segunda-feira, 23 de julho de 2018

Já Nem Cuba Quer Saber Do Comunismo




«O Comunismo nunca chegou ao poder num País que não estivesse perturbado pela guerra ou pela corrupção, ou ambas.» - John F. Kennedy (1917 - 1963)

Cuba é desde há décadas sinónimo de Comunismo e se bem que é verdade que a utopia comunista nunca por lá existiu verdadeiramente[1], também é verdade que Cuba travou uma longa batalha de cinco décadas no sentido de conseguir criar o paraíso tropical na Terra. Entretanto, a única coisa que os pobres dos cubanos conseguiram atingir com moderado sucesso, foi a implantação de um modelo económico que normalmente se designa em ciências económicas por "Capitalismo de Estado".

Cuba é, de facto, um excelente exemplo daquilo que acontece a um País quando o Estado se apodera por completo de todos os meios de produção, ao passo que proíbe explicitamente qualquer actividade económica paralela de âmbito privado. Claro que da teoria à prática vai sempre um passo relativamente longo e por isso mesmo, na prática, o regime comunista em Cuba nunca conseguiu acabar com alguma actividade económica privada que sempre foi levada a cabo "debaixo das barbas" do regime, com a tolerância complacente mesmo. Aliás, qualquer um que já tenha estado em Cuba, sabe perfeitamente bem que se há coisa que por lá nunca falta aos turistas, são as célebres "jineteras" que se dispõem a saciar as necessidades sexuais dos rapazes de visita à ilha, a troco de alguns dólares. O regime cubano, como é óbvio, sabe disto tudo e tolera tal situação, pois numa País tão pobre como Cuba, todo o dólar ou euro que entrar nos cofres do País, independentemente da sua origem, é sempre uma mais-valia.

A muito provável aprovação do texto da nova Constituição de Cuba, que elimina a palavra "Comunismo" e inclui o direito à propriedade privada, é portanto um avanço civilizacional para os cubanos e ao que tudo indica, será não o fim do regime que domina aquela ilha há décadas, mas pelo menos e para já será o fim daquela errática experiência comunista que, muito francamente, já não tem ponta por onde se lhe pegue!

O Comunismo, por ser uma doutrina internacionalista e por isso mesmo anti-nacional, será sempre uma ideologia inimiga dos nacionalistas, sendo que estes nunca devem cessar de combater e rechaçar tal ideologia, onde quer que a encontrem e com todos os meios que tiverem ao dispor. No entanto, os partidos e movimentos nacionalistas também não devem de excluir por completo as alianças estratégicas com a extrema-esquerda, quando as mesmas são do nosso interesse e vão ao encontro dos nossos objectivos geopolíticos no médio/longo prazo. Sejamos realistas, não existe hoje um único regime comunista no Mundo que seja uma ameaça séria para os nacionalistas, bem pelo contrário, a plutocracia internacionalista demo-liberal que lidera a guerra contra as nações, essa, está sentada nos escritórios climatizados de Washington, Nova Iorque, Londres, Paris, Berlim, entre outras capitais do Ocidente que tem as suas estruturas de poder sequestradas pelo Supremacismo Judaico organizado. Esta diabólica elite globalista é que é a verdadeira inimiga da Humanidade e é contra a mesma que todas as forças de bem se devem de unir. 

________________________________________________

Notas:
[1]Nem poderia existir, pois o Comunismo é impraticável por ser contra-natura.

João José Horta Nobre
23 de Julho de 2018


5 comentários:

  1. A conta-gotas, po e ser que Cuba consiga vislumbrar um pouco -e luz "ao fun o -o túnel"! Eliminar a palavra "comunismo" já significa algum avanço nesse senti o e é facto que chegaram à conclusão que estavam erra os! Mas, tirar essa palavra -a constituição só, não chega... é preciso que, na prática, ela nunca mais seja aplica a!!! Comunismo significa -ita ura e o povo cubano já sofreu -emais -ebaixo -esse sistema anti--emocrático!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E realmente é, o problema é que a ilha está cercada por capitalismo e está sendo forçada a isso pra poder sair do isolamento. Cuba precisa lutar e fazer uma nova revolução cultural contra a perversão ocidental!

      Eliminar
    2. Se estavam errados não sei

      Divida externa

      82 Cuba $30,020,000,000

      Nos no maravilhoso mundo Ocidental é que tenho a certeza que estamos totalmente errados

      1 European Union $29,270,000,000,000
      2 United States $17,910,000,000,000
      3 United Kingdom $8,126,000,000,000
      4 France $5,360,000,000,000
      5 Germany $5,326,000,000,000
      6 Netherlands $4,063,000,000,000
      7 Luxembourg $3,781,000,000,000
      8 Japan $3,240,000,000,000
      9 Ireland $2,470,000,000,000
      10 Italy $2,444,000,000,000
      11 Spain $2,094,000,000,000
      12 Australia $1,670,000,000,000
      13 Switzerland $1,664,000,000,000
      14 Canada $1,608,000,000,000
      15 China $1,607,000,000,000
      16 Hong Kong $1,567,000,000,000
      17 Belgium $1,281,000,000,000
      18 Sweden $939,900,000,000
      19 Norway $642,300,000,000
      20 Austria $630,800,000,000
      21 Brazil $545,700,000,000
      22 Greece $506,600,000,000
      23 Denmark $484,800,000,000
      24 India $483,400,000,000
      25 Mexico $480,500,000,000
      26 Singapore $468,600,000,000
      27 Russia $451,500,000,000
      28 Portugal $449,000,000,000

      Os numeros de divida estão ai. O resto é conversa.

      Eliminar
  2. Os nacionalistas podem fazer alianças com extrema esquerda... Com os que juraram o fim das nações, culturas, religiões, tradições, família, etc e que sao financiados em grande pelos sionistas...
    Afinal vossês sao nacionalistas de esquerda, ateus? Isso nao existe. Pois as nações que defendem e como existem sao obra do ocidente cristão. Nacionalismo de esquerda já existiu e deu o fascismo.
    Nao virem as costas a religiao porque os cristãos sao NACIONALISTAS na alma e sabem ha muito que uma parte dos representantes religiosos ja nao representam o espirito e o interesse do povo. Nao esquecem que dentro da própria igreja católica existe uma profecia que diz ser este o ultimo papa...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "...cristãos sao NACIONALISTAS..."

      Sim... pois... por isso é que há tanto cristão a defender facções globalistas. Pode ate haver muitos que sejam Nacionalistas mas tambem ha muitos que são Globalistas.
      Dai que a sua afirmação que tenta dar a entender que Cristaos = Nacionalistas é uma falacia

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...