terça-feira, 22 de abril de 2014

Dany le Rouge ou Quando Ser Pedófilo é Considerado Chique

O eurodeputado e pedófilo assumido Daniel Cohn-Bendit, também conhecido como "Dany le Rouge" e a polémica obra "Der Grosse Basar".


«Vocês sabem, a sexualidade de uma criança é uma coisa fantástica. Vocês têm de ser honestos e sinceros. Com as crianças muito jovens não é a mesma coisa do que com as crianças dos quatro aos seis anos. Quando uma pequena menina de cinco anos de idade se começa a despir, é excelente, porque é um jogo. É um jogo incrivelmente erótico.» - Daniel Cohn-Bendit in "Der Grosse Basar", 1975

O eurodeputado Daniel Cohn-Bendit - também conhecido como Danny le Rouge em alusão à sua cor política e capilar - anunciou este mês o seu adeus ao Parlamento Europeu[1], esse lugar mafioso onde as nossas vidas são decididas por gente que não nos diz absolutamente nada e que salvo raras excepções, estão todas voluntária ou involuntáriamente ao serviço dos interesses obscuros das maçonarias, do Clube Bilderberg e da mão invisível da alta finança.

Daniel Cohn-Bandit é um pedófilo assumido, porém, estranhamente isso não o impediu de chegar a eurodeputado, receber o chorudo salário que a profissão comporta e acabar a carreira em glória, sendo aclamado tanto por uma grande parte dos media, como pela oposição em geral. Os portugueses e europeus em geral deveriam de reflectir um pouco sobre que tipo de gente é esta que idolatra assim um pedófilo...

Aparentemente foi um cancro na tiróide (será castigo de Deus?...) e um alegado cansaço que fizeram Daniel Cohn-Bandit atirar a toalha ao chão e findar a sua longa carreira de eurodeputado que durou 20 anos e passou por 4 mandatos.[2] Para além de se assumir como um pedófilo da velha guarda parida durante o Maio de 68, Daniel Cohn-Bandit também se assume como um "despertador de consciências", infelizmente, aquilo de que ele hoje já não gosta de falar é dos tempos "gloriosos"  pós-Maio de 68 em que a par de andar a defender os "amanhãs que cantam", andava a defender o "progressismo" da pedofilia, "progressismo" este que ele defendeu militantemente durante as décadas de 1970 e 1980 com a conivência e o apoio da inúmeros partidos, intelectuais e organizações à esquerda. Pelos vistos, para se construir "os amanhãs que cantam" vale tudo, nem que seja o abuso sexual de criancinhas inocentes com apenas cinco anos de idade...

Sinceramente, pessoas como Daniel Cohn-Bendit metem-me nojo. Mas mais nojo ainda me dá ver um autêntico exército de jornais, rádios, televisões, políticos e esquerdistas em geral a banharem publicamente de louvores um criminoso que já admitiu ter abusado de crianças no passado e que foi até muito provavelmente a mais asquerosa personagem de sempre a sentar-se no parlamento europeu.

Já não basta ter de aturar a esquerda caviar com as suas alucinações em torno das "virtudes" de Michel Foucault (outro pedófilo assumido e herói da esquerda...)[3], senão agora temos de levar também com esta bajulação em torno de mais um pedófilo esquerdista, neste caso o infame Daniel Cohn-Bendit que até considerava como sendo "progressista" o direito a ter "sexo com crianças".[4]

O auge da loucura foi a publicação em 1975 de um livro intitulado Der Grosse Basar onde Daniel Cohn-Bendit descreve os encontros de cariz sexual que teve com crianças de apenas cinco anos de idade durante o tempo em que foi professor num jardim de infância "alternativo" em Frankfurt.[5] Esta passagem da referida obra dá para ilustrar bem aquilo de que estamos a falar: 


Depois de ler isto, alguém ainda pode ter dúvidas sobre o nível da loucura que habita hoje no Parlamento Europeu? Quando alguém escreve coisas destas e mesmo assim consegue chegar a eurodeputado, fazer uma carreira em grande e acabar a ser louvado, então está tudo dito sobre a actual Europa em que vivemos...

Oficialmente, Daniel Cohn-Bendit nega ser pedófilo e alega ter feita as declarações que fez no Der Grosse Basar apenas para chocar a sociedade "burguesa"[7]  que ele sempre odiou, mas à qual nunca renegou... 

Porém, por mais que negue, as provas são demasiado evidentes e o entusiasmo delirante com que Dany le Rouge assumiu o gosto por criancinhas inocentes no passado, não deixa margem para dúvidas de que estamos perante mais um pedófilo elevado a herói da esquerda.  

Circulam por aí uns esquerdóides que dizem que é a direita e os nacionalistas que se destacam pelo discurso "rasca" e pela "baixeza", pois por aqui se vê bem quem são afinal os verdadeiros labregos...

Jacques Derrida, Jean-Paul Sartre, Louis Althusser, Michel Foucault e Simone de Beauvoir são apenas alguns dos nomes de personalidades e "intelectuais" de esquerda associados à prática e/ou defesa da pedofilia. Todo este fanatismo em torno de pedófilos considerados chiques pela esquerda caviar não é apenas uma mera coincidência, mas um mandamento obrigatório da Escola de Frankfurt que passou a dominar quase em exclusivo a cena política ocidental nos últimos trinta anos. A Escola de Frankfurt pretende "desconstruir" por completo a civilização europeia, pois acredita fanaticamente que esse é o caminho para a construção da utopia marxista com que sempre sonharam. Neste processo de "desconstrução social" têm-se levado a cabo verdadeiras monstruosidades abomináveis que passaram numa primeira fase pelo assalto à intelligentsia nas universidades, mais especificamente no campo das ciências sociais que se converteram hoje em autênticas máquinas de propaganda ao serviço da Escola de Frankfurt e do Marxismo Cultural. 

Posteriormente, a "descontrução social" prosseguiu para os comportamentos sociais onde o anormal passou a ser o novo normal e quanto mais aberrante e doentio for um dado comportamento, mais feliz a esquerda fica. Toda esta agenda de engenharia social promovida pela esquerda e agora pela direita politicamente correcta, tem sido "progressivamente" implantada passo a passo ao longo das últimas décadas e os resultados estão hoje bem à vista de todos... 

Caso a mesma não seja urgentemente travada, a implosão e o consequente caos social para o qual caminhamos será inevitável a médio/longo prazo. 

A esquerda marxista delira com o dia em que haverá a sua sonhada implosão social e o caminho ficará aberto para tomar o poder, porém, aquilo de que ela não tem ou não quer ter noção, é de que isto constitui um erro de análise monumental que vai acabar por ser um autêntico tiro pela culatra que muito provavelmente terminará conduzindo é a "pavorosa" extrema-direita ao poder...

___________________________________________________

Notas:
[1] ARRIAGA E CUNHA, Isabel - "Dany le rouge" abandona o Parlamento Europeu com uma última defesa emocionada da Europa federal. Público, 16 de Abril de 2014. Link: http://www.publico.pt/mundo/noticia/dany-le-rouge-abandona-o-parlamento-europeu-com-uma-ultima-defesa-emocionada-da-europa-federal-1632512?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:%20PublicoRSS%20%28Publico.pt%29
[2] ARRIAGA E CUNHA, Isabel - "Dany le rouge" abandona o Parlamento Europeu com uma última defesa emocionada da Europa federal. Público, 16 de Abril de 2014. Link: http://www.publico.pt/mundo/noticia/dany-le-rouge-abandona-o-parlamento-europeu-com-uma-ultima-defesa-emocionada-da-europa-federal-1632512?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:%20PublicoRSS%20%28Publico.pt%29 
[3] NOBRE, João José Horta - Michel Foucault: O Pedófilo Que Uma Certa Esquerda Pretende Canonizar. História Maximus, 10 de Janeiro de 2014. Link: http://historiamaximus.blogspot.pt/2014/01/michel-foucault-o-pedofilo-que-uma.html
[4] FLEISCHHAUER, Jan; MÜLLER, Ann-Katrin; PFISTER, René - Pedophile Links Haunt Green Party. Spiegel Online, 05 de Maio de 2013. Link: http://www.spiegel.de/international/germany/past-pedophile-links-haunt-german-green-party-a-899544-druck.html
[5] FLEISCHHAUER, Jan; MÜLLER, Ann-Katrin; PFISTER, René - Pedophile Links Haunt Green Party. Spiegel Online, 05 de Maio de 2013. Link: http://www.spiegel.de/international/germany/past-pedophile-links-haunt-german-green-party-a-899544-druck.html
[6] GESSAT, Michael - Pedophilia Accusations Haunt Green Politician. Deutsche Welle, 04 de Maio de 2013. Link: http://www.dw.de/pedophilia-accusations-haunt-green-politician/a-16791213
[7] VASAGAR, Jeevan - Germany's Green Party Leader Regrets Campaign to "Legalise Paedophilia". The Telegraph, 16 de Setembro de 2013. Link: http://www.telegraph.co.uk/news/worldnews/europe/germany/10312930/Germanys-Green-Party-leader-regrets-campaign-to-legalise-paedophilia.html


João José Horta Nobre
Abril de 2014

1 comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...