segunda-feira, 12 de setembro de 2016

As Elites Judaicas Querem Censurar a Internet e Possivelmente até Encerrá-la


As palavras acima foram proferidas por Danny Danon, o embaixador israelita nas Nações Unidas, na passada quarta-feira. Reparem na linguagem empregada por este semita que apela à tomada de "acção concreta e imediata" e posteriormente diz sem rodeios que as empresas de media têm de tomar "passos preventivos". Ora, eu não ando nisto há dois dias e sei perfeitamente bem o que significa isto dos "passos preventivos" com vista a combater o alegado "anti-semitismo" odioso, ainda para mais quando se fala de "passos preventivos" que têm como objectivo proibir a crítica a uma determinada cultura e religião. Eles chamam-lhe "passos preventivos", eu chamo-lhe simplesmente de censura.

Os "passos preventivos" em causa, se forem adiante não serão nada mais, nada menos, do que a censura a qualquer crítica à política do Estado de Israel, à religião judaica e ao supremacismo judaico. Na prática, as elites judaicas pretendem instaurar a censura no Mundo virtual, uma vez que não o conseguem controlar, encerrar (por enquanto...) nem "comprar" como têm feito com os órgãos de comunicação social tradicionais que se atrevem a ir contra a corrente "bem pensante". 

No entanto, apesar de algum alarmismo em torno desta questão, os esforços dos supremacistas judeus para nos calar serão totalmente fúteis[1] e só poderão ter sucesso se estes tomarem o passo radical de encerrar a internet, algo que na prática é quase impossível de se fazer, mas que constitui uma hipótese a não excluir, pois eu acredito que o tipo de gente com que estamos aqui a tratar, quando se sentir encurralada num canto, pode muito bem estar disposta a jogar todas as cartas que tem para jogar...

No meio disto tudo, porém, há aqui algo que dá que pensar e muito. É que a Superclasse Mundialista, na qual os judeus parecem ter um claro papel de liderança, possui neste momento um controlo sólido sobre os partidos do "sistema". Esta gente controla a economia mundial através do "Fed" americano, controlam o que se ensina nas escolas e universidades, controlam os grandes media, controlam Hollywood que se converteu numa gigantesca maquina de propaganda e no entanto, apesar de todo este poder brutal, estão com medo de alguns milhares de bloggers e internautas da Alt-Right, a ponto de já proferirem discursos sobre nós na ONU e falarem na necessidade de se tomarem "passos preventivos" para nos travar. Assim de repente veio-me à cabeça uma frase de Voltaire: "Para saberem quem são aqueles que reinam sobre vós, descubram quem são aqueles que vocês não podem criticar..."

______________________________________________

Notas:
[1] Se os supremacistas judeus nos censurarem ou expulsarem de uma dada plataforma virtual como o Blogger a título de exemplo, nós simplesmente vamos mudar de plataforma e continuaremos em frente como se nada tivesse acontecido. Há sempre a possibilidade de uma censura da internet "à chinesa", mas mesmo isso seria muito tosco e de pouca utilidade aos supremacistas judeus no médio/longo prazo. 

João José Horta Nobre
12 de Setembro de 2016
 

20 comentários:


  1. E então e nós como ficamos? Quem são na nossa terra, os supremacista Judeus ? Bom, para começar, uma lista de nomes e links :)
    Pá, não será esse tipo de comportamento igual a um maluco que por ai anda há solta na Net ? Que persegue e condena a quem é, anti-semita,anti-islâmico,anti-multi-culturalismo e por ai.. ou seja, qualquer pessoa que tenha uma opinião diferente da do panascóide que infelizmente anda por ai há solta na Net !
    Amigo JJHN, não acredito muito que sejam só Judeus, há maçons, que são tão conterrâneos como você e eu, só que servem um sistema em que lá no topo da pirâmide, está por lá o Satanás. E o Satanás até pode ser um Dinossauro T-rex extraterrestre, com sopa caldo-verde a correr-lhe nas veias. Eu gosto muito do Doc.DavidDuke, mas tenho algumas reticencias sobre essa teoria..
    Sim é verdade que podem ser judeus, mas talvez não sejam os únicos... Aposto que por lá também andam, Sauditas, Russos, Chineses, sul-americanos, Norte-americanos, Italianos, Escandinavos, Suecos, Venezuelanos, Mexicanos, Argentinos, Brasileiros, Sul-africanos, Angolanos, Indianos, Paquistaneses, Portugueses, do Canadá, do Alasca e etc e etc e etc...
    Só que são, os mais RICOS. O resto, é para ser exterminado por essa elite por culpa da superpopulação do planeta terra.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ivan Baptista disse...
      «Que persegue e condena a quem é, anti-semita,anti-islâmico,anti-multi-culturalismo e por ai.. ou seja, qualquer pessoa que tenha uma opinião diferente da do panascóide que infelizmente anda por ai há solta na Net !»

      Está enganado, caro Ivan. O animal a que se refere não condena a perseguição aos judeus. Ainda não percebi exactamente porquê (embora tenha algumas teorias), mas eu nunca o vi atacar alguém na sua pocilga por ser anti-semita.

      Mais, na altura em que ele mais me atacou, esse verme rastejante até se aliou a dois nazis convictos, o Brunácio e a prostitua Santrolesca, para me perseguir. Foi um desses dois que lhe foi contar a mentira de que eu e o Caturo somos a mesma pessoa e ele explorou-a até ao tutano.


      «Amigo JJHN, não acredito muito que sejam só Judeus, há maçons, que são tão conterrâneos como você e eu, só que servem um sistema em que lá no topo da pirâmide, está por lá o Satanás.»

      O Ivan tem razão, mas atenção: os judeus, ou melhor, as elites judaicas, são aquelas que mais capital têm e, consequentemente, as que melhor sabem fazer propaganda, por controlarem o grosso dos mé(r)dia.

      Eu até acho que o ataque frontral aos judeus é uma má estratégia do ponto de vista eleitoralista, mas é necessário que alguém os vá denunciando de vez em quando. Infelizmente, há muitos nacionlistas que apenas se centram nos judeus. Isso, a meu ver, é um erro crasso.

      Eliminar
    2. Bom, num dos link´s do blog desse activista de causas LGBT, com o seguinte titulo

      - dossier-islamofobia-caso-b

      O Srº Paulo Reis, é galanteado pelo Panasca naquele seu estilo de "desmentir" e de culpabilizar o discurso e ou opiniões das pessoas, sempre com as "Legítimas" ofensas do costume.
      O estilo de comentário do maluquinho, é ele ser, o "transmissor da verdade, que é uma apenas, e qualquer pessoa tem acesso"( e aqui está a prova dele ser maluco, como se a "razão" dele, fosse a única "verdade" do universo e mais alem ), e é algo do tipo :

      - «É mentira é mentira, isso é mentira» e tambem "ai ai, as cuecas do teu pai" !

      Pois é.. assim é claro que também dá vontade de lhe retribuir da mesma maneira recíproca tipo :

      - «não é nada, não é nada, porque quem diz é quem é» !

      Pois, mas a onde é que será que eu já vi isto algures ?!? Há pois, já sei onde ..

      - Conversas vadias (com Agostinho da Silva) - Ep. 11 - Miguel Esteves Cardoso

      https://www.youtube.com/watch?v=Tp9v0s7lb8Q&list=LLJ9w4tsYbuy7rku9-zxqdTg&index=718


      Minuto 21:45 - Xenofobia .. Agora já sei onde é que se inspirou :)

      Eliminar
    3. Muito interessante, sem dúvida. Sobretudo pela forma como o Agostinho da Silva se defende da estupidez confrangedora do MEC, que ainda hoje continua a ser um reles pigmeu intelectual com a mania que é esperto. Não admira que escreva periodicamente no Al-Público, o jornal de todos os pseudo-intelectuais pedantes que julgam saber o que é melhor para a humanidade, embora não dominem sequer os aspectos mais básicos dos assuntos sobre os quais insistem em pronunciar-se.

      O Ivan acertou em cheio. O nosso "amigo" da conservatória é realmente uma espécie de MEC... mas ainda mais brejeiro, boçal e burlesco.

      Eliminar
    4. Freemasonry is a Jewish organisation, that is, the constitution and regulations of Freemasonry are Judaism. Henry Makow, a Canadian Jew, says that even if we neutralised Judaism and its goals, the Freemason would simply take the place of Talmudic Jews. Freemasonry is the club for Gentiles to be in a Jewish organisation with the same goals as Judaism, world domination. Here is an article by Henry Makow to the point at hand:https://shar.es/a1ePCi (henrymakow.com)

      Eliminar
  2. Hoje mesmo descobri este site http://wethoughttheywerewhite.weebly.com/ estou abismado pois o autor é black.

    ResponderEliminar
  3. http://www.renegadetribune.com/clinton-presidential-library-just-released-lots-old-photos-bill-hanging-donald-trump/

    ResponderEliminar
  4. Os Neocons/sionistas estao com ajuda da (((midia))) a tentar sequestrar e redifinir o conceito de alt Right .

    https://m.youtube.com/watch?v=Lgl53EXInPc


    negativem o video e positivem os comentarios contra o mesmo .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Baboseira. O Milo Yiannopoulos não é judeu. E não é por ser paneleiro que deixa de ser valioso, antes pelo contrário, a esquerda tem medo de criticar violentamente um homem assim. Tem mais tomates este paneleiro do que a muitos dos "verdadeiros nacionalistas", que são todos machos atrás de um ecrã de computador mas depois não fazem bolha no mundo real!

      Além disso, ele tem razão: a Direita Alternativa não é o Nacional-socialismo. Nem sequer é o Nacionalismo em geral, embora seja a coisa mais próxima que já houve em termos mainstream. Por exemplo, os NS rejeitam o capitalismo em geral, mas quase todos os manifestos da Direita Alternativa advogam o modelo capitalista.

      O que é estranho -mas mesmo muito estranho- é que um suposto nacionalista queira que os outros nacionalistas negativem um vídeo em que três, isso mesmo, TRÊS esquerdistas da CNBC -uma estação controlada por judeus- são categoricamente enrabados por um representante da direita, só porque esse representante da direita não é suficientemente estúpido para se assumir como racista e anti-sionista primário!

      O Milo é o representante ideal da causa racialista? Obviamente que não, assim como o não são Marine Le Pen, Geert Wilders ou Frauke Petry. Mas quem é que vocês queriam, o David Duke? Um gajo que já está tão queimado nos mé(r)dia e na sociedade americana em geral que ninguém lhe dá ouvidos a não ser os racistas convictos?

      Quando é que vocês vão meter nas vossas cabeças ocas que a mensagem nacionalista tem de passar gradualmente, de uma forma moderada, e não toda ao mesmo tempo, sob pena de ser liminarmente rejeitada?

      Eliminar
    2. Esse Dad pôs o mesmo comentário no meu blogue como anónimo. Não quer que as pessoas que vão ao meu blogue saibam que ele é pai.

      Eliminar
    3. Encontrei este post http://omarxismocultural.blogspot.pt/2016/09/direita-alternativa-16-pontos.html onde se define o que é afinal e o que defende o alt right,leiam todos os pontos e digam se concordam ou não(pergunto pois não tenho contacto nenhum com as ideias do alt right a não ser aqui na net)

      Eliminar
    4. Encontrei este post http://omarxismocultural.blogspot.pt/2016/09/direita-alternativa-16-pontos.html onde se define o que é afinal e o que defende o alt right,leiam todos os pontos e digam se concordam ou não(pergunto pois não tenho contacto nenhum com as ideias do alt right a não ser aqui na net)

      Eliminar
    5. Ponto 1: concordo.

      Ponto 2: concordo a 90%. Não creio que o movimento conservador norte-americano tenha regredido para o progressismo, o que se passa é que é as profundas alterações da sociedade a que assistimos desde a segunda guerra mundial também são do interesse dos conservadores capitalistas. O feminismo, por exemplo, não foi apenas um movimento pela "igualdade", foi também uma forma que os capitalistas encontraram de alargar a disponibilidade abundante de mão-de-obra, ao fomentar o abandono, por parte das mulheres, da família tradicional em detrimento da carreira profissional.

      Ponto 3: Concordo.

      Ponto 4: Concordo a 75%. Falta aqui o desenvolvimento Método Científico, que é a razão definitiva para a superioridade da civilização ocidental.

      Ponto 5: Concordo.

      Ponto 6: Concordo.

      Ponto 7: Concordo.

      Ponto 8: Concordo.

      Ponto 9: "Subordina" ou "deve subordinar-se"? É que no primeiro caso discordo, no segundo concordo. A política depende da vontade e dos interesses da classe política, não da cultura. É por isso, por exemplo, que temos tanta imigração. A política devia ser o reflexo da cultura, mas não é isso que se verifica presentemente no Ocidente.

      Ponto 10: Concordo, mas chamo a atenção para o facto de que, nos EUA e no Canadá, o grupo dominante não é nativo.

      Ponto 11: Concordo.

      Ponto 12: Concordo.

      Ponto 13: Concordo.

      Ponto 14: Concordo.

      Ponto 15: Concordo.

      Ponto 16: Concordo.

      Eliminar
    6. «Quando é que vocês vão meter nas vossas cabeças ocas que a mensagem nacionalista tem de passar gradualmente, de uma forma moderada, e não toda ao mesmo tempo, sob pena de ser liminarmente rejeitada?»

      Caro Afonso, é exactamente essa uma das grandes inovações da Alt-Right...

      Eliminar
    7. «Esse Dad pôs o mesmo comentário no meu blogue como anónimo. Não quer que as pessoas que vão ao meu blogue saibam que ele é pai.»

      WTF?!?

      Eliminar
    8. «Encontrei este post http://omarxismocultural.blogspot.pt/2016/09/direita-alternativa-16-pontos.html onde se define o que é afinal e o que defende o alt right,leiam todos os pontos e digam se concordam ou não»

      Concordo!

      Eliminar
    9. «Caro Afonso, é exactamente essa uma das grandes inovações da Alt-Right...»

      Sem dúvida, caro JJHN: mas repare, para certos nacionalistas, a direita alternativa é o Nacional-Socialismo, o que não é verdade. Há muitos aspectos do NS que foram incorporados na direita alternativa, mas a direita alternativa não é o NS. Se fosse, não seria alternativa!

      Eliminar
    10. Essa gente do NS são em certa medida como os salazaristas, vivem presos ao passado e dali não conseguem sair...

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...