parolin, ele esteve no ano passado na procissão das velas no mealheiro de Fátima:

      https://observador.pt/2017/05/12/quem-e-pietro-parolin-o-diplomata-que-preside-esta-noite-a-procissao-das-velas/

      Eliminar
    2. «Não há outra explicação minimamente possível ou sequer concebível.»

      Bem, podia ser uma tentativa de infiltração, ao estilo "mantém os teus inimigos por perto". O problema é que a Igreja -a começar pelo papa Chico- fez tanta porcaria nos últimos anos que é impossível acreditar que seja esse o caso.

      Eliminar
  3. O Catolicismo começou a ser cooptado desde o protestantismo/secularismo...o que restou foi 1 principado/enclave que chamam de Vaticano e seu simbolismo religioso. Como instituição, nada mais é do que um ramo camuflado das elites judaicas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando é que o Cristianismo começou exactamente a ser cooptado é difícil de dizer com exactidão, aliás, é mesmo impossível. Eu pessoalmente até nem acredito que os primeiros cristãos fossem mal intencionados, no entanto, houve claramente um aproveitamento do Cristianismo por parte das elites judaicas, que cedo se terão apercebido do seu potencial subversivo e usaram o mesmo como uma arma contra o Império Romano. Isto é uma estratégia típica dos supremacistas judeus. Eles infiltram movimentos políticos e religiões e posteriormente tentam canalizar esses mesmos movimentos e religiões em seu favor. Fizeram-no com o Cristianismo, fizeram-no com os movimentos socialistas e até mesmo com os movimentos nacionalistas já o fizeram em certa medida.

      Eliminar
    2. A propósito de "infiltrações",há pouco estive a fazer uma search no G e encontrei isto(de 2011 do Fulford,durante bastante tempo segui os posts do Fulford pois ele quase garantia que uma coligação esta prestes a derrubar a "cabala globalista") https://agendaglobal21.wordpress.com/2011/06/17/a-historia-secreta-dos-judeus-macons-no-japao/

      Eliminar
    3. Bilderbergers em fuga:

      https://www.youtube.com/watch?v=kQE-Hr6Cr5I

      Eliminar
  4. Eu pessoalmente até nem acredito que os primeiros cristãos fossem mal intencionados, no entanto, houve claramente um aproveitamento do Cristianismo por parte das elites judaicas, que cedo se terão apercebido do seu potencial subversivo e usaram o mesmo como uma arma contra o Império Romano."--------------Consta que vários grupos cristãos ditos não ortodoxos(e o que mandatou a ortodoxia foi o concilio de Niceia no século 4 e aprovado por Constantino)foram perseguidos e eliminados pela igreja romana.Quanto à infiltração judia na igreja romana penso que é mais que certa,mas penso que inicialmente serviu bem a estratégia do império romano da época de Constantino(se por decadência ou não deixo em aberto)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Bilder alguma vez ouviu falar das "cruzdas brancas"? Leia este artigo, acho que vai gostar:

      https://thesaker.is/ukrainian-nationalism-its-roots-and-nature/

      Eliminar
  5. https://observador.pt/opiniao/vergonha-na-era-do-aquario/

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...